Ocorrência de Enteroparasitoses em adultos residentes no entorno do braço Taquecetuba no município de São Bernardo do Campo / Occurrence of Enteroparasitosis in adults living around the Taquecetuba arm in the municipality of São Bernardo do Campo

Cássia Regina da Silva Neves Custódio, Carla Rafaela Donegá, Áster Abel Carvalho Vieira, Henrique Cazella Aguera, Natalia Turco, Marta Angela Marcondes

Abstract


As parasitoses constituem um problema de saúde pública e estão associadas a condições como a superpopulação, aumento da produção de resíduos, a deficiência do saneamento básico e a poluição ambiental. As águas da Represa Billings apresentam florações de bactérias e microorganismos que podem afetar a população geral. Assim, o presente estudo teve como objetivo pesquisar a ocorrência de parasitoses intestinais em adultos residentes e atendidos em uma organização não governamental (ONG) situada no braço Taquacetuba no entorno da Billings. Foram realizadas visitas à ONG para entrevistas sobre as condições sócio econômicas e entrega do frasco coletor das fezes. Foram incluídos 31 participantes com idade média de 25 anos, sendo que a maioria possuía apenas o ensino fundamental, renda familiar de 72% do salário mínimo. A maioria reside em ruas não pavimentadas, próximas a terrenos baldios e sem acesso à rede de esgoto. A análise coproparasitológica indicou positividade em 58% das amostras. Entre os sintomas associados, os participantes referiram dificuldade para defecar, dor de barriga, flatulência e cólicas. Ao final, os pesquisadores forneceram o laudo do exame e realizaram atividades educativas de prevenção e profilaxia das parasitoses onde foram abordados os temas: manejo da água, higiene e coleta de lixo. Os participantes foram encaminhados às Unidades de Saúde para o tratamento apropriado. Conclui-se que as enteroparasitoses em adultos residentes do entorno do Taquecetuba ainda constituem um importante grupo de doenças preveníveis e negligenciadas que afetam as comunidades com uma infraestrutura de saneamento básico deficiente associados à poluição ambiental.


Keywords


Enteroparasitoses, reservatório billings, saneamento.

References


AMARAL, L. A.; FILHO, A. N.; JUNIOR, O.D.R.; FERREIRA, F. L. A.; BARROS, L. S. S. Água deconsumo humano como fatos de risco à saúde em propriedades rurais. Revista de Saúde Pública, v. 37 n. 4, p. 510-514, 2003.

ANDRADE, E. C.; LEITE, I. C. G.; RODRIGUES, V. O.; CESCA, M. G. Parasitoses intestinais: uma revisão sobre seus aspectos sociais, epidemiológicos, clínicos e terapêuticos. Rev. APS, Juiz de Fora, v. 13, n. 2, p. 231-240, 2010.

ANDRADE, E.C.; LEITE, I.C.; VIEIRA. M.T.; ABRAMO, C.; TIBIRIÇÁ, S.H.C.; SILVA, P.L. Prevalência de parasitoses intestinais em comunidade quilombola no Município de Bias Fortes, Estado de Minas Gerais, Brasil, 2008. Epidemiol. Serv. Saúde v. 20 (3): p.337-344. 2011.

ARAUJO, S. Parasitoses intestinais: prevalência e aspectos epidemiológicos em moradores de rua. Revista Brasileira de Análises Clínicas ; 52(1): p. 87-92, 2020.

BRASIL, ATOS DO PODER LEGISLATIVO (Brasil). LEI Nº 14.013, DE 10 DE JUNHO DE 2020. DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO, [s. l.], 2020.

BRITO, A.M.G.; MELO,C.M.; REIS, A.A.; BRITO, R.G.; MADI, R. R. Protozoário comensal em amostra fecal:parâmetro para prevenção de infecção parasitaria via fecal-oral. Scire Salutis, Aquidabã, v.3, n.2, p.17-22,2013.

CARNEIRO SANTOS H.L., FERNANDES MARTINS L.A., SARAMAGO PERALTA R.H., PERALTA, J.M., WERNECK DE MACEDO H. Frequency of amoebiasis and other intestinal parasitoses in a settlement in Ilhéus City, State of Bahia, Brazil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. São Paulo, Jan-Feb; 47(1):101-4, 2014.

DE CARLI, G. A; TASCA, T. Diagnóstico e identificação de parasitos. In: DE CARLI, G. A. Parasitologia Clínica:Seleção de métodos e técnicas de laboratório para diagnostico das parasitoses humanas. 2 ed. São Paulo: Atheneu, 743-842 p 2007 (a)

DE CARLI, G. A. Exames microscópicos e macroscópicos da amostra fecal fresca e preservada. In: DE CARLI, G. A. Parasitologia Clínica:Seleção de métodos e técnicas de laboratório para iagnostico das parasitoses humanas. 2 ed. São Paulo: Atheneu, 40-44, 52- 72 p2007 (b).

DONEGA, C.R.; NEVES, C. R.S. Ocorrência de Enteroparasitoses em crianças residentes no entorno do braço Taquecetuba no município de São Bernardo do Campo In: IX ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC (UFABC) E UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL (USCS) – 2019 , Santo André. UFABC, 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA, 2020. Conheça o Brasil: População Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios: síntese de indicadores 2020. Rio de Janeiro: IBGE.

LUDWIG, K.M.; FREI, F.; FILHO, F.A.; PAES, J. T. R. Correlação entre condições de Saneamento Básico e parasitoses intestinais na população de Assis, estado de São Paulo. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. São Paulo, v. 32, n.5. 1999.

MARCONDES, M. Reservatório Billings: caracterização de coliformes totais e termotolerantes em suas águas e o risco à saúde públicaCiência e Tecnologia Fatec – Jaboticabal volume 8, edição especial, 2016

MOSCHINI-CARLOS, V.; BORTOLLI, S.; PINTO, E.; NISHIMURA, P. Y.; FREITAS, L. G. D.; POMPÊO, M. L.M.; DÖRR, F. Cyanobacteria and Cyanotoxin in the Billings Reservoir (São Paulo, SP, Brazil). Limnetica, v. 28, n. 2,p. 227-236. 2009.

NISHIMURA, P. Y. Ecologia da comunidade fitoplanctônica em dois braços da Represa Billings (São Paulo, SP) com diferentes graus de trofia. São Paulo. 2008. 151 p. Dissertação (Mestrado) – Universidade de São Paulo, Departamento de Ecologia, São Paulo, 2008.

NISHIMURA, P. Y.; MOSCHINI-CARLOS, V.; POMPÊO, M. L. M.; SILVA, S. C. D.; PADIAL, P. R. A comunidade fitoplanctônica nos braços do Rio Grande e Taquacetuba do Complexo Billings (São Paulo - Brasil). In: CONGRESSO BRASILEIRO DE LIMNOLOGIA, 11., 2007, Macaé. Anais…Macae: Associação Brasileira de Limnologia, 2007.

OTENIO, M. H.;TOMÉ , M.H.; CHIES. B.P.; CLARO, E. M..T; OLIVEIRA, I.P ; RAVAGNANI, C.l. Sanemanto básico, qualidade de água, e evantamento de enteroparasitas relacionando ao perfil sócio-enconômico-ambiental de escolares de uma área rural do município de Bandeirantes-PR.Salusvita, Bauru, v. 26, n. 2, p. 179-188, 2007.

SÃO PAULO (Estado) . Secretaria do Meio Ambiente / Coordenadoria de Educação Ambiental. Billings. - - São Paulo : SMA/CEA,. ; Cadernos de Educação Ambiental – Edição Especial Mananciais, vol. I). 150p .2010.

SANTOS, F. S.; GAMA, A. S. M.; FERNANDES, A. B.; JUNOR, J. D. D. R.; GUIMARÃES, J. Prevalência de enteroparasitismo em crianças de comunidades ribeirinhas do Município de Coari, no médio Solimões, Amazonas, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude, v.1, n.4, p.23-28, 2010.

SILVA, J.C, FURTADO, L.F.V., FERRO, T.C.C. BEZERRA, K.C., BORGES, E.P, MELO, A. C. F.L.. Parasitismo por Ascaris lumbricoides e seus aspectos epidemiológicos em crianças do Estado do Maranhão. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 44(1), 100-102, 2011

SILVA, M. A.; GIATTI, L. L.; CARVALHO, R. A. C.; GUERREIRO, J. C. H. Prevalência de enteroparasitas em pacientes e funcionários de uma instituição psiquiátrica. Revista Brasileira de Análises Clínicas, v.44, n.1, p.55-60, 2012.

SILVA, A.T., MASSARA, C.L., MURTA, F.G.L., OLIVEIRA, A.A., LARA-SILVA F.O. Ovos de Enterobius vermicularis em salas de espera e banheiros de unidades básicas de saúde (UBS) do município de Nova Serrana-MG: contribuições para o controle. Rev Patol Tropical;42(4):425-33. 2013.

SILVA, R. S. B.; MALHEIROS, A. F.; SANTOS, D. P.; SHAW, J. J.; ARAÚJO, M. S. M.; MORAES, M. F. A.; CAMPOS, W. N. L.. Estudo de parasitoses intestinais em moradores de corumbá, Mato Grosso do Sul, Brasil. Revista Ibero Americana de Ciências Ambientais, v.10, n.2, p.109- 128, 2019.

STANCARI RCA, CORREIA M. Detecção de oocistos de Cryptosporidium spp e cistos de Giardia spp em mananciais e águas de abastecimento público. Rev Inst Adolfo Lutz. São Paulo; 69(4):453-60, 2010.

WHATELY, M. Seminário Billings 2002: avaliação e identificação de áreas e ações prioritárias para a conservação, recuperação e uso sustentável da Bacia Hidrográfica da Billings. São Paulo: Instituto Socioambiental; 2002




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-071

Refbacks

  • There are currently no refbacks.