SURDOS E QUALIDADE DE VIDA: UMA REVISÃO NARRATIVA DA LITERATURA

Gabriel Citton, Ana Maria Pujol Vieira dos Santos, Guilherme Anziliero Arossi

Abstract


A perda auditiva ou surdez é uma realidade que afeta milhões de pessoas de todas as idades, dificultando a capacidade de desenvolver habilidades essenciais para vivência em sociedade, interferindo no bem estar e na qualidade de vida, principalmente quando não há Políticas Públicas adequadas que atendam esses indivíduos. O objetivo do trabalho é caracterizar a surdez e descrever o seu impacto na qualidade de vida do indivíduo. Foi realizada uma revisão narrativa da literatura com pesquisa em livros, artigos acadêmicos e periódicos em português e na língua inglesa, publicados nos últimos 10 anos. A falta de compreensão em LIBRAS pelas pessoas que convivem com o surdo, falta de independência no ambiente de trabalho por problemas de comunicação e a falta de Políticas Públicas de inclusão podem ser fatores que agravam e afetam negativamente a qualidade de vida do surdo.


Keywords


Surdez. Qualidade de vida. Língua de sinais. Linguagem

References


ADEMOKOYA, J. A. Classroom Communication and Placement of the Deaf Child in an Inclusive. Class. J Hum Ecol., v. 23, n. 3, p. 203–9, 2008.

BRASIL. Decreto nº 3.298 de 20 de dezembro de 1999. Regulamenta a Lei no 7.853, de 24 de outubro de 1989. Dispõe sobre a Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, consolida as normas de proteção, e dá outras providências. Brasília, 20 de dezembro de 1999. Disponível em https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1999/decreto-3298-20-dezembro-1999-367725-norma-pe.html Acesso em: 12 dez. 2019

BRASIL. Portaria nº 2.446, de 11 de novembro de 2014. Art. 2º. Ministério da Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS). Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2014/prt2446_11_11_2014.html Acesso em: 12 dez. 2019

CARTA DE OTAWA. Primeira Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde – 1986. Disponível em http://www.opas.org.br/promocao/uploadArq/Ottawa.pdf Acesso em: 12 nov. 2018.

CHAVEIRO, N. et al. Qualidade de vida dos surdos que se comunicam pela língua de sinais: revisão integrativa. Interface: Comunicação Saúde e Educação, v. 18.n. 48, p. 101-14, 2014. Disponível em https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-32832014000100101&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 5 jul. 2020

DEPARTMENT OF HEALTH AND HUMAN SERVICES – HHS. Healthy People 2020 topics and objectives. Disponível em http://www.healthypeople.gov/2020/topics-objectives/topic/Access-to-Health-Services Acesso em: 20 jul. 2020.

FELLINGER, J. et al. Mental Distress and Quality of Life in a Deaf Population. Soc Psychiatry Psychiatr Epidemiol. v. 40, p. 737–42, 2005.

HEARING LOSS IN CHILDREN - CDC. Hearing loss in children: Data and statistics. 2015. Disponível em http://www.cdc.gov/ncbddd/hearingloss/data.html Acesso em: 21 jul. 2020.

HJELMSLEV, L. Prolegômenos a uma teoria da linguagem. São Paulo: Perspectiva, 1975.

INTERDONATO, G.C.; GREGUOL, M. Qualidade de vida e prática habitual de atividade física em adolescentes com deficiência. Journal of Human Growth and Development, v. 21, n. 2, p. 282-295, 2011. Disponível em http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-2822011000200011 Acesso em: 20 jul. 2020.

JAIYEOLA, M. T.; ADEYEMO, A. A. Quality of life of deaf and hard of hearing students in Ibadan metropolis, Nigeria. PLoS ONE, v. 13, n. 1, 2018. Disponível em https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0190130 Acesso em: 20 jul. 2020.

KUSHALNAGAR, R. Deafness and Hearing Loss. Gallaudet University 800 Florida Ave, Washington, DC, USA. 2019.

MORTON, C. C.; NANCE, W. E. Newborn hearing screening—A silent revolution. New England Journal of Medicine, v. 354, n. 20, p. 2151–2164, 2006.

NATIONAL RESEARCH COUNCIL. Hearing Loss: Determining Eligibility for Social Security Benefits. Washington, DC: The National Academies Press. 2005.

NORDVIK, O. et al. Generic quality of life in persons with hearing loss: a systematic literature review. BMC Ear Nose Throat Disord. v.18, n. 1, 2018. Disponível em https://bmcearnosethroatdisord.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12901-018-0051-6 Acesso em: 20 jul. 2020.

NUNES, A. D.S. et al. Prevalence of hearing impairment and associated factors in school-aged children and adolescents: a systematic review. Braz. j. otorhinolaryngol. v. 85, n. 2, p. 244-253, 2019. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942019000200244&lng=en&nrm=iso Acesso em access on 10 nov. 2020.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Promoción de la salud: glosario. Genebra: OMS. 1998. Disponível em https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/67246/WHO_HPR_HEP_98.1_spa.pdf;jsessionid=C7A8D82168CC93C894EBEA665E459736?sequence=1 Acesso em: 20 jul. 2020.

PUNCH, J. L.; HITT, R.; SMITH, S. W. Hearing loss and quality of life. Journal of Communication Disorders. v. 78, March–April, p. 33-45, 2019.

REDONDO, M.; CARVALHO, J. Deficiência auditiva. Brasília: MEC. Secretaria de Educação a Distância. 2000. Disponível em http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/deficienciaauditiva.pdf Acesso em: 20 jul. 2020.

ROLLAND, L. et al. Quality of life in children with hearing impairment: systematic review and meta-analysis. Otolaryngol Head Neck Surg, v.155, n. 2, p. 208–219, 2016. Disponível em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5293136/ Acesso em: 20 jul. 2020.

SANTOS, I.B et al. Qualidade de vida de surdos usuários de libras no sul do Brasil. Saúde e Pesquisa, v. 13, n.2, p. 295-307, 2020.

SCHILDER, A. G. M.; CHONG, L. Y.; FTOUH, S.; BURTON, M. J. Bilateral versus unilateral hearing aids for bilateral hearing impairment in adults. Cochrane Database Syst Rev., v. 12, 2017. Disponível em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6486194/ Acesso em: 20 jul. 2020.

SHEARER, A. E.; HILDEBRAND, M. S.; SMITH, R. J.H. Hereditary hearing loss and deafness overview. In: GeneReviews®[Internet]. University of Washington, Seattle, 2017. Disponível em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK1434/ Acesso em: 21 jul. 2020.

SOUZA, R. M. Análise da qualidade de vida no trabalho dos surdos em atividade nas empresas da cidade de Ponta Grossa-Paraná. 2015. Dissertação de Mestrado. Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Disponível em http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1449 Acesso em: 20 jul. 2020.

TORRES, V.M.F.; VIEIRA, S.C.M. Qualidade de vida em adolescentes com deficiência. Rev. CEFAC, v.16, n.6, p.1953-1961, 2014. Disponível em https://www.scielo.br/pdf/rcefac/v16n6/1982-0216-rcefac-16-06-01953.pdf Acesso em: 22 jul. 2020.

TSENG, C. C. et al. Risk of depressive disorders following sudden sensorineural hearing loss: a nationwide population-based retrospective cohort study. J Affect Disord., v. 197, p. 94–9, 2016.

TSIMPIDA, D.; KAITELIDOU, D.; GALANIS, P. Determinants of health – related quality of life (HRQol) among deaf and hard of hearing adults in Greece: a cross-sectional study. Archives of Public Health, v.76, n. 1, p.55, 2018. Disponível em https://archpublichealth.biomedcentral.com/articles/10.1186/s13690-018-0304-2 Acesso em: 22 jul. 2020.

WHO - WORLD HEALTH ORGANIZATION. Deafness and hearing loss fact sheet. 2015. Disponível em http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs300/en Acesso em: 22 jul. 2020.

WHO- WORLD HEALTH ORGANIZATION. Geneva: 2017. Health statistics and information system WHOQOL: measuring quality of life. Disponível em www.who.int/healthinfo/survey/whoqol-qualityoflife/en Acesso em: 23 jul. 2020.

WINNICK, J. Educação física e esportes adaptados. 3ª ed. São Paulo: Manole, 2004.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-354

Refbacks

  • There are currently no refbacks.