Um estudo com egressos do pet conexão agronegócio: avaliando a inserção profissional e a influência do programa / A study with egresses from pet agribusiness connection: evaluating professional insertion and the influence of the program

Leandro Carvalho Braga, Kelvin de Souza Gutebier, Frederico Guerra Cassanta, Barbara Marques Dias Mendes, Dyessica Santos, Natalie Pontes Scherer, Tamires Porto Lima, José Acélio Silveira da Fontoura Júnior

Abstract


O Programa de Educação Tutorial (PET) tem como objetivo promover uma formação ampla e de qualidade aos estudantes de graduação, que desenvolvem diversas atividades extracurriculares orientadas pelo princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão sob a tutoria de um professor. A pesquisa tem como objetivo conhecer o perfil dos egressos do PET Conexões Agronegócio dos cursos de zootecnia, enologia e tecnologia em agronegócio da Unipampa. Trata-se de um estudo descritivo, qualiquantitativo. Com a proposta de avaliar a atual situação dos egressos, frente ao mercado de trabalho ou programas de pós-graduação, foi desenvolvido um questionário online na plataforma Google Formulários, dividido em duas seções. A primeira sessão contou com questionamentos sobre a posição atual do egresso no mercado de trabalho. Na segunda seção foi questionado sobre a relevância do programa e do PET Agronegócio na vida dos egressos. O questionário foi disponibilizado virtualmente aos egressos para que os mesmos respondessem, ao total foram recebidas 37 (trinta e sete) respostas. Após recebidas todas as respostas dos egressos, os dados foram tabulados em planilhas eletrônicas para melhor manipulação e então realizadas as análises exploratórias no ambiente R (R Core Team, 2018). Os resultados demonstraram que 21 egressos concluíram o mestrado, 16 concluíram especialização, 18 estão realizando uma pós graduação e 17 respondentes estão trabalhando na área. Os resultados demonstram que os egressos do PET estão ativamente no mercado de trabalho, então retornando à sociedade aquilo que lhes foi investido. Quando perguntados se voltariam a integrar um grupo PET novamente se tivessem oportunidade de fazer outra graduação, 56,8% responderam com nota máxima. O que demonstra que a maioria dos petianos se identificou com a filosofia do programa e se adequou às exigências e atividades do programa.  O PET Agronegócio não só contribuiu para o enriquecimento do currículo, mas também para a formação profissional, preparando o aluno para o mercado de trabalho e para o seguimento da formação acadêmica.

 

 


Keywords


Educação Tutorial, Egresso.

References


ABBAD, G. S.; BORGES-ANDRADE, J. E. Aprendizagem humana em organizações de trabalho. In: ZANELLI, J. C.; BORGES-ANDRADE, J. E.; BASTOS, A. V. B. (Org.). Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto

Alegre: Artmed, 2004, p. 237-275. cap. 7.

Associação Brasileira de Zootecnia. Disponível em:

BECK, C.(2019). Por que os alunos desistem? Andragogia Brasil. Disponível em: https://andragogiabrasil.com.br/por-que-os-alunos-desistem

Caio Budel, (2019). Cresce procura pelo curso de Zootecnia, revela reportagem da Folha. Disponível em:

DIAS, A. M. I. et al. Estudo sobre egressos do programa de educação tutorial/PET 1979-2008 MEC/SESu. Fortaleza – Ceará: Editora Brasil Tropical, 2009.

LASSANCE, M. C. P. (1997). A ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E A GLOBALIZAÇÃO DA ECONOMIA. REVISTA DA ABOP, 1, 71-80.

Louise Da Campo, (2018). Curso De Bacharelado Em Enologia É Uma Alternativa Para Diversificar A Matriz Produtiva De Dom Pedrito, 2018. Disponível Em:

MARTIN, 2005. O programa de Educação Tutorial - PET : Formação ampla na graduação.

MORAIS, R.R. et al. A importância do PET-Saúde para a formação acadêmica do enfermeiro. Trabalho, educação e saúde, Rio de Janeiro, v.10, n.3, nov. 2012.

PET (2002), Programa de Educação Tutorial – PET Manual de Orientações Básicas. Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior, Coordenação geral de Relações Acadêmicas de Graduação, Secretaria de Educação Superior, Ministério da Educação.

R Core Team (2018). R: A language and environment for statistical

computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. Disponível em:




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-321

Refbacks

  • There are currently no refbacks.