Da pandemia da Covid-19 ao avanço da racionalidade neoliberal sobre o trabalho / From the Covid-19 pandemic to the advancement of neoliberal rationality about work

Denise Ribeiro da Fonseca da Pieve, Andréa Fão Carloto

Abstract


Nesse cenário de pandemia da COVID-19 faz-se necessário abordar as consequências geradas, principalmente para classe trabalhadora, a partir das transformações no mundo do trabalho e seus impactos nas relações sociais e condições concretas de trabalho. Por isso, esse artigo tem como objetivo tecer reflexões sobre as contradições que emergem com a implementação do trabalho remoto – medida de exceção adotada durante a pandemia da COVID-19 – e do teletrabalho – regulamentado pela Instrução Normativa N° 65/2020 – nas universidades federais. Para isso, realizou-se a análise documental da referida instrução normativa, principalmente dos seus objetivos e os possíveis rebatimentos na vida dos servidores públicos das universidades federais. Por fim, apresentam-se as considerações finais que apontam a pandemia como importante laboratório para o capital potencializando o avanço da racionalidade neoliberal.


Keywords


Pandemia, trabalho remoto, teletrabalhos, servidor público federal, Universidades Federais.

References


ALVES, Giovanni. Trabalho e Neodesenvolvimentismo: choque de capitalismo e nova degradação do trabalho no Brasil. Bauru: Canal 6, 2014.

ANTUNES, Ricardo. Coronavírus: o trabalho sob fogo cruzado. 1. Ed. São Paulo: Boitempo, 2020.

BRASIL, Governo Federal. Portal do Servidor: Balanço registra 49% dos servidores em trabalho remoto e 975 casos de coronavírus confirmados. Disponível em: https://www.gov.br/servidor/pt-br/assuntos/noticias/2020-1/junho/balanco-registra-49-dos-servidores-em-trabalho-remoto-e-975-casos-de-coronavirus-confirmados. Acesso em: 24 de ago. de 2020.

BRASIL, Governo Federal. Gestão: Governo reduz gastos públicos em R$ 466.4 milhões com teletrabalho. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/financas-impostos-e-gestao-publica/2020/08/governo-reduz-gastos-publicos-em-r-466-4-milhoes-com-teletrabalho. Acesso em: 24 de ago. de 2020.

BRASIL, Ministério da Economia. Instrução Normativa Nº 65, de 30 de julho de 2020. Estabelece orientações, critérios e procedimentos gerais a serem observados pelos órgãos e entidades integrantes do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal - SIPEC relativos à implementação de Programa de Gestão.

BRASIL, Ministério da Educação. Coronavírus: Monitoramento nas Instituições de Ensino. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/coronavirus/. Acesso em: 14 de Out. de 2020.

CISLAGHI, Juliana Fiuzza. A Categoria “Serviços” na Tradição Marxista e o Debate Sobre os Serviços na Atualidade. In: BOSCHETTI, Ivanete; BEHRING, Elaine; LIMA, Rita de Lourdes de (org.). Marxismo, política social e direitos. São Paulo: Cortez, 2018.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios: PNAD COVID19. Junho/2020. Disponével em: https://covid19.ibge.gov.br/pnad-covid/trabalho.php. Acesso em: 03 de Out. de 2020.

HAN, Byung-Chul. Sociedade do cansaço. Tradução de Enio Paulo Giachini, Petrópolis: Vozes, 2017.

HARVEY, David. O neoliberalismo como destruição criativa. In: Revista de Gestão Integrada em Saúde do Trabalho e Meio Ambiente. Disponível em: http://www3.sp.senac.br/hotsites/blogs/InterfacEHS/wp-content/uploads/2013/07/trad-2007.pdf. Acesso em: 07 de jul. de 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-048

Refbacks

  • There are currently no refbacks.