Emergência de plântulas de Inga laurina (Sw.) Willd / Emergence of Inga laurina (Sw.) Willd seedlings

Maria Joelma da Silva, Edna Ursulino Alves, Rosemere dos Santos Silva, Edcarlos Camilo da Silva, Joyce Naiara da Silva, Nohanna do Nascimento Andrade

Abstract


A espécie Inga laurina (Sw.) Willd., também conhecida como ingá branco, ingá de macaco e ingá chichita, pode ser utilizada na fitoterapia, restauração florestal, recuperação de áreas desmatadas e arborização. Assim, objetivou-se neste trabalho avaliar o efeito da posição e profundidade de semeadura na emergência e crescimento inicial de plântulas de I. laurina. O trabalho foi realizado em ambiente protegido, em delineamento experimental inteiramente ao acaso, com os tratamentos distribuídos em esquema fatorial 3 x 4, sendo três posições (sementes com o hilo voltado para baixo, para cima e para o lado) e quatro profundidades de semeadura (um, dois, três e quatro centímetros). As avaliações foram determinação do teor de água, porcentagem de emergência, primeira contagem de emergência, índice de velocidade de emergência e comprimento de raiz primária. A emergência e o crescimento inicial das plântulas de I. laurina são influenciadas pela profundidade e posição da semeadura. O método mais adequado para a semeadura das sementes de Inga laurina é com o hilo para baixo na profundidade de 1 cm.


Keywords


Fabaceae, ingá branco, posições, profundidades, frutífera nativa.

References


ALMEIDA, A. S.; HELGUEIRA, D. B.; MOURA, D. S.; BOHN, A.; JAQUES, L. B. A.; GARCIA, M. MORAES, N. A. B.; TUNES, L. V. M. Emergência e desenvolvimento inicial de plântulas de soja em diferentes profundidades de semeadura. Brazilian Journal of Development, v.6, n.6, p. 41100-41107, 2020.

ALVES, E. U.; BRUNO, R. L. A.; ALVES, A. U.; ALVES, A. U.; CARDOSO, E. A.; DORNELAS, C. S. M.; GALINDO, E. A.; BRAGA JÚNIOR, J. M. Profundidades de semeadura para emergência de plântulas de juazeiro. Ciência Rural, v. 38, n. 4, p. 1158-1161, 2008.

ALVES, E. U.; MONTE, D. M. O.; CARDOSO, E. A.; SANTOS-MOURA, S. S.; MOURA, M. F. Emergência e crescimento inicial de plântulas de Talisia esculenta (A. St. Hil.) Radlk em função de profundidades e posições de semeadura. Bioscience Jounal, v. 29, n. 2, p. 328-339, 2013.

ALVES, M. M.; ALVES, E. A.; SANTOS-MOURA, S. S.; ARAÚJO, L. R.; SILVA, R. S.; URSULINO, M. M. Emergência e crescimento inicial de plântulas de Platymiscium floribundum Vog. em função de diferentes posições e profundidades de semeadura. Ciência Rural, v. 44, n. 12, p. 2129-2135, 2014.

BERTO, T. S.; CRISÓSTOMO, N. M. S.; SILVA, L. G.; RAMOS, M. G. C.; MELO, L. D. F. A.; MELO JUNIOR, J. L. A.; FARIAS, J. A. C.; ARAÚJO NETO, J. C. Emergência de plântulas de Mimosa bimucronata (DC) O. KTZE. em função de posições e profundidades de semeadura. Revista Craibeiras de Agroecologia, v. 5, n. 1, p. e 9393, 2020.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília: MAPA/ACS, 2009. 395p.

CARVALHO, N. M.; NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 5.ed. Jaboticabal: FUNEP, 2012. 590 p.

CUNHA, L. C. S.; SOUSA, L. C. F.; MORAIS, S. A. L.; BARROS, T. T.; AQUINO, F. J. T.; CHANG, R.; SOUZA, M. G. M.; CUNHA, W. R.; GOMES, C. H. Extratos das cascas do ingá (Inga laurina) como agentes antimicrobianos frente a microrganismos bucais. In: 51° Congresso Brasileiro de Química, São Luís, 2011.

FELICIANO, R.; MATA, A.; BRUNO, R. L. A. Florada Paraíba, Brasil: Inga Miller (Leguminosae-Mimosoideae). Revista Brasileira de Biociências, v. 5, n. 2, p. 135-137, 2007.

FERREIRA, D.F. Sisvar: Versão 5.1 (Build 72) DEX/UFLA. 2007.

GUEDES, R. S.; ALVES, E. U.; GONÇALVES, E. P.; VIANA, J. S.; MOURA, M. F.; COSTA, E. G. Emergência e vigor de plântulas de Amburana cearensis (Allemão) A.C. Smith em função da posição e da profundidade de semeadura. Semina: Ciências Agrárias, v. 31, n. 4, p. 843-850, 2010.

GUIMARÃES, I. P.; PEREIRA, F. E.; TORRES, S. B.; BENEDITO, C. P.; SOUZA, P. S. Emergência e crescimento inicial de plântulas de Pithecellobium dulce (Roxb.) Benth. em função de posições e profundidades de semeadura. Revista de Ciências Agrárias, v. 59, n. 3, p. 288-292, 2016.

LAIME, E. M. O.; ALVES, E. U.; GUEDES, R. S.; SILVA, K. B.; DE SOUZA OLIVEIRA, D. C.; DA SILVA SANTOS, S. Emergência e crescimento inicial de plântulas de Ingaingoides (Rich.) Willd. em função de posições e profundidades de semeadura. Semina: Ciências Agrárias, v. 31, n. 2, p. 361-371, 2010.

LABOURIAU, L. G.; VALADARES, M. E. B. On the germination of seeds Calotropis procera (Ait.) Ait.f. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 48, n. 2, p. 263-284, 1976.

LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. 5.ed. São Paulo: Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2008. 384 p.

MARTINS, C. C.; GAWA, J. N.; LEÃO, M.; BOVI, A. Efeito da posição da semente no substrato e no crescimento inicial das plântulas de palmito-vermelho (Euterpe espiritosantensis Fernandes - Palmae). Revista Brasileira de Sementes, v. 21, n. 1, p. 164-173, 1999.

MARTINS, C. C.; CARVALHO, N. M. Efeito da posição da semente na semeadura sobre a emergência do feijão e da soja. Revista Brasileira de Sementes, v. 15, n. 1, p. 63-65, 1993.

MAGUIRE, J. D. Speed of germination-aid in selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, v. 2, n. 2, p. 176-177, 1962.

MATOS, R. F.; BEZERRA, M. J. M.; LIMA, V. J.; SOUZA, Y. P.; FREITAS JUNIOR, S. P. Influência da profundidade de semeadura na germinação do feijão caupi (Vigna unguiculata). III CONAC - Congresso Nacional de Feijão - CAUPI, Recife, 2013. Resumos. Recife: Congresso Nacional Feijão Caupi: Recife, Abril. 2013.

MODOLO, A. J.; TROGELLO, E.; NUNES, A. L.; FERNANDES, H. C.; SILVEIRA, J. C. M.; DAMBRÓS, M. P. Efeito de cargas aplicadas e profundidades de semeadura no desenvolvimento da cultura do feijão em sistema plantio direto. Ciência e Agrotecnologia, v. 34, n. 3, p. 739-745, 2010.

PEDÓ, T.; SEGALIN, S. R.; SILVA, T. A.; MARTINAZZO, E. G.; NETO, A. G.; AUMONDE, T. Z.; VILLELA, F. A. Vigor de sementes e desempenho inicial de plântulas de feijoeiro em diferentes profundidades de semeadura. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v.9, n.1, p.59-64, 2014.

RIBEIRO C. A. D.; COSTA, M. P.; SENNA, D. S.; CALIMAN, J. P. Fatores que afetam a germinação das sementes e a biomassa de plântulas de Tabebuia heptaphylla. Revista Floresta, v. 42, n. 1, p. 161-168, 2012.

ROCHA, R. G. L.; RIBEIRO, M. C. C.; SILVA, F. D. B. Desenvolvimento inicial do feijão guandu em diferentes profundidades e posições da semente na vagem. Agropecuária Científica no Semiárido, v. 13, n. 4, p. 297-301, 2017.

RODRIGUES, A. J.; BATISTA, E. M. C.; OLIVEIRA, L. M.; PORTELLA, A. C. F.; SOUZA, P. B. Influência da profundidade e posição de semeadura na emergência de Acacia polyphylla DC. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 11, n. 1, p. 23-29, 2016.

SCHULZ, D. G.; ORO, P.; VOLKWEIS, C.; MALAVASI, M. D. M.; MALAVASI, U. C. Maturidade fisiológica e morfometria de sementes de Inga laurina (Sw.) Willd. Floresta e Ambiente, v. 21, n. 1, p. 45-51, 2014.

SILVA, R. P.; CORÁ, J. E.; FURLANI, C. E. A.; LOPES, A. Efeito da profundidade de semeadura e de rodas compactadoras submetidas a cargas verticais na temperatura e no teor de água do solo durante a germinação de sementes de milho. Ciência e Agrotecnologia, v. 32, n. 3, p. 929-937, 2008.

SILVA, B. M. S.; CESARINO, F. Germinação de sementes e emergência de plântulas de jutaí (Hymenaea parvifolia Huber.). Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 18, n. 1, p. 256-263, 2016.

SILVA, A. P. F.; COSTA, D. J.; VICENTE, D. L. C.; SILVA, A. A.; Pereira, C. S. Produção de milho em diferentes profundidades de plantio. Brazilian Journal of Biosystems Engineering,v. 13, n. 4, p. 330-338, 2019.

SOUSA, A. H.; RIBEIRO, M. C. C.; MENDES, V. H. C.; MARACAJÁ, P. B.; COSTA, D. M. Profundidades e posições de semeadura na emergência e no desenvolvimento de plântulas de moringa. Revista Caatinga, v. 20, n. 4, p. 60-60, 2007.

URBEN FILHO, G.; SOUZA, P. I. M. Manejo da cultura da soja sob cerrado: época, densidade e profundidade de semeadura. In: ARANTES, N. E.; SOUZA, P.I.M (Ed.). Cultura da soja nos cerrados, 1993. 535p.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-378

Refbacks

  • There are currently no refbacks.