A produção do conhecimento em política pública de esporte no Brasil e no mundo/ Knowledge production in public sport policy in Brazil and the world

Mario Mecenas Pagani, Eduardo Shimoda, Ludmila Gonçalves da Matta, Nicaulis Costa Conserva

Abstract


A pesquisa bibliometria é uma técnica estatística que contribui para o desenvolvimento das ciências a partir da mensuração de dados de produção acadêmica de uma determinada área do conhecimento. O objetivo deste artigo é apresentar indicadores bibliométricos relacionados ao tema Políticas públicas de esporte e lazer, usando como referência a base Scopus, em que se buscou informações sobre o tema estudado no Brasil e no mundo entre 2008 a 2017. Partindo de uma pesquisa quantitativa e de cunho exploratório, verificou-se que o tema Políticas públicas de esporte e lazer, em termos de publicações no mundo, cresceu 14%, enquanto no Brasil o crescimento foi de 33,6%. A instituição que mais publica sobre o tema no mundo é brasileira, e o autor com o maior número de publicações no mundo também é brasileiro. O periódico que mais apresenta publicações sobre o tema no mundo é a revista Movimento do Brasil.

Keywords


Bibliometria, Política Pública de Esporte e Lazer, Produção do Conhecimento, Brasil.

References


ALVARADO, R.U. A bibliometria, legitimação e estrutura. In TOUTAIN, L.M.B.B. (Org.). Para entender a ciência da informação. Salvador: EDUFBA, 2007. p.185-207.

BENTO, J.O. Desporto: discurso e substância. Belo Horizonte, Campo das Letras, 2013.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, 1988. Disponível em: . Acesso em: 17 de abril de 2019.

CARON, A.E.G.; MARCHI JR., W.; SILVA, M.M. O mapeamento da produção científica sobre projetos esportivos no Brasil. Licere, Belo Horizonte, v. 21, n.2, jun. 2018.

ELSEVIER. Scopus content coverage guide. Updated August, 2017. Disponível em: https://www.elsevier.com/__data/assets/pdf_file/0007/69451/0597-Scopus-Content-Coverage-Guide-US-LETTER-v4-HI-singles-no-ticks.pdf. Acesso em 02 de maio de 2019.

MELO, M.A. Estado, governo e políticas públicas. In: MICELI, Sérgio. (Org.). O que ler na ciência social brasileira (1970-1995). São Paulo: Anpocs, 1999. p. 59-100.

MESQUITA, R.; BRANBILA, S.; LAIPELT, R.C.; MAIA, M.F.; VANZ, S.; CARENATO, S.E. Elaboração e aplicação de instrumentos para avaliação da base de dados Scopus. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 11, p. 187-205, 2006.

MORAES, P.M.; NICOLAU, P.S.; MELO, F.G.; CARNEIRO, K.T.; PAES, R.R.; REVERDITO, R.R. O Programa Segundo Tempo na região Centro-oeste: continuidade e estrutura burocrática do esporte nos municípios. R. bras. Ci. e Mov., Brasília, v. 25, n. 1, p. 129-140, 2017.

REVERDITO, R.S.; GALATTI, L.R.; LIMA, L.A.; NICOLAU, P.S.; SCALIA, J.S.; PAES, R.R. O Programa Segundo Tempo (PST) em municípios brasileiros: indicadores de resultados no microssistema. J. Phys. Educ. Maringá. v. 27, n. 1, 2754, 2016.

SANTOS, E.S.; STAREPRAVO, F.A.; SOUZA NETO, M.S. Programa "Segundo Tempo", o vazio assistencial na região Nordeste. Movimento, Porto Alegre, v. 2, n. 21, p.759-771, jul. 2015. Trimestral. Disponível em: . Acesso em: 02 de maio 2019.

SILVA, R.A.; SANTOS, R.N.M.; RODRIGUES, R.S. Estudo bibliométrico na base LISA: um enfoque nos artigos sobre os surdos. Em Questão (UFRGS. Impresso), v. 17, p. 283-298, 2011.

SOUZA, R.C.B.; REIS, R.G. Políticas públicas de esporte, cultura e lazer versus Inatividade física: uma análise em idosos da ilha de Cotijuba/PA. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 9, p.68671-68692, sep. 2020.

STAREPRAVO, F.A. Políticas públicas para o esporte e lazer: conselhos municipais de esporte e lazer e outras formas de participação direta. XV Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte, Recife, 16 set. 2007. Bienal. Disponível em: . Acesso em: 27 abr. 2019.

_______.; MEZZADRI, F.M. Algumas contribuições de Pierre Bourdieu e Norbert Elias à discussão das políticas públicas para o esporte e lazer. X Simpósio Internacional Processo Civilizador, Campinas, 01 abr. 2007. Anual. Disponível em: . Acesso em: 27 abr. 2019.

______. E assim criou-se a Rede: aspectos técnicos, políticos e epistemológicos envolvidos na criação de desenvolvimento da Rede Cedes. Movimento, Porto Alegre, v. 20, n.1, p.33-58, 2014.

______.; et al. Programa “esporte e lazer da cidade”: onde o político/burocrático e o científico/ acadêmico se encontram? Movimento, Porto Alegre, v. 1, n. 23, p.23-34, jan. 2018. Trimestral. Disponível em: . Acesso em: 29 abr. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-005

Refbacks

  • There are currently no refbacks.