Impacto do cuidado farmacêutico em pacientes com hipertensão arterial sistêmica / Impact of pharmaceutical care on patients with systemic arterial hypertension

Luan Diniz Pessoa, Renatha Tuanny Nicacio Borges, Vinícius Soares Ribeiro, Cínthia Caldas Rios, Wallace Entringer Bottacin, Aline de Fátima Bonetti, Thais Teles de Souza, Walleri Christini Torelli Reis

Abstract


Os serviços clínicos são prestados por farmacêuticos que desempenham um papel ativo na saúde das pessoas, da família e da comunidade, através da realização de intervenções direcionadas aos pacientes, à outros profissionais de saúde e serviços de atenção à saúde. O cuidado farmacêutico visa melhorar a qualidade do atendimento ao paciente e a qualidade de vida. Estudos prévios indicam a importância de programas de intervenção farmacêutica para a otimização da prescrição, adesão a terapia medicamentosa, melhora de desfechos clínicos, como redução dos níveis pressóricos e da morbidade associada. Diante disto, o presente trabalho teve por objetivo avaliar o perfil de pacientes com hipertensão arterial sistêmica atendidos e acompanhados por farmacêuticos em um ambulatório de da Universidade Federal da Paraíba. Fizeram parte da pesquisa os pacientes maiores de 18 anos acompanhados pelo Ambulatório de Cuidado Farmacêutico da UFPB entre o período de 2019 a 2020 e que assinaram o Termo de Consentimento Livre Esclarecido (TCLE). Esta pesquisa foi submetida ao Comitê de Ética em Pesquisas do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Paraíba ((nº CAAE 97906118.3.0000.5188). Através dos dados obtidos neste trabalho concluiu-se que na amostra avaliada cerca de 61,02% dos pacientes eram idosos. A faixa de idade dos pacientes variou de 33 aos 84 anos, sendo 54,24% do gênero feminino e 45,76% do sexo masculino. No baseline, a média de pressão arterial sistólica (PAS) para o total da amostra foi de (150 ± 21,25) mmHg, variando entre 100 e 200 mmHg; enquanto a média da pressão arterial diastólica (PAD) foi de (90 ± 14,86) mmHg, variando entre 30 e 118 mmHg. De um total de 59 pacientes avaliados, os que estavam com a PA controlada representaram 10,17% do sexo feminino e 1,69% do sexo masculino. Quanto ao estágio de suas medidas de pressão na primeira consulta farmacêutica, de acordo com a Diretrizes Brasileira de Hipertensão Arterial, 11,86% dos hipertensos estavam com PA controlada. Houve diferença estatisticamente significante entre os valores de PAS na primeira consulta e pós intervenção farmacêutica nestes pacientes (p=0,0140), entretanto não houve diferença estatisticamente significativa entre os valores de PAD na primeira consulta e pós intervenção farmacêutica (p=0,0604). Com base nestes dados, é possível identificar a importância da atuação do farmacêutico no controle dos níveis pressóricos de pacientes com hipertensão arterial sistêmica, melhorando desfechos clínicos, e contribuindo para a melhoria da sua qualidade de vida.

Keywords


Cuidado Farmacêutico, Hipertensão, Farmácia Clínica.

References


AGUIAR, P. M.; BALISA-ROCHA, B. J.; BRITO, G. DE C.; SILVA, W. B. DA; MACHADO, M.; LYRA, D. P. Pharmaceutical care in hypertensive patients: A systematic literature review. Research in Social and Administrative Pharmacy, v. 8, n. 5, p. 383–396, 2012.

BARROSO WKS, RODRIGUES CIS, BORTOLOTTO LA, MOTA-GOMES MA, BRANDÃO AA, FEITOSA ADM, ET AL. Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial – 2020. Arq Bras Cardiol, 2020.

BUKHSH, A.; TAN, X.Y.; CHAN, K.G.; LEE, L.H.; GOH, B.H.; KHAN, T.M. Effectiveness of pharmacist-led educational interventions on self-care activities and glycemic control of type 2 diabetes patients: a systematic review and meta-analysis. Patient Prefer Adherence. 2018 Nov 21;12:2457-2474. 2018.

BENRIMOJ, S. I. et al. A holistic and integrated approach to implementing cognitive pharmaceutical services. Ars Pharmaceutica, 2010.

CARTER, B. L.; ZILLICH, A. J.; ELLIOTT, W. J. How pharmacists can assist physicians with controlling blood pressureJournal of Clinical Hypertension, 2003.

CHISHOLM-BURNS, M. A. et al. US pharmacists’ effect as team members on patient care: Systematic review and meta-analyses. Medical Care, 2010.

CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA. Serviços farmacêuticos diretamente destinados ao paciente, à família e à comunidade: contextualização e arcabouço conceitual. Journal of Petrology, 2016.

LYRA DP JR, PRADO MCTA, A. J. As prescrições médicas como causadoras de risco para problemas relacionados com os medicamentos. Pharmacy Practice, 2004.

MOULLIN, J. C.; SABATER-HERNÁNDEZ, D.; BENRIMOJ, S. I. Qualitative study on the implementation of professional pharmacy services in Australian community pharmacies using framework analysis. BMC Health Services Research, 2016.

SILVA, M. T.; GALVÃO, T. F. Portal tuxauas: pensando condutas e práticas baseadas em evidências.No Title.

MARTÍNEZ-MARDONES, F.; FERNANDEZ-LLIMOS, F.; BENRIMOJ, S. I.; AHUMADA-CANALE, A.; PLAZA-PLAZA, J. C.; TONIN, F. S.; GARCIA-CARDENAS, V. Systematic Review and Meta-Analysis of Medication Reviews Conducted by Pharmacists on Cardiovascular Diseases Risk Factors in Ambulatory Care. J Am Heart Assoc. 2019 Nov 19;8(22):e013627. 2019.

MARTINS, B. P. R.; AQUINO, A. T. DE; PROVIN, M. P.; LIMA, D. M.; DEWULF, N. DE L. S.; AMARAL, R. G. Pharmaceutical care for hypertensive patients provided within the family health strategy in goiânia, goiás, Brazil. Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences, v. 49, n. 3, p. 609–618, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-397

Refbacks

  • There are currently no refbacks.