Metodologia de análise do impacto de obras de melhoria rodoviária sobre a segurança do tráfego, utilizando Sig e regressão logística multinomial / Methodology for analyzing the impacts of highway engineering interventions over traffic safety using Gis and multinomial logistic regression

Rian das Dores de Miranda, Walber Paschoal da Silva, Steven Dutt Ross

Abstract


Desde os anos 1950, o Brasil tem priorizado o modal rodoviário no transporte de bens e pessoas. Como resultado, sua frota rodoviária chegou a 65,8 milhões de veículos, com 96.366 acidentes registrados em 2016. Este trabalho apresenta uma metodologia para análise do impacto de obras de melhoria rodoviária sobre a segurança do tráfego, utilizando sistema de informação geográfica (SIG) e linguagem R. As análises se baseiam nos dados disponibilizados pela Policia Rodoviária Federal (PRF), e consistem na geração de mapas de kernel, verificações de aleatoriedade espacial pelo método dos quadrantes, e regressão logística multinomial para a identificação dos fatores que influenciam a ocorrência dos acidentes. Esta metodologia foi aplicada em um trecho de 2,2 km localizado na cidade de Niterói. Os resultados revelam a existência de três pontos críticos na via, e apontam a não aleatoriedade na distribuição espacial dos acidentes. A regressão logística indica que os acidentes mais severos tendem a ocorrer após uma obra de ampliação deste trecho, realizada em 2015.

Keywords


segurança do tráfego, pontos críticos de acidentes, mapa de densidade kernel, regressão logística multinomial.

References


AASHTO. Highway Safety Manual User Guide. National Cooperative Highway Research Program 17-50. Washington, DC. 2014. Disponível em: Acesso em: 28 de abril de 2019.

Alvarenga A. M. T. Modelos lineares generalizados: aplicação a dados de acidentes rodoviários. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Ciências, Universidade de Lisboa. Lisboa, Portugal. 2015.

Anderson, T. K. Comparison of spatial methods for measuring road accident ‘hotspots’: a case study of London. Journal of Maps. v. 16, n. 2, p. 55-63. 2006. https://doi.org/10.1080/jom.2007.9710827

Andrade L.; Vissoci J. R. N.; Rodrigues C. G.; Finato K.; Carvalho E; Pietrobon R.; Souza E. M.; Nihei O. K; Lynch C. e Carvalho M. D. B. Brazilian Road Traffic Fatalities: A Spatial and Environmental Analysis. PLoS ONE: e87244, v. 9, n. 1, p. 1-9. 2014. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0087244

ARTERIS. Av. do Contorno de Niterói | BR-101. Rio de Janeiro. 2015. Youtube. Disponível em: . Acesso em: 16/03/2020

Mesquita, L. Crise revela dependência de transporte rodoviário que é 'mais barato e dá voto'. BBC Brasil, Londre, 24 Maio 2018. Disponível em: Acesso em: 20 de abril de 2019.

Brasil. Manual para o Tratamento de Locais Críticos de Acidentes de Trânsito. Ministério dos Transportes. Programa PARE. Brasília, DF. 2002

Brasil. Rodovias Federais, Estaduais e Municipais do Brasil - PNLT (2008). Plano Nacional de Logística de Transportes (PNLT). Shapefile. Ministério dos Transportes. 2008. Disponível em: Acesso em: 15 de abril de 2019

Brasil. Avaliação das Políticas Públicas de Transportes, Segurança nas Rodovias Federais. Ministério dos Transportes. Brasília, DF. 2018. Disponível em: Acesso em: 28 de abril de 2019.

Burnham K. P. e Anderson D. R. Multimodel Inference: Understanding AIC and BIC in Model Selection. Sociological Methods & Research. v. 33, n. 2, p.261-304. 2004. https://doi.org/10.1177/0049124104268644

Çodur M.; Atalay A.; Tortum A.; e Doğru A. Geographical Information Systems Aided Traffic Accident Analysis Case Study: City Of Erzurum North Ring Road. In: International Conference on Traffic and Transport Engineering. Belgrade. 2014, Anais Eletrônicos... p. 336-342. 2014. Disponível em: < https://trid.trb.org/view/1409523>. Acessado em: 08/04/2019

Coutinho C. H. L.; Cunto F. J. C. e Ferreira S. M. P. Análise da severidade dos acidentes com motocicletas utilizando modelos probit e logit ordenados. Revista Transportes. v. 23, n. 4, p. 60-66. 2015. https://doi.org/10.14295/transportes.v23i4.926

Carvalho, M.S. e Câmara, G. Análise de Eventos Pontuais. In: Druck, S. e Monteiro, A.V.M. (eds.) Análise Espacial de Dados Geográficos. Brasília, EMBRAPA. 2004. Disponível em: Acesso em : 20 de Mai 2019

Fagerland M. W.; Hosmer D. W. e Bofin A. M. Multinomial goodness-of-fit tests for logistic regression models. Statistics in Medicine. v. 27, n. 21, p. 4238-4253. 2008. https://doi.org/10.1002/sim.3202

GRANDES CONSTRUÇÕES. Rodovias: Nova Safra de Concessões Promete Bons Frutos. Grandes Construções: Construção, Infraestrutura, Concessões e Sustentabilidade. n. 62, p. 20-54. 2015. Disponível em: . Acesso em: 08/04/2019

Hastie T.; Tibshirane R. e Friedman J. The Elements of Statistical Learning. Ed. 2. Stanford, California: Spring. 2017.

Hosmer D. W.; Lemeshow S. e Sturdivant R. X. Applied Logistic Regression. Ed. 3. Hoboken, New Jersey: John Wiley & Sons, Inc. 2013

IBGE. BR_Municípios. Shapefile. 2015. Disponível em: Acesso em: 15 de abril de 2019

IBGE. Cidades – Frota de veículos 2018. 2018. Disponível em: Acesso em: 15 de abril de 2019

IBPT. Real Frota Circulante no Brasil é de 65,8 Milhões de Veículos, Indica Estudo. Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação. São Paulo, SP. 2018. Disponível em: Acesso em: 20 de abril de 2019

Kong C. e Yang J. Logistic regression analysis of pedestrian casualty risk in passenger vehicle collisions in China. Accident Analysis and Prevention. v. 42, n. 4, p. 987-993. 2010. https://doi.org/10.1016/j.aap.2009.11.006

Loo B. P. Y. e Anderson T. K. Spatial Analysis Methods of Road Traffic Collisions. Ed. 1. Florida: CRC Press. 2015.

Machado C. A. S.; Giannotti M. A.; Neto F. C.; Tripodi A.; Persia L. e Quintanilha J. A. Characterization of Black Spot Zones for Vulnerable Road Users in São Paulo (Brazil) and Rome (Italy). ISPRS International Journal of Geo-Information. v. 4, n. 2, p. 858-882. 2015. https://doi.org/10.3390/ijgi4020858

Milton C. J.; Shankar V. N. e Mannering F. L. Highway accident severities and the mixed logit model: An explanatory empirical analysis. Accident Analysis and Prevention. v. 40, n. 1, p. 260-266. 2008. https://doi.org/10.1016/j.aap.2007.06.006

Murphy K. P. Machine Learning: A Probabilistic Perspective. Ed. 3. The MIT Press Cambridge, Massachusetts. London, England. 2012.

PRF. Dados Abertos: 2011-2019. 2019. Disponível em: Acesso em: 10 de fevereiro de 2020

PRF. Dicionário de Variáveis – Acidentes. 2017. Disponível em: Acesso em: 10 de fevereiro de 2020

Sheather S. J. Density Estimation. Statistical Science. v. 19, n. 4, p. 588-597. 2004. doi:10.1214/088342304000000297

Silverman B. W. Density Estimation for Statistics and Data Analysis. London: Chapman and Hall. 1986.

Tai R.; Choi J.; Kattan L. e Khan A. A Multinomial Logit Model of Pedestrian–Vehicle Crash Severity. International Journal of Sustainable Transportation. v. 5, n. 4, p. 233-249. 2011. https://doi.org/10.1080/15568318.2010.497547

Teodoro A. B.; Alcantara F. A. e Barbosa H. M. Comparação entre dois Métodos para Identificação de Locais Críticos de Acidentes de Trânsito. In: XXVIII Congresso de Ensino e Pesquisa em Transportes (ANPET). Curitiba. 2014, Anais Eletrônicos... Curitiba: ANPET 2014. p. 1-13. 2014. Disponível em: . Acesso em: 08/04/2019

Truong L. T. e Somenahalli S. V. C. Using GIS to Identify Pedestrian-Vehicle Crash Hot Spots and Unsafe Bus Stops. Journal of Public Transportation. v. 14, n. 1, p. 99-114. 2011. http://doi.org/10.5038/2375-0901.14.1.6

Vargas S. A. V. Previsão da distribuição da densidade de probabilidade da Geração de Energia Eólica usando técnicas não paramétricas. Tese de Doutorado. Departamento de Engenharia Elétrica, PUC-Rio. 2015.

Wahab L. e Jiang H. A multinomial logit analysis of factors associated with severity of motorcycle crashes in Ghana. Traffic Injury Prevention. v. 20, n. 5, p. 521-527. 2019. https://doi.org/10.1080/15389588.2019.1616699

Washington S. P.; Karlaftis M. G. e Mannering F. L. Statistical and Econometric Methods for Transportation Analysis. Ed. 2. London: Chapman and Hall/CRC. 2003.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-602

Refbacks

  • There are currently no refbacks.