Ensino e aprendizagem de matemática, seus fundamentos filosófico-científicos, suas estratégias e possibilidades / Teaching and learning mathematics, its philosophical-scientific fundamentals, its strategies and possibilities

José Ronaldo Melo

Abstract


Este artigo tem por objetivo informar e contribuir para o debate sobre metodologias, estratégias e investigações no campo da Educação Matemática. Pretende-se, com isso, resgatar uma narrativa bibliográfica sobre o ensino e a aprendizagem da matemática e seus fundamentos filosóficos-científicos, discutindo aspectos que fundamentam possibilidades de estratégias e meios para planejamento e condução de aulas de matemática de diferentes formas. Pretende-se resgatar informações sobre a origem de estratégias, recomendações e diversas orientações que pode se fazer presente no ambiente educativo, relativo ao ensino de matemática.  Busca-se resgatar, evidenciando alguns significados para o uso das metodologias alternativas: Etnomatemática, Modelagem Matemática, Resolução de Problemas, Tecnologias da Informação e da Comunicação e uso da História da Matemática, procurando orientar como estrategicamente essas metodologias podem e devem serem utilizadas por professores preocupados com a aprendizagem de seus alunos.      


Keywords


Educação Matemática, Investigação, Metodologias alternativas, Aspectos filosóficos-científicos.

References


BASSANEZI, R. C. Ensino-aprendizagem com modelagem matemática: uma nova estratégia. São Paulo: Contexto, 2002.

BICUDO, M. A. V. (Org.) Pesquisa em Educação Matemática: concepções e perspectivas. São Paulo: Ed. UNESP, 1999.

BICUDO, M. A.V.; GARNICA, A. V. M. Filosofia da Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2001. (Coleção Tendências em Educação.EDUCAÇÃO MATEMÁTICA Matemática).

BIEMBENGUT, M. S. Modelagem Matemática & Implicações no Ensino-Aprendizagem de Matemática. Editora da FURB: Blumenau, 1999.

BRASIL. Secretaria de Educação Básica. Ciências da natureza, matemática e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006 (Orientações curriculares para o ensino médio; volume 2). Disponível em: Acesso em: 18 maio 2007.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais:Matemática. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997. 695

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais:Matemática. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

ERNEST, P. The Philosophy of Mathematics Education.London: Falmer, 1991.

D’AMBRÓSIO, U. Etnomatemática.2. ed. São Paulo: Ática, 1993. 88 p.

D’AMBRÓSIO, U. Da realidade à ação: reflexões sobre Educação (e) Matemática. São Paulo, Campinas: Summus, Unicamp, 1996.

KILPATRICK, J. Fincando estacas: uma tentativa de demarcar a Educação Matemática como campo profissional e científico. Zetetiké. Campinas, v. 4, n. 5, p. 99-120, jan./jun. 1996.

KLINE, M. O fracasso da metemática moderna. Tradução: CARVALHO, L. Gontijo de. São Paulo: IBRASA, 1976.

LAKATOS, L Proofsandrefutations. Cambridge: Cambridge University Press, 1976. M. A. V. (Org.) Filosofia da Educação Matemática: concepções & movimento. Brasília: Plano, 2003. cap. 3, p. 45-57.

PONTE, J. P. Tecnologias de Informação e Comunicação na Formação de Professores:Que Desafios? Revista Iberoamericana de Educación, 24, set/dez: 63-90, 2000.

PONTE, J. P. et al. O Contributo das Tecnologias de Informação e Comunicação para o Desenvolvimento do Conhecimento e da Identidade Profissional.J. P. da Ponte: Artigos e Trabalhos em português. 2003. Disponível em:. Acessoem: 15 mar. 2005.

SKOVSMOSE, O. Towards a Philosophy of Critical Mathematics Education. Aalborg: AolborgUniversity Centre, February, 1993.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-521

Refbacks

  • There are currently no refbacks.