Intenção da doação de sangue e de medula óssea pelo aluno do ensino médio das escolas de Uberaba/MG / Intention of high school students in Uberaba (Minas Gerais) to donate blood and bone marrow

Giovani Zago Borges, Ana Carolina Pires Ferro, Natália Venancio de Senne, Fernanda Oliveira Giacometo, Luís Felipe Moreira, Nelson Rannieri Tirone, Maria Theresa Cerávolo Laguna Abreu

Abstract


O objetivo do estudo foi analisar a intenção do aluno do ensino médio, de tornar-se doador de sangue e medula óssea. O trabalho justifica-se, pois, a doação de tecido hematopoiético pode dar suporte ao tratamento de várias doenças e os hemocentros possuem dificuldade para assegurar a quantidade de doadores para manutenção dos seus estoques. Trata-se de um estudo observacional com abordagem quantitativa onde um questionário foi respondido por 331 alunos do ensino médio de 5 escolas públicas do município de Uberaba após momento de conscientização realizado por extensionistas. Os resultados foram apresentados em frequência absoluta e relativa para as respostas. Dois terços dos alunos não conheciam seu tipo sanguíneo e não tinham conhecimento sobre os temas doação de sangue e de medula óssea, 95% dos alunos nunca haviam realizado doação de sangue e ao final da execução do projeto de extensão, os dados evidenciaram que 84,6% dos alunos apresentavam-se a disposição para se tornarem doadores de sangue, 52,4% apresentaram interesse em se cadastrar para doar medula óssea, 86% se mostraram engajados para compartilhar o seu aprendizado com seus amigos e familiares e 98% utilizavam redes sociais. Podemos concluir que a execução das ações extensionistas de esclarecimento e conscientização com alunos do ensino médio quanto aos temas doação de sangue e de medula óssea foram fatores determinantes para despertar o interesse na doação e o engajamento social desta parcela da população e a diversificação dos meios para abordagem, através das redes sociais, pode contribuir para aumentar a captação dos jovens doadores nas escolas.

 

 


Keywords


Doadores de Sangue, Conscientização, Estudantes.

References


Rodrigues RSM, Reibnitz KS. Estratégias de captação de doadores de sangue: uma revisão integrativa da literatura. Texto contexto - Enferm. [Internet]. 2011 jun [citado 11 dez 2020]; 20(2): 384-391. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072011000200022&lng=en. https://doi.org/10.1590/S0104-07072011000200022.

Hagisawa K, Kinoshita M, Takikawa M, Takeoka S, Saitoh D, Seki S, Sakai H. Combination therapy using fibrinogen γ‐chain peptide‐coated, ADP‐encapsulated liposomes and hemoglobin vesicles for trauma‐induced massive hemorrhage in thrombocytopenic rabbits. Transfusion [Internet] 2019 [citado 12 nov 2020]; 59 (10): 3186-3196. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/trf.15427. https://doi.org/10.1111/trf.15427.

Oliveira RAA, Santos ARL, Sousa MCM, Assunção MVD, Silveira MLSS. Nova metodologia para determinação do estoque de segurança: um estudo aplicado a um banco de sangue no Rio Grande do Norte. Braz. J. of Develop. [Internet]. 2020 [citado 12 dez 2020]; 6(5): 29169-29183. Disponível em file:///C:/Users/Windows/Downloads/10307-26662-1-PB.pdf. https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-389

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção a Saúde. Departamento de Atenção Especializada e Temática. Manual de orientações para promoção da doação voluntária de sangue. – 1. ed., 1. reimpr. – Brasília: Ministério da Saúde, 2015. 152 p.: il. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_orientacoes_promocao_doacao_voluntaria_sangue.pdf. Acesso em: 21 de novembro de 2020.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Especializada e Temática. Caderno de informação: sangue e hemoderivados: dados de 2014 / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Especializada e Temática. – 9. ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2015. 154 p.: il. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/caderno_informacao_sangue_hemoderivados_dados_201_9ed.pdf

Bousquet HM, Aleluia IRS, Luz LA. Fatores decisivos e estratégias para captação de doadores em hemocentros: revisão da literatura. Rev. Ciênc. Méd. Biol. [Internet]. 2018 jan./abr. [citado 12 dez 2020]; 17(1): 84-88 disponível em file:///C:/Users/Windows/Downloads/17510-95486-1-PB.pdf. http://dx.doi.org/10.9771/cmbio.v17i1.17510

Brasil. Constituição, 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal; 1988.

Reich P, Roberts P, Laabs N, Chinn A, McEvoy P, Hirschler N, Murphy EL. A randomized trial of blood donor recruitment strategies. Transfusion, [Internet]. 2006 Dez [citado 12 dez 2020]; 46(7), 1090-1096. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1537-2995.2006.00856.x https://doi.org/10.1111/j.1537-2995.2006.00856.x

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria n⁰ 1.353, de 13 de junho de 2011. Aprova o Regulamento Técnico de Procedimentos Hemoterápicos. Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/anexo/anexo_prt1353_13_06_2011.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Gabinete do Ministro. Portaria 158 de 04 de fevereiro de 2016, por meio do Art. 38 -. Redefine o regulamento técnico de procedimentos hemoterápicos. Diário Oficial da União; Poder Executivo, de 05 de fevereiro de 2016. Seção 1, p. 37. Disponível em: Acesso em: 17 Julho 2020.

Ludwig ST, Rodrigues ACM. Doação de sangue: uma visão de marketing. Cad. Saúde Pública [Internet]. 2005 jun [citado 19 out 2020]; 21(3): 932-939. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2005000300028&lng=en. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2005000300028.

Silva JR, Brasil CCP, Silva RM, Brilhante AVM, Carlos LMB, Bezerra IC, Vasconcelos Filho JE. Redes Sociais e Promoção da Saúde: Utilização do Facebook no Contexto da Doação de Sangue. RISTI - Revista Ibérica de Sistemas e Tecnologias de Informação, [Internet]. 2018 [citado 10 ago 2020]; (30), 107-122. Disponível em . http://dx.doi.org/10.17013/risti.30.107-122.

Brener S, Caiaffa WT, Sakurai E, Proietti FA. Fatores associados à aptidão clínica para a doação de sangue: determinantes demográficos e socioeconômicos. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. [Internet]. 2008 abr [citado 14 set 2020]; 30(2): 108-113. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-84842008000200007&lng=en. https://doi.org/10.1590/S1516-84842008000200007.

Brasil. Decreto nº 6.286, de 5 de dezembro de 2007. Institui o Programa Saúde na Escola - PSE, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 5 dez. 2007. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6286.htm Acesso em 18 set. 2020.

Santos MCEM, Santos PCMA. Pesquisa e extensão universitária como sustentação do ensino. Braz. J. of Develop., [Internet] 2019 set [citado 12 dez 2020]; 5(9): 14345-14360. Disponível em file:///C:/Users/Windows/Downloads/3095-8513-1-PB.pdf. https://doi.org/10.34117/bjdv5n9-048.

Gutiérrez MG, Tejada ES, Cruz JR. Estudio de factores socioculturales relacionados con la donación voluntaria de sangre en las Américas. Rev. Panam. Salud Publica. [Internet] 2003 [citado 18 Set 2020]; 13(2/3): 85-90. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/rpsp/2003.v13n2-3/85-90/es.

Souza MKB, Santoro P. Desafios e estratégias para doação de sangue e autossuficiência sob perspectivas regionais da Espanha e do Brasil. Cad. saúde colet. [Internet]. 2019 jun [citado 07 dez 2020]; 27(2): 195-201. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-462X2019000200195&lng=pt. Epub 10-Jul-2019. https://doi.org/10.1590/1414-462x201900020068.

Censo Escolar̸ INEP. Secretaria de Estado em Educação de Minas Gerais. SEEMG/SI/SIE/Diretoria de Informações Educacionais. [Internet] 2018 [citado 20 mar 2020]. Disponível em https://www.qedu.org.br/cidade/1973-uberaba/censo-escolar?year=2018&dependence=0&localization=0&education_stage=0&item=. Acesso em 20 de março de 2019.

Kasraian L. Causes of discontinuity of blood donation among donors in Shiraz, Iran: cross-sectional study. Sao Paulo Med. J. [Internet] 2010 [citado 21 jul 2020]; 128( 5 ): 272-275. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-31802010000500006&lng=en. https://doi.org/10.1590/S1516-31802010000500006.

Aldamiz-echevarria C, Aguirre-Garcia MS. A behavior model for blood donors and marketing strategies to retain and attract them. Rev. Latino-Am. Enfermagem [Internet]. 2014 jun [citado 21 jul 2020]; 22(3): 467-475. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692014000300467&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/0104-1169.3398.2439.

Bittencourt LP, Struchiner M. A articulação da temática da doação de sangue e o ensino de biologia no Ensino Médio: uma pesquisa baseada em design. Ciênc. educ. [Internet]. 2015 mar [citado 13 dez 2020]; 21(1): 159-176. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-73132015000100011&lng=en&nrm=iso. https://doi.org/10.1590/1516-731320150010011.

Reid M, Wood A. An investigation into blood donation intentions among non‐donors. Int. J. Nonprofit Volunt. Sect. Mark., [Internet]. 2007 Jan [citado 11 set 2020]; 13(1): 31-43. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/nvsm.296. https://doi.org/10.1002/nvsm.296




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-026

Refbacks

  • There are currently no refbacks.