O laboratório de ensino de matemática do IFES Campus Cachoeiro de Itapemirim como espaço que contribui para a/na formação de professores e na produção científica / The mathematics laboratory of the IFES Campus Cachoeiro de Itapemirim as a space that contributes to / in teacher training and scientific production

Jorge Henrique Gualandi

Abstract


Este artigo apresenta o mapeamento das produções oriundas de pesquisas desenvolvidas no LEM, os cursos de formação continuada ou oficinas ofertados aos professores da educação básica em parceria com escolas e/ou secretarias municipais de educação e as exposições do LEM entre 2010 e 2020. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa do tipo mapeamento na acepção de Biembengut (2007). Fundamentou-se no PPC do curso superior da licenciatura em Matemática do Ifes campus Cachoeiro de Itapemirim (2010) e nos pressupostos teóricos de Bittar; Freitas (2005), Lorenzato (2012), Rêgo; Rêgo (2012), Turrioni; Perez (2012) e Oliveira; Kikuchi (2018) acerca das contribuições de um LEM para o ensino de matemática. Para a recolha de dados, buscou-se mapear as ações desenvolvidas pelo LEM do Ifes campus Cachoeiro de Itapemirim com base no acervo desse LEM, com os quais se procedeu a uma discussão articulada com os pressupostos teóricos. Concluiu-se que o LEM contribui para o aperfeiçoamento de professores que ensinam matemática, pois proporciona o conhecimento e aprendizado de metodologias diversificadas, além de discussões e reflexões de suas práticas, relaciona teoria e prática; proporciona o intercâmbio entre professores da educação básica e alunos da licenciatura; promove um espaço para a aprendizagem colaborativa; propicia momentos de experimentação dos MDM; entre outros. Em outras palavras, o LEM configura um espaço para investigação, pesquisa, experimentação, formação de professores e divulgação científica.

 


Keywords


Laboratório de Ensino de Matemática, Formação continuada, Mapeamento.

References


BIEMBENGUT, M. S. Mapeamento como princípio metodológico para a pesquisa educacional. In: MACHADO, N. J; CUNHA, M. O. da. Linguagem, conhecimento, ação: ensaios de epistemologia e didática. Escrituras Editora, 2007, p. 289-312.

BITTAR, Marilena; FREITAS, José Luiz M. Laboratórios de educação matemática. In: BITTAR, M.; FREITAS, J. L. M. (Ed.). Fundamentos e metodologia de matemática para os ciclos iniciais do ensino fundamental. Campo Grande: Editora UFMS, 2005. p. 231-265.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria da Educação Básica. Explorando o Ensino da Matemática – Artigos. v. 1. Brasília: MEC, 2004a.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria da Educação Básica. Explorando o Ensino da Matemática – Artigos. v. 2. Brasília: MEC, 2004b.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática, v. 3. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. MEC. Brasília, DF, 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2020.

CAMPOS, M. S.; GUALANDI, J. H. Os reflexos de uma oficina na mudança das concepções de professores: um estudo no contexto dos materiais manipuláveis. Educação Matemática Debate. v. 4. n. 10, p. 1-22, 2020. Disponível em: Acesso em: 28 dez. 2020. doi: https://doi.org/10.46551/emd.e202059

DAMAS, E., OLIVEIRA, V., NUNES, R.; SILVA, L. Alicerces da matemática: guia prático para professores e educadores. Porto: Areal Editores, 2010.

FONSECA, D. O. da; GUALANDI, J. H. O laboratório de Ensino de matemática (LEM) na Formação Continuada de Professores que Ensinam Matemática. Ensino de Matemática em Debate, v.7. n. 2,p. 71-88, 2020. Disponível em: . Acesso em: 28 dez. 2020. doi:https://doi.org/10.23925/2358-4122.

RODRIGUES, F. C.; GAZIRE, E. S. Laboratório de Educação Matemática na Formação de Professores. Curitiba-PR, Appris. 2015.

GUALANDI, J. H.; CARARI, M. L.; ZANON, T. X. D. “QUADRADINHOS DE EVA”: UMA PROPOSTA PARA O DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO ALGÉBRICO. In: VII SHIAM - Seminário Nacional de Histórias e Investigações de/em aulas de Matemática, 2019, Campinas. Caderno de resumos do VII SHIAM. Campinas: Editora da Unicamp, 2019. v. 1. p. 51-52.

GUALANDI, J. H.; CARARI, M. L.; ZANON, T. X. D. C. Vamos manipular quadradinhos? Uma proposta para o desenvolvimento do pensamento algébrico. In: SILVA, D. M. V. da; ARQUIERES, D. D. (Org.). Laboratório de Ensino de Matemática na Educação Básica e na Formação Inicial e Continuada de Professores. 1. ed. Curitiba, PR: Bagai, 2020, p.160-174.

Instituto Federal do Espírito Santo, Gabinete do Reitor. Portaria nº 2.357, de 03 de setembro de 2003. Autorizar o Centro federal de Educação Tecnológica do Espírito Santo – CEFET-ES, a promover o funcionamento de sua UNED em Cachoeiro de Itapemirim – ES. Diário Oficial da União, 04 de setembro de 2003. < file:///C:/Users/OS/Downloads/Portaria_2003_n%C2%BA_2356_-_2357_ _2358_e_2359_de_03_de_setembro_DOU_04-09-2003.pdf>. Acesso em: 04 jan. 2021.

Instituto Federal do Espírito Santo, Gabinete do Reitor. Resolução do Conselho Superior nº 13/2010, de 09 de junho de 2010. Autorizar a oferta do Curso de Licenciatura em Matemática do Campus Cachoeiro de Itapemirim. Boletim GeDoc – Sistema de Gestão e Geração de Documentos, 09 de jun. 2010. . Acesso em: 04 jan. 2021.

Instituto Federal do Espírito Santo, Gabinete do Reitor. Portaria nº 589, de 22 de outubro de 2014. Reconhecer o curso de Superior de Licenciatura em Matemática do Ifes campus Cachoeiro de Itapemirim. Diário Oficial da União, 23 de outubro de 2014.

. Acesso em: 04 jan. 2021.

Instituto Federal do Espírito Santo, campus Gabinete do Reitor. Portaria nº 918 de 27 de dezembro de 2018. Renovar o conhecimento do curso de Superior de Licenciatura em Matemática do Ifes campus Cachoeiro de Itapemirim. Diário Oficial da União, 28 de dezembrode2018.. Acesso em: 04 jan. 2021.

Instituto Federal do Espírito Santo, campus Cachoeiro de Itapemirim, Gabinete do Diretor Geral. Portaria DG nº 265, de 13 de agosto de 2018. Designar o servidor responsável pelo Laboratório de Ensino de Matemática – LEM e pelo Laboratório Interdisciplinar de Formação de Educadores – LIFE do campus Cachoeiro de Itapemirim deste Ifes. Boletim GeDoc – Sistema de Gestão e Geração de Documentos, 13 ago. 2018. . Acesso em: 04 jan. 2021.

KALEFF, A. M. M. R. Vendo e entendendo poliedros. 2. ed. Niterói-RJ: EdUFF: Editora da Universidade Federal Fluminense, 2003. v. 1. 209p.

KALEFF, A. M. M. R. Do fazer concreto ao desenho em geometria: ações e atividades desenvolvidas no laboratório de ensino de geometria da Universidade Federal Fluminense. In: LORENZATO, S. Laboratório de Ensino de Matemática na Formação de Professores. Campinas: Autores Associados, 2012. p. 113-134.

KALEFF, A. M. M. R.; REI, D. M.; GARCIA, S. S. Quebra-Cabeças Geométricos e Formas Planas. 3. ed. Niterói: EdUFF, 2005.

LOPES, J. de A. O Laboratório de Ensino de Matemática. In: Anais do I Encontro Paulista de Educação Matemática- I EPEM, Campinas, SP, 1989, p. 149–151.

LORENZATO, S. (Org.). O Laboratório de Ensino de Matemática na Formação de Professores. Campinas-SP, Autores Associados. 3. ed. 2012.

MATOS, J. M.; SERRAZINA, M. de L. Didáctica da Matemática. Lisboa, Universidade Aberta, 1996.

MILAGRE, P. H.; GUALANDI, J. H. Jogos Matemáticos como Ferramenta para a Aprendizagem de Operações com Números Inteiros. In: XVII Encontro Baiano de Educação Matemática e o VI Fórum Baiano das Licenciaturas em Matemática, 2017, Alagoinhas. Matemática, Cultura e Arte, 2017a, v. 1, p. 1-12.

MILAGRE, P. H.; GUALANDI, J. H. Jogos Matemáticos: Uma Ferramenta no Ensino e Aprendizagem de Operações com Números Inteiros no 7º ano do Ensino Fundamental. Revista Eletrônica Sala De Aula Em Foco, v. 6, p. 68-80, 2017b. Disponível em: https://ojs2.ifes.edu.br/index.php/saladeaula/article/view/583. Acesso em: 28 dez. 2020.

OLIVEIRA, Zaqueu Vieira; KIKUCHI, Luzia Maya. O laboratório de matemática como espaço de formação de professores. Cadernos de Pesquisa. [S.l.], v. 48, n. 169, p. 802-829, set. 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/198053145239. Acesso em: 17 jan. 2021.

PPC – Projeto Pedagógico de Curso Superior de Licenciatura em Matemática do Instituto Federal do Espírito Santo – campus Cachoeiro de Itapemirim, 2010.

https://www.ifes.edu.br/images/stories/-publicacoes/cursos/graduacao/PPC_LICENCIATURA_EM_MATEM%C3%81TICA.pdf >. Acesso em: 12 nov. 2020.

RÊGO, R. M.; RÊGO, R, G. Desenvolvimento e uso de materiais didáticos no ensino de matemática. In: LORENZATO, S. Laboratório de Ensino de Matemática na Formação de Professores. Campinas: Autores Associados, 2012. p. 36-56.

SANTOS, R. C.; GUALANDI, J. H. Laboratório de Ensino de Matemática: O uso de materiais manipuláveis na formação continuada dos professores. In: XII ENEM – Encontro Nacional de Educação Matemática, 2016, São Paulo. Anais do XII ENEM. 2016. p. 1-12. . Acesso em: 28 dez. 2020.

SERRAZINA, M. L. Os materiais e o ensino da Matemática. In: Educação e Matemática, n. 13, jan./mar. 1990. (Editorial).

SILVA, F. B. da; GUALANDI, J. H.; SANTOS, P. dos. O uso de jogos matemáticos no trabalho com o cálculo mental. TANGRAM - Revista de Educação Matemática, v. 3, n. 3, p. 60-84, set. 2020. Disponível em: . Acesso em: 28 dez. 2020. doi:https://doi.org/10.30612/tangram.v3i3.12264.

TAHAN, M. Didática da Matemática. São Paulo: Ed. Saraiva, 3. ed. 1961. v. 1.

TAHAN, M. Didática da Matemática. São Paulo: Ed. Saraiva, 1962. v. 2.

TURRIONI, A. M. S.; PEREZ, G. Implementando um laboratório de educação matemática para apoio na formação de professores. In: LORENZATO, S. Laboratório de Ensino de Matemática na Formação de Professores. Campinas: Autores Associados, 2012. p. 57-76.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-088

Refbacks

  • There are currently no refbacks.