Estado antropométrico nutricional e prevalência da prática de exercícios físicos entre gestantes atendidas em um posto de assistência médica durante acompanhamento de Pré-Natal/ Nutritional anthropometric status and prevalence of physical exercise among pregnant women attended at a medical facility during Prenatal care

Marceli Pitt Coser, Vanessa Fonseca

Abstract


O período gestacional é constituído por 40 semanas, caracterizada por grandes modificações biológicas no organismo materno. Exercício é definido como atividade física que consiste em movimentos corporais planejados, estruturados e repetitivos feitos para melhorar um ou mais componentes da aptidão física, é um elemento essencial de um estilo de vida saudável. E a sua realização durante a gestação tem sido amplamente discutida no que diz respeito à saúde e segurança da mãe e do bebê. Este trabalho objetivou avaliar o estado antropométrico nutricional e verificar a prevalência da prática de exercícios, orientadas ou não por profissionais da educação física, entre gestantes atendidas em um Pronto Atendimento Médico (PAM) localizado no Meio Oeste de Santa Catarina. A amostra foi composta por 54 gestantes adultas atendidas durante o acompanhamento de pré-natal, contemplando gestantes de todos os trimestres gestacionais. Foi utilizado um questionário estruturado contendo seis questões elaborado pelas autoras, respondidos por meio de entrevista e coleta de dados do cartão de acompanhamento de pré-natal. Pode-se inferir que a prática de exercícios físicos era minoritária tanto antes (66,7%), quanto no período gestacional (85,2%), mesmo quando não havia nenhum motivo específico ou restrição médica (95,7%), e a supervisão de treinos por profissionais da educação física é escassa. Houve interrupção da prática se comparado o período pré-gestacional sem motivos específicos, inclusive entre aquelas que faziam treinos assistidos por profissionais. Cuidados médicos sem razão específica foi o relato mais frequente de motivo para restrição quanto a prática de exercícios durante a gravidez, embora, neste caso, algumas gestantes o praticavam mesmo assim. Observou-se que 50% das gestantes iniciaram a gestação com peso adequado. Porém, durante a gestação a maioria se encontrava com peso inadequado, e majoritariamente acima do peso, sendo 39,0% (n=21) com sobrepeso, e 16,6% (n=9) em obesidade. Ainda, 3,7% (n=2) apresentaram baixo peso para idade gestacional. Foi evidenciado um ganho de peso maior que o recomendado para o período entre a maioria das participantes.


Keywords


Gravidez, Atividade física, Antropometria, Nutrição na gravidez, Saúde Materna.

References


ACOG – Committee Obstetric Practice. ACOG Committee opinion. Physical Activity and Exercise During Pregnancy and the Postpartum Period: ACOG Committee Opinion Summary, Number 804. Obstet. Gynecol., [S.l.], v. 135, n. 4, p. 991-993, abr. 2020.

ATALAH, S. et al. Propuesta de un nuevo estándar de evaluación nutricional en embarazadas. Rev. Méd. Chile, Chile, v. 125, n. 12, p. 1429-1436, 1997.

BARRETO, S. A.; SANTOS, D. B.; DEMÉTRIO, F. Orientação nutricional no pré-natal segundo estado nutricional antropométrico: estudo com gestantes atendidas em unidades de saúde da família. Revista Baiana de Saúde Pública, Bahia, v. 37, n. 4, p. 952-968, out./dez. 2013.

CARVALHAES, M. A. B. L. et al. Atividade física em gestantes assistidas na atenção primária à saúde. Rev. Saúde Pública, [S.l.], v. 45, n. 5, p. 958-967, abr. 2013.

FONSECA, C. C.; ROCHA, L. A. Gestação e Atividade Física: manutenção de exercícios durante a gravidez. Rev. Bras. Ciência e Movimento, São Paulo, v. 20, n. 1, p. 111-121, abr. 2012.

FRANCISQUETI, F. V. et al. Estado nutricional materno na gravidez e sua influência no crescimento fetal. Rev. Simbio-Logias, São Paulo, v. 5, n. 7, p. 74-86, dez. 2012.

GODOY, A. C. Ganho de peso gestacional - recomendações e adequação entre mulheres brasileiras. 2014. 116 p. Dissertação (Mestrado em Tocoginecologia) – Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, Campinas, 2014.

GOMES, D. O.; COSTA, G. M. T. Exercício na gravidez. Rev. De Educação do Ideau, Rio Grande de Sul, v. 8, n. 18, p. 1-13, jul./dez. 2013.

GOMES, R. N. S. et al. Avaliação do estado nutricional de gestantes atendidas em unidades básicas de saúde de Caxias/Ma. Revista Interdisciplinar, [S.l.], v. 7, n. 4, p. 81-90, dez. 2014.

IOM (Institute of Medicine); NRC (National Research Council). Weight gain during pregnancy: reexamining the guidelines. National Academy Press: Washington, 2009. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2019.

OKAFOR, U. B.; GOON, D. T. Physical activity and exercise during pregnancy in Africa: a review of the literature. BMC Pregnancy Childbirth, [S.L.], v. 20, [S.n.], p. 2-17, nov. 2020.

RODRIGUES, V. D. et al. Prática de exercício físico na gestação. Revista Digital, Buenos Aires, v. 13, n. 126, p. 1-9, nov. 2008.

SANTOS, M. M. A. S. Estado nutricional pré-gestacional, ganho de peso materno, condições da assistência pré-natal e desfechos perinatais adversos entre puérperas adolescentes. Rev. Bras. Epidemiol., São Paulo, v. 15, n. 1, p. 143-154, mar. 2012.

SANTOS, J. R. M. Exercício Físico na Gravidez. Revista Portuguesa de Clínica Geral, Portugal, v. 26, n. 1, p. 1-50, mar. 2014.

SAYURI, A. P. S.; FUJIMORI, E. Estado nutricional e ganho de peso de gestantes. Revista Latino-Americana de Enfermagem, São Paulo, v. 20, n. 3, p. 1-7, maio./jun. 2012.

SILVA, M. S. et al. Exercício físico durante a gestação: os benefícios para mãe e o bebê. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 6, n. 11, p. 86454-86469, nov. 2020.

TAVARES. J. S. et al. Padrão de Atividade Física entre Gestantes Atendidas pela Estratégia Saúde da Família de Campina Grande – PB. Revista Brasileira de Epidemiologia, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 10-19, mar. 2009.

VITOLO, M. R. Nutrição da gestação ao envelhecimento. 2. ed. Rio de Janeiro: Rubio, 2015.

XIUTING, M. O. et al. Inability to control gestational weight gain: an interpretive content analysis of pregnant Chinese women. BMJ Open, [S.l.], v. 10, n. 12, p. 1-9, dez. 2020.

WALASIK, I. et al. Physical Activity Patterns among 9000 Pregnant Women in Poland: A Cross-Sectional Study. Int J Environ Res Public Health, [S.l.], v. 17, n. 5, p. 1-12, mar. 2020.

WHO -World Health Organization. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Geneva: WHO, 1997.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-375

Refbacks

  • There are currently no refbacks.