Clima urbano e vegetação: o papel de uma área de mata na formação de uma ilha fria / Urban climate and vegetation: the role of a forest area in the formation of a cold island

Gilson Campos Ferreira da Cruz

Abstract


Quando o ser humano constrói as cidades, ele provoca grande alteração da paisagem, substituindo áreas de floresta e campos por construções, pavimentação de ruas e calçadas, e provocando a criação de um novo clima, o Clima Urbano. A formação de ilhas de calor e ilhas frias são muito comuns nas áreas urbanas. Uma das medidas que pode minimizar as consequências da formação de ilhas de calor é a arborização urbana de ruas e praças, que no caso das praças, ruas e avenidas de maior extensão e terrenos particulares podem ajudar a reduzir a temperatura com a formação de ilhas frias. No presente trabalho o objeto de estudo é uma área de Mata na área urbana do município de Ponta Grossa-PR-Brasil, com aproximadamente 635 m2. O objetivo principal foi identificar a formação de ilhas frias ao longo do dia e ilhas de calor a noite. Os resultados confirmaram a formação de ilhas frias e uma ilha de calor, assim como a não formação ilha, seja quente ou fria em um dos horários de registro. Com esta pesquisa foi possível demonstrar que a vegetação pode contribuir com a redução das temperaturas em áreas urbanas.


Keywords


Clima Urbano, Vegetação, Ilha Fria, Ilha de Calor.

References


CRUZ, G. C. F., Lombardo, M. A. A Importância da Arborização para o Clima Urbano. In Anais do II Seminário sobre Regeneração Ambiental de Cidades - Águas Urbanas II. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, (Cd Room), 2007.

CRUZ, G. C. F. Clima Urbano de Ponta Grossa-PR: uma abordagem da dinâmica climática em cidade média subtropical brasileira. Tese de Doutorado. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. São Paulo, 2009.

CRUZ, G. C. F. The Urban Area of The Verde River Basin and the Environmental Impacts Caused by the Urbanization of Ponta Grossa – Pr – Brasil. Brazilian Journal of Development. v. 6, n. 11, p. 87952-87965 nov. 2020. Disponível em: . Acesso: dez. 2020.

GARCIA, M. C. M. Climatologia Urbana. Barcelona: Universitat de Barcelona, 71 p., 1999.

HAMADA T., MIKAMI T. Cool island phenomenon in urban green spaces: a case study of Meiji Shrine and Yoyogi Park. Geographical Review of Japan 67: 518-52, 1994.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades. Disponível em: Acessado em 21 de maio de 2020, 2020.

LOMBARDO, M. A. A Ilha de calor nas metrópoles: o exemplo de São Paulo. São Paulo: Hucitec. 244 p., 1985.

LOMBARDO, M. A O processo de urbanização e a qualidade ambiental – Efeitos adversos no clima. Revista Brasileira de Geografia 52: 161­166, 1990.

OKE, T. R. Boundary Layer Climates. 2. ed. 1987, reimpressão, New York: Routledge. 435 p. 2005.

SHINZATO, P., DUARTE, D. H. S. Impacto da vegetação nos microclimas urbanos e no conforto térmico em espaços abertos em função das interações solo-vegetação-atmosfera. Ambiente Construído 18: 197-215, 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-077

Refbacks

  • There are currently no refbacks.