A gestão ambiental: melhoria do processo produtivo no tratamento de resíduos sólidos urbanos com recuperação energética / Environmental management: improvement of the productive process in the treatment of municipal solid waste with energy recovery

Pedro Vitor Tavares de Andrade Ramos, Carlos Eduardo Moreira Guarido, Gisele Dornelles Pires, Carlos Rogério Domingos Araújo Silveira

Abstract


O crescimento na geração de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), impulsionado pelo aumento da densidade populacional, aliado ao uso intensivo dos recursos naturais para geração de energia, causa impactos negativos ao meio ambiente. A busca por alternativas energéticas envolvendo RSU e sua redução na disposição em aterros, é a incineração destes resíduos com recuperação de energia uma forma de tratamento dos mesmos. O Sistema de Gestão Ambiental permite à empresa controlar permanentemente os seus impactos ambientais relativos ao seu processo de produção, dessa forma, as ações realizadas por uma atividade para o aumento da eficiência do processo produtivo devem considerar as emissões atmosféricas, efluentes, resíduos e risco, pois são perdas de processo e econômica. As oportunidades são identificadas a partir da implementação da Gestão Ambiental.  O presente trabalho tem por objetivo mostrar como o Sistema de Gestão Ambiental da empresa Ramos, que tem por atividade o Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos com Recuperação Energética, melhorou seu processo produtivo, após implementação. O estudo permitiu a elaboração e implementação da Gestão Ambiental, com base na norma ISO 14001 e avaliar sua aplicabilidade na otimização e consequente melhoria do processo produtivo. Diversas ações, tais como: implantação da Política Ambiental, os materiais passíveis de reciclagem retirados durante o processo pelos colaboradores, redução de consumo de gás natural, controle dos aspectos ambientais e operacionais, dentre outros, geraram motivações, competitividade, melhoria organizacional, otimização do processo, aumento dos resíduos recicláveis, e aumento da recuperação energética do sistema, que passou de 300 kW para 495 kW.


Keywords


Resíduo sólido urbano; sistema de gestão ambiental; otimização de processo; eficiência energética

References


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 14.001: Sistemas de Gestão Ambiental - Requisitos com orientação para uso. 2ª Edição. Rio de Janeiro: ABNT, 2004.

BASTOS, B. Q. Tecnologias de Aproveitamento Energético de Resíduos Sólidos Urbanos. Projeto de Graduação (Engenharia Elétrica da Escola Politécnica). Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2013. Orientador: Prof. Dr. Jorge Luiz do Nascimento.

BRASIL, Lei N° 12.305 de 02 de agosto de 2010 - Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

CONCEIÇÃO, A. et al.A Importância do Sistema de Gestão Ambiental (SGA) – Estudo de Caso na Empresa Grande Rio Honda em Palmas – Tocantins. Projeto de Graduação (Tecnologia em Gestão Ambiental). Tocantins: Universidade Católica do Tocantins, 2011. Orientador: Prof. José Lopes Soares Neto.

ESTEVES, M. G.; HENKES, J. A. Implementação de Sistemas de Gestão Ambiental no Meio Empresarial: Avaliação da Utilização da ISSO 14001 como Ferramenta de Melhora de Desemprenho Empresarial em Industrias no Estado de São Paulo. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, Florianópolis, SC, v. 5, n. 1, p.453-472, abr./set. 2016.

HENRIQUES, R. M.; OLIVEIRA, L. B.; COSTA, A. O. Geração de Energia com Resíduos Sólidos Urbanos: Análise Custo Benefício. Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais, COPPE/UFRJ, Rio de Janeiro, RJ, v. 1, p. 1-25, 2014.

MAZZER, C.; CAVALCANTI, O. A. Introdução à Gestão Ambiental de Resíduos. Infarma - Ciências Farmacêuticas, Periódico do Conselho Federal de Farmácia, Brasília, DF, v.16, nº 11-12, 2004.

MINAYO, M. C. S.; MIRANDA, A. C. Saúde e Ambiente Sustentável: Estreitando Nós. SciELO Livros (online), Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2002, pp. 1-10.

MORGADO, T. C.; FERREIRA, O. M. Incineração de Resíduos Sólidos Urbanos, Aproveitamento na Cogeração de Energia. Estudo para a Região Metropolitana de Goiânia. Revista da Engenharia Ambiental da Universidade Católica de Goiás, Goiânia, GO, v. 2, n. 1-18, 2006.

OLIVEIRA, J. F. G.; ALVES, S. M. Adequação Ambiental dos Processos Usinagem utilizando Produção mais Limpa como Estratégia de Gestão Ambiental. Revista Produção, São Paulo, SP, v. 17, n. 1, p. 129-138, Jan./Abr. 2007.

ROSSI, C. R. Potencial de Recuperação Energética dos Resíduos Sólidos Urbanos da Região da AMESC. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Engenharia de Energia). Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2014. Orientadora: Prof. Dra. Elaine Virmond.

SILVA, D. F.; LIMA, G. F. C. Empresas e Meio Ambiente: Contribuições da Legislação Ambiental. Revista Internacional InterdiciplinarINTERthesis, Florianopolis, SC, v. 10, n. 02, p. 334-359, Jul./Dez. 2013.

SOARES, E. L. S. F. Estudo da Caracterização Gravimétrica e Poder Calorífico dos Resíduos Sólidos Urbanos. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil). Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2011. Orientador: Prof. Dr. Claudio Fernando Mahler.

SOUZA, R. S. Evolução e Condicionantes da Gestão Ambiental nas Empresas. Revista REAd – Edição Especial 30, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, v. 8, n. 6, Nov/Dez. 2002.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv4n5-240

Refbacks

  • There are currently no refbacks.