Análise das condições atmosféricas na ocorrência de Windshear no aeroporto internacional de Belém: um estudo de caso (XX CBMET - 2018) / Analysis of atmospheric conditions in the occurrence of Windshear at the international airport of Belém: a case study (XX CBMET - 2018)

Letícia Pereira da Silva, Nilzele de Vilhena Gomes Jesus, Dênis José Cardoso Gomes, Edmir dos Santos Jesus, Ludmila Monteiro da Silva, Antônio Pereira Júnior

Abstract


O WindShear (WS) ou cortante de vento é definido como alterações de intensidade e velocidade do vento, que podem comprometer a segurança das operações aeronáuticas, principalmente próximo à superfície e em aeronaves na aproximação e pouso. Por isso, para analisar as condições atmosféricas reinantes no dia (04/07/2014), onde foi reportado o WS (2000 UTC), foram utilizados os dados de superfície oriundos do METeorological Aerodrome Report (METAR) e SPECIal Weather Report (SPECI), imagem do Geostationary Operational Environmental Satellite no canal infravermelho, além dos dados provenientes das reanálises do National Centers for Environmental Prediction/National Center for Atmospheric Research de radiação de onda longa emergente, vento, temperatura do ar e umidade relativa em baixos e altos níveis atmosféricos e através destes calculadas a convergência de umidade e divergência de massa. Através da análise dos dados, foi verificada que o WS foi resultado de uma tempestade intensa, oriunda de aglomerados de nuvens Cumulonimbus, ratificada por um ambiente dinâmico, em baixos e em altos níveis atmosférico favorável à ocorrência de convecção profunda sobre Belém, em torno do horário que o WS foi registrado.

 

 


Keywords


Cortante de Vento; Meteorologia Aeronáutica; Cumulonimbus.

References


ALMEIDA, C. A. et al. Ocorrências Aeronáuticas: Panorama Estatístico da Aviação Brasileira - Aviação Civil 2006-2015. Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA). Brasília. 2016. Disponível em:. Acesso em 26 de Set. 2018.

BRASIL. Ministério da Defesa. Manual do Comando da Aeronáutica 53-1. Manual do especialista em informação aeronáutica, 285p. Brasília, DF, 2008.

DECEA (DEPARTAMENTO DE CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO). Windshear, Abril 2013. Disponível em:. Acesso em: 07 Set. 2018.

FAA (Federal Aviation Administration). AC00-54, Novembro 1988. Disponível em:. Acesso em: 09 Jun. 2018.

FERREIRA, A. G. Meteorologia Prática - n. 7, p. 125-126. São Paulo: Oficina de textos, 2006.

HASTENRATH, S. In search of zonal circulations in the equatorial Atlantic sector from the NCEP-NCAR reanalysis. International Journal of Climatology, Washington, v.21, n. 1, p.37-47. Jan. 2001.

KALNAY, E. et al. The NCEP/NCAR 40-year reanalysis project. Bulletin of the American Meteorological Society, Washington, v.77, n.3, p. 437-471, Mar. 1996.

KOUSKY, V. E. Pentad out going long wave radiation climatology for the South American sector. Revista Brasileira de Meteorologia, São Paulo, v.3, n. 1, p. 217- 231, jun. 1988.

MACHADO, L. A. T., ROSSOW, W. B. Structural Characteristics and Radiative Properties of Tropical Cloud Clusters. Monthly Weather Review, Boston, v. 121, n.12, p. 3234-3260, Dec. 1993.

METCHKO, P. A.; MONTEIRO, M. A. WindShear: a condição meteorológica de risco para a aviação. IX EPCT: Encontro de Produção Cientifica e Tecnológica Campo Mourão, p.3, Out 2014. Disponível em:. Acesso em 28 set. 2018.

REDEMET. Consulta de Mensagens OPMET. REDEMET, 04 Julho 2014. Disponível em:. Acesso em: 07 Jun. 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-590

Refbacks

  • There are currently no refbacks.