Estudo da influência do perfil da plataforma ferroviária submetida à água da chuva no seu comportamento estrutural / Study of the influence of the rail platform profile submitted to rainwater on its structural behavior

Luisa Carla de Alencar Menezes, Antonio Carlos Rodrigues Guimarães, Carmen Dias Castro

Abstract


É usual a utilização da umidade ótima no dimensionamento de pavimentos baseado no método empírico Índice de Suporte Califórnia. No entanto as variações do clima podem alterar as condições do pavimento, sobretudo das plataformas ferroviárias pois não possuem revestimento ficando expostas às intempéries. Sabe-se que variações de umidade no solo podem alterar suas propriedades mecânicas, como o módulo resiliente. É objetivo deste trabalho simular o comportamento da umidade no solo da região da Estrada de Ferro Carajás, quando submetido à precipitação para diferentes perfis de plataforma. Para tanto realizou-se uma modelagem no software IVFlow utilizando-se como parâmetros de entrada dados de precipitação, curvas de retenção e condutividade hidráulica e modelo hidráulico. Verificou-se que o solo não restringiu a percolação da água e que o perfil de plataforma singela com aterro apresentou desempenho inferior em relação aos demais quanto à infiltração da água precipitada.


Keywords


Plataforma Ferroviária, Umidade, Solo.

References


COELHO, C. R. B. Estudo Teórico e Experimental de Fluxo de Água e Transporte de Solutos em Equilíbrio e Não-Equilíbrio em Solos Tropicais, UFRJ/COPPE, Tese de Doutorado, Rio de Janeiro, 2016, 141 p.

FREDLUND, D. G., XING, A. Q. 1994. Equations for the soil-water characteristic curve, Canadian Geotechnical Journal, 31(4), 521 - 532

FREDLUNG, D.G., RAHDARJO, H. (1993). Soil mechanics for unsaturated soils. 517p. New York. Willey-Interscience Publications.

GONÇALVES, R.F. Estudo da influência da variação do teor de umidade no valor do módulo de resiliência de um solo argiloso encontrado em subleito de rodovias no interior paulista, Dissertação de Mestrado em Engenharia de Transportes, USP, São Paulo,1999, 149 p.

GUIMARÃES, A. C. R. SANTANA, C. S. A. Relatório – primeira visita técnica à EFC. Projeto IME/Vale: Estudos para Revisão de Critérios de Projeto da Via Permanente. Instituto Militar de Engenharia. Rio de Janeiro, 2014.

KLINCEVICIUS, M.G.Y Estudo de propriedades, de tensões e do comportamento mecânico de lastros ferroviários, Dissertação de Mestrado em Engenharia de Transportes, USP, São Paulo,2011, 146 p.

MEDINA, J., Mecânica dos Pavimentos, Rio de Janeiro, Editora UFRJ, 1997.

MOTTA, Laura M. G., Método de dimensionamento de pavimentos flexíveis; critério de confiabilidade e ensaios de cargas repetidas, Tese de Doutorado em Engenharia Civil, Coppe/UFRJ, Rio de Janeiro, 1991.

SILVA, B.A, Aplicação das metodologias MCT e Resiliente a solos finos do centro-norte do Mato Grosso, Dissertação de Mestrado em Engenharia de Transportes, IME, Rio de Janeiro, 2003.

SOUSA, M. A. S. Análise geotécnica de solos tropicais de ocorrência ao longo da estrada de ferro carajás para uso como camadas de pavimento rodoviário, Dissertação de Mestrado, Instituto Militar de Engenharia, Rio de Janeiro, 2016, 222 p.

TAKEDA, M.C., Influência da variação da umidade pós compactação no comportamento mecânico de solos de rodovias do interior paulista, Tese de Doutorado em Engenharia de Civil, USP, São Carlos, 2006.

VAN GENUCHTEN, M.TH. 1980. A closed-form equation for predicting the hydraulic conductivity of unsaturated soils. Soil Society of America Journal, 44, 892 – 898.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-334

Refbacks

  • There are currently no refbacks.