Memória vocal radiofônica: a natureza do belo em fonogramas de cantoras eruditas e populares dos anos 1940 a 1960 / Radio Vocal Memory: the nature of the beauty in phonograms of classical and popular singers from the 1940s to the 1960s

Benedicto Bueno Gurgel Júnior

Abstract


Neste estudo, discutimos a inter-relação entre memórias particulares e do senso comum produzidas pela programação da Rádio Gazeta entre os anos 1940 e 1960, considerando, também, o modo como eram veiculadas. Para tanto, buscamos compreender esse período, quando se dá a centelha da fonografia em terra brasilis, com ênfase nos casos da soprano Agnes Ayres Pereira (1925-2008), da cantora crossover Leonilde Provenzano (1934) e da cantora popular Juanita Cavalcanti (1935).  Propomos uma análise embasada da constituição de personas vocais a partir das influências estéticas, sociais e midiáticas sobre as referidas cantoras.

 

 


Keywords


Memória, Música, Performance, Rádio, Vocalidade.

References


BANET-WEISER, Sarah. Authentic TM: The Politics of Ambivalence in a Brand Culture. NYU Press: New York, 2012.

BELARDI, Armando. Vocação e Arte: memórias de uma vida para a música. São Paulo: Casa Manon, 1986.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. 8. ed. São Paulo: Perspectiva, 2015.

CASOY, Sérgio. Ópera em São Paulo: 1952-2005. São Paulo: EdUSP, 2006.

CASTARÈDE, Marie France. A voz e seus sortilégios. Lisboa: Editorial Caminho, 1988.

CHION, Michel. Musiques: médias et technologies. Paris: Flammarion, 1994.

COLI, Juliana. Media e profissão artística: investigação sobre as influências da Rádio Gazeta na produção, difusão e consolidação do mercado profissional para a música erudita e a ópera em São Paulo (Brasil) nas décadas de 1960 e 1970. 2010. Relatório técnico-científico (Pós-Doutorado em Música) – Centro de Memória, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.

COLI, Juliana. As Vozes profissionais do cantor: a carreira de Niza Castro Tank na Rádio Gazeta de São Paulo. In: VALENTE, Heloísa D.; COLI, Juliana M. (org.). Entre gritos e sussurros: os sortilégios da voz cantada. São Paulo: Letra e Voz, 2012. p. 97-103.

DIJCK, José Van. “You have one identity”: performing the self on Facebook and Linkedln. Media, Culture & Society, v. 35, n. 2, p. 199-215, 2014. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/0163443712468605. Acesso em: 19 ago. 2020.

FÓNAGY, Iván. La vive voix: essais de psycho-phonétique. Paris: Payot, 1983.

GUERRINI JÚNIOR, Irineu. A elite no ar – óperas, concertos e sinfonias na Rádio Gazeta de São Paulo. São Paulo: Terceira Margem, 2009.

LIMA, Souza. Moto perpétuo: a visão poética da vida através da música – autobiografia do maestro Souza Lima. São Paulo: IBRASA, 1982.

MARTÍN- BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 1997.

MATARAZZO, Thais; COMEGNO, Valdir. A Dinastia do Rádio Paulista. Bragança Paulista: ABR Editora, 2013.

MEDAGLIA, Júlio. Música, maestro! Do canto gregoriano ao sintetizador. São Paulo: Globo, 2008.

MICELI, Sergio. A noite da madrinha. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

MURCE, Renato. Bastidores do rádio. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

NAPOLITANO, Marcos. História e Música. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. (Coleção História e Reflexões).

PEREIRA, Simoni Luci; ULHÔA, Marta. Matrizes e mediações das canções românticas na América Latina. In: PEREIRA, Simoni Luci; ULHÔA, Marta (org.). Canção Romântica: intimidade, mediação e identidade na América Latina. Rio de Janeiro: Folio, 2016. p. 29.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Editora da Unicamp, 2007.

TOMATIS, Alfred. El oído y el linguaje. Barcelona: Molíns de Rey, 1969.

TOTA, Antônio P. A locomotiva no ar: Rádio e Modernidade em São Paulo 1924-1934. São Paulo: Secretaria do Estado da Cultura, 1990.

ZUMTHOR, Paul. Escritura e nomadismo. São Paulo: Ateliê, 2005.

ZUMTHOR, Paul. Performance, recepção, leitura. São Paulo: Cosac-Naify, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-387

Refbacks

  • There are currently no refbacks.