O mercado vitivinícola Brasileiro: uma análise a partir do comércio exterior / The Brazilian winegrowing market: an analysis from foreign trade

Samantha Pires da Silva, João Garibaldi Almeida Viana, Mariana Regina Espalter de Moraes

Abstract


A atividade agroindustrial brasileira é a uma das atividades econômicas de maior importância e dinamicidade no país. O setor está presente em todos os estados brasileiros e em alguns municípios tem uma relevante importância socioeconômica. Dentre os segmentos desse mercado o setor vitivinícola se destaca e é responsável por desenvolver regiões do país com a produção de uvas e derivados. O objetivo do artigo foi analisar o comércio exterior de uvas e seus derivados no Brasil ao longo do período de 2006 a 2016, tendo como especificidade o comportamento do mercado internacional. A metodologia utilizada baseou-se no Método Multiplicativo de Séries Temporais. O Brasil, na última década, se mostrou dependente do mercado externo para atender sua demanda no setor de uva e vinho e, foi auto-suficiente no setor de suco de uva. As exportações de uva apresentaram uma queda de 6,24% ao ano e um aumento de 4,32% no valor agregado, o suco de uva apresentou queda de 9,48% e um aumento no valor agregado de 4,44%, o vinho por sua vez também apresentou queda de exportações na ordem de 10,92% e seu valor agregado obteve um aumento relevante de 14,04% ao ano. As importações de uva apresentaram um aumento de 6,12% ao ano, o seu valor agregado obteve um aumento de 5,04%, o suco de uva apresentou uma queda de 18,28% no peso, e no valor agregado aumentou 5,76%, o vinho obteve um aumento de 5,52% nas importações e seu valor agregado aumentou 2,88% ao ano. Apesar de o Brasil possuir regiões com clima propenso a produção de uvas e seus derivados, o país ainda não conseguiu um forte posicionamento no mercado internacional.


Keywords


Agronegócios; Economia internacional; Vitivinicultura

References


DALFOVO, M. S.; LANA, R. A.; SILVEIRA, A. Métodos quantitativos e qualitativos: um resgate teórico. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, Blumenau, v.2, n.4, p.01- 13, 2008.

EMBRAPA. Atuação do Brasil no Mercado Vitivinícola Mundial – Panorama2006. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Bento Gonçalves, RS, 2007 Disponível em: Acessado em: 10 de Outubro de 2016.

EMBRAPA. Atuação do Brasil no Mercado Vitivinícola Mundial – Panorama 2007. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Bento Gonçalves, RS, 2008.Disponível em: Acessado em: 10 de Outubro de 2016.

EMBRAPA. Atuação do Brasil no Mercado Vitivinícola Mundial – Panorama 2008. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Bento Gonçalves, RS, 2009 Disponível em: Acessado em 10 de Outubro de 2016.

EMBRAPA. Atuação do Brasil no Mercado Vitivinícola Mundial – Panorama 2009. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.Bento Gonçalves, RS, 2010Disponível em Acessado em 10 de Outubro de 2016.

EMBRAPA. Atuação do Brasil no Mercado Vitivinícola Mundial – panorama 2010. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Bento Gonçalves, RS 2011Disponível em acessado em 10 de Outubro de 2016.

EMBRAPA. Atuação do Brasil no Mercado Vitivinícola Mundial: Panorama 2013. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Bento Gonçalves, RS, 2014Disponível em Acessado em 11 de outubro de 2016.

EMBRAPA. O Brasil no Contexto do Mercado Vitivinícola Mundial: Panorama 2014.Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Bento Gonçalves, RS, 2015Disponível em Acessado em 11 de Outubro de 2016.

HOECKEL, P, H, O; FREITAS, C, A; OLIVEIRA, G, N. A Concentração De Mercado No Setor Vinícola Do Rio Grande Do Sul (2004-2012). Disponível em:Acessado em: 15 de abril de 2016.

IBRAVIN. Estudo do mercado brasileiro de vinhos tranquilos e vinhos espumantes: Quantitativo e Demanda. Instituto Brasileiro do Vinho, 2016. Disponível em: Acessado em: 10 de abril de 2016.

INSTITUTO DE ECONOMIA AGRÍCOLA (IEA),Importação de Vinhos no Brasil 2011. São Paulo, 2012. Disponível em Acessado em 20 de Outubro de 2016.

LEVINE, D. M. et al. Estatística: teoria e aplicações. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

MEIRELLES, E. R.; REBELATO, M, G; RODRIGUES, A. M. Competitividade e estratégias internacionais: do setor vinícola brasileiro.Disponível em Acessado em 7 de abril de 2016.

MELLO, L, V.Wines from Brazil, 2011.Disponível em Acessado em: 31 de Outubro de 2016.

MUNHOZ, D, G. Economia Aplicada:Técnicas de Pesquisa e Análise Econômica. Brasília: Universidade de Brasília, 1989.

PINDYCK, D. L.; RUBINFELD, R. S. Econometria: modelos e previsões. Rio de Janeiro: Campus, 2005.

PROTAS, J, F, S; CAMARGO, U, A; MELO, L, M, R. A vitivinícola brasileira: realidades e perspectivas. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Bento Gonçalves, 2002. Disponível em: Acessado em 09 de Abril de 2016.

Programa de Substituição Competitiva de Importações. O mercado brasileiro para vinhos chilenos, 2006.Brasília, DF, 2006Disponível em Acessado em: 01 de Novembro de 2016.

RICCE W, S; CARAMORI, P, H; ROBERTO, S, R. Potencial climático para a produção de uvas em sistema de dupla poda anual no Estado do Paraná. Londrina PR, 2013. Disponível em Acessado em: 12 de Outubro de 2016.

ROSA, S, E, S; SIMÕES, P, M.Desafios da vitivinicultura brasileira. Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social, Brasil. 2004. BNDES Setorial, Rio de Janeiro, n. 19, p. 67-90, mar, 2004. Disponível em: Acessado em: 10 de Abril de 2016.

SEBRAE:Serviço brasileiro de apoio à micro e pequenas empresas, O cultivo e o mercado da uva2016. Disponível em Acessado em 02 de novembro de 2016.

SIDRA/IBGE. Temas: Agricultura. Sistema IBGE de Recuperação Automática- Disponível em:Acessado em: 9 de abril de 2016.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.