Internações por condições sensíveis à atenção primária (ICSAP) na região de saúde do extremo Oeste de Santa Catarina / Hospitalization for primary care sensitive conditions (ICSAP) in the health region of the extest West of Santa Catarina

Sirlei Favero Cetolin, Jessica Mayara Wolfart, Ana Maria Martins Moser, Jovani Antonio Steffani, Rosana da Silva

Abstract


RESUMO

As Internações por Condições Sensíveis a Atenção Primária (ICSAP) são indicadores indiretos de resolutividade do primeiro nível de atenção do sistema de saúde que analisa um conjunto de morbidades (as Condições Sensíveis a Atenção Primária - CSAP) que pode e deveria ser atendida pela Atenção Primária de Saúde (APS) de forma eficaz e efetiva, prevenindo o agravamento clínico e possível hospitalização do paciente. O objetivo deste estudo foi analisar as principais Internações por Causas Sensíveis à Atenção Primária (ICSAP) na Região de Saúde do Extremo Oeste de Santa Catarina. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório e ecológico, em que as informações foram coletadas no Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH/SUS), disponibilizadas no sítio eletrônico do Departamento de Informática do SUS (Datasus) de domínio público. As ICSAP ocupam 24,9% das internações em hospitais públicos, sendo que, as principais CSAP encontradas foram pneumonia, bronquite, enfisema e outras doenças pulmonar obstrutiva crônica, diarreia e gastroenterite de origem infecciosas, diabetes mellitus e anemia por deficiência de ferro e outras anemias, acometendo principalmente a população idosa. Dessa forma, realizar pesquisas científicas que analisam o adoecimento da população na região, oportuniza preparar profissionais e futuros profissionais para intervir com propriedade nas principais causas das internações, bem como, na prevenção e promoção da saúde, contribuindo também com a publicação de dados atualizados que podem ser utilizados como evidencia na prestação de cuidados.

 

 


Keywords


Atenção Primária à Saúde, Indicadores Básicos de Saúde, Saúde Pública.

References


ALFRADIQUE, M. E. (et al.). Internações por condições sensíveis à atenção primária: a construção da lista brasileira como ferramenta para medir o desempenho do sistema de saúde (Projeto ICSAP-Brasil). Cad. Saúde Pública, v. 25, n. 6, p. 1337-49, jun., 2009.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2017. Disponível em: . Acesso em: 06 ago. 2019

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.528 de 19 de outubro de 2006. Publica a política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa. Diário Oficial da União, Brasília. 2006.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 221, de 17 de abril de 2008. Publica a lista brasileira de Internações por Condições Sensíveis à Atenção Primária. Diário Oficial da União, Brasília, p. 70, 18 abr. 2008. Seção 1.

DIAS, E. P.; SOARES, M. M. S.; RESENDE, L. M. H. Diabetes Mellitus: diagnóstico e classificação. In: BRAGA, Walter dos Reis Caixeta et al. Diabetes Mellitus. Rio de Janeiro: MEDSI, 2002. p. 341-347.

FERNANDES, V. B. L. et al. Internações sensíveis na atenção primária como indicador de avaliação da Estratégia Saúde da Família. Rev. Saúde Pública, São Paulo, v. 43, n. 6, p. 928-936, dez., 2009. Disponível em: . Acesso em: 07 out. 2019.

MENDES, E. V. O cuidado das condições crônicas na Atenção Primária à Saúde: o imperativo da consolidação da Estratégia da Saúde da Família. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2012.

NETTINA, S. M. Prática de enfermagem. 10. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016.

OLIVEIRA, M. A. de C.; PEREIRA, I. C. Atributos essenciais da atenção primária e a estratégia saúde da família. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 66, p. 158-164, 2013.

ORLANDI, D. de P.; COELHO JUNIOR, T. de P.; ALMEIDA, J. E. F. de. Sistema de Informações Hospitalares (SIH-SUS): revisão sobre qualidade da informação e utilização do banco de dados em pesquisas. IX Congresso CONSAD de Gestão Pública. Centro de Convenções Ulysses Guimarães, 8 a 10 jun. 2016. Disponível em: . Acesso em: 03 jan. 2021.

REHEM, T. C. M. S. B.; EGRY, E. Y. Internações por condições sensíveis à atenção primária no estado de São Paulo. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 16, n. 12, p. 4755-4766, dez. 2011. Disponível em . Acesso em: 24 nov. 2019

RIBEIRO, M. C. S. Indicadores de saúde. In: ALEXANDRE, Lourdes Bernadete dos Santos Pito. Epidemiologia aplicada nos serviços de saúde. São Paulo: Martinari, 2012.

SANTOS, F. C. dos; BORDIN, R. Internações por condições sensíveis à atenção básica: uma revisão, 2005-2014. Gestão em saúde no Rio Grande do Sul: casos, análises e práticas, v. 2, p. 191-208, 2017.

SILVA, C. S. S. L. da; KOOPMANS, F. F.; DAHER, D. V. O Diagnóstico Situacional como ferramenta para o planejamento de ações na Atenção Primária a Saúde. Revista Pró-UniverSUS, v. 7, n. 2, p. 30-33, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-333

Refbacks

  • There are currently no refbacks.