O estereótipo “língua fácil” nas práticas de ensino de espanhol como língua estrangeira / The “easy language” stereotype in spanish teaching practices as a foreign language

Djenane Alves dos Santos, Franciana Bonadeu da Silva, Amauri Moret da Silva, Sonia Helena de Sá Lobato, Andresa Silva Batista

Abstract


O presente trabalho tem como objetivo apresentar a análise de um estudo realizado sobre o estereótipo da língua fácil na aula de espanhol. Pretende também contribuir para o trabalho de professores de língua espanhola em suas práticas de ensino com alunos brasileiros, no que se refere ao mito, oferecendo suporte teórico e prático para identificá-lo e desconstruí-lo. A pesquisa foi realizada com os alunos de uma comunidade da cidade de Porto Velho/RO em um curso de extensão de língua espanhola nível básico. Teve como aporte teórico os estudos de Camorlinga (1997), Kulikowski e González (1999), Villalba (2004), Coracini (2007)  Valdez (2012, 2013); Burgeile e Pessoa (2013), entre outros. Assim, discute-se a importância da desmistificação de conceitos preconcebidos no ensino de língua estrangeira a partir da identificação e análise do estereótipo, visando contribuir para um trabalho eficaz. Para tanto, realizou-se uma pesquisa-ação de caráter qualitativo com aplicação de questionários, contendo perguntas abertas e subjetivas, com apresentação de respostas, em texto de forma livre. Identificou-se a presença do estereótipo “facilidade” entre os alunos, embora se tenha constatado que a maioria deles não tinha conhecimentos sobre a língua espanhola. Do mesmo modo, identificou-se que o oposto “dificuldade”, igualmente, pode ser um estereótipo produzido pelos alunos, dentre outras situações que podem provocar equívocos sobre a língua.

 

 


Keywords


Língua Espanhola, estereótipo, processo de aprendizagem.

References


BRASIL. Orientações Curriculares para o Ensino Médio: volume 1 - Linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006.

_________. PCN+ Ensino Médio: Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Volume Linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: MEC/SEMTEC, 2002.

________. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

BURGEILE, Odete; PESSOA, Maria do Socorro. Sociolinguística na Amazônia. Porto Velho-RO: EDUFRO, 2013. 109 p.

BURGEILE, Odete; VALDEZ, Djenane Alves dos Santos. Estágio supervisionado em forma de projetos: uma renovação da prática pedagógica. In: BURGEILE, Odete (Org.). Linguagem e educação: análises e perspectiva. Porto Velho-RO: EDUFRO, 2013. p. 30-38.

CAMORLINGA, Rafael. A distância da proximidade - a dificuldade de aprender uma língua fácil. Intercâmbio. Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem Vol. 06. São Paulo, 1997. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/intercambio/article/view/4098

CORACINI, Maria José. A celebração do outro: arquivo, memória e identidade. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2007.

KULIKOWSKI, M. Z. M.; GONZÁLEZ, N. T. M. Español para brasileños. Sobre por dónde determinar la justa medida de una cercanía. In: Anuario Brasileño de Estudios Hispánicos, IX, Brasília: Consejería de Educación y Ciencia de la Embajada de España en Brasil, 1999. p. 11-19.

LIPPMANN, W. Public Opinion. Nova Iorque: Free Press, 1922/1961.

PEREIRA, Edir Algusto Dias; FARIAS, Isaias Mendes. As relações de poder em uma escola ribeirinha de Cametá–PA. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v.7, n.1, p.16-37, jan. 2021. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/9465/7973

QUAST, Karin. Língua materna e aprendizagem de línguas estrangeiras: recurso mediacional ou interferência? In: CASTRO, Solange Terezinha Ricardo de (Org.). Pesquisa em Lingüística Aplicada: Novas Contribuições. Taubaté: Cabral Editora e Livraria Universitária, 2003.

RONCERO, Luis Navarro. Mitos de la lengua que afectan al aprendizaje del español como lengua extranjera. In: IV CEDELEQ. Actas... Instituto Tecnológico de Monterrey. Disponível em: http://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=4736506

VALDEZ, Djenane Alves dos Santos. Linguagem e essência: as imagens construídas por alunos de espanhol. Dissertação (Mestrado em Letras) Fundação Universidade Federal de Rondônia / UNIR. Porto Velho, Rondônia, 2012.

________. Ensino de espanhol e estereótipo boliviano: reflexões sobre implicações no processo ensino-aprendizagem. Org. Odete Burgeile e Maria do Socorro Pessoa. In: Sociolinguística na Amazônia. Porto Velho-RO: EDUFRO, 2013. p. 84 - 93.

VILLALBA, Terumi Koto. O mito da “língua fácil” a aprendizagem de espanhol por falantes brasileiros – aspecto lexical. Calidoscópio. Vol. 02, N.01, jan/jun 2004. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/calidoscopio/article/view/6488




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-373

Refbacks

  • There are currently no refbacks.