Incremento da produtividade de milho pela inoculação de Trichoderma Harzianum / Increase in maize productivity through by Trichoderma Harzianum inoculation

Gerusa Pauli Kist Steffen, Dejair José Tomazzi, Ricardo Bemfica Steffen, Nilton Luís Gabe, Ricardo Flores da Silva, José Leandro Malezan Mortari, Joseila Maldaner, Grace Francisca Panno dos Santos

Abstract


O milho é um cereal de alta qualidade proteica, fundamental para a manutenção da produtividade animal e o consumo humano em praticamente todo território terrestre. O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito da inoculação de Trichoderma harzianum sobre a produtividade de milho. Foram avaliados dois tratamentos correspondentes à ausência e presença de inoculação de T. harzianum via tratamento de sementes (TS) do milho híbrido BG 7318VYH. O inóculo fúngico líquido foi produzido a partir da cepa não comercial TF13, da coleção de fungos benéficos do Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária (DDPA). O TS consistiu na adição de 10 mL de inóculo por quilograma de sementes na concentração de 4,2 x 107 esporos mL-1. Utilizou-se densidade de 3,2 sementes por metro linear, espaçamento de 0,5 m e adubação correspondente a 373 kg ha-1 (NPK 5:20:20). A determinação dos dados de produtividade ocorreu aos 145 dias após a semeadura. Os dados foram submetidos à análise de variância e ao teste de Tukey a 5% de probabilidade. A inoculação de T. harzianum incrementou a produtividade em 40,56 sacos de milho/ha. Enquanto que a parcela de plantas não inoculadas produziu 13.800 kg ou 239 sacos de milho/ha, a parcela de plantas inoculadas resultou na produção de 16.232 Kg ou 270,56 sacos/ha. O uso de T. harzianum também resultou no aumento da produtividade e qualidade da segunda espiga de cada planta. A cepa de T. harzianum avaliada demonstrou potencial para a composição de bioinsumos para a agricultura.

 

 


Keywords


Zea mays, fungos benéficos, promotor de crescimento.

References


ALTOMARE, C. et al. Solubilization of phosphates and micronutrients by the plant-growth-promoting and biocontrol fungus Trichoderma harzianum Rifai 1295-22. Applied and Environmental Microbiology, Washington, v. 65, n. 7, p. 2926-2933, July 1999.

AMARAL, P. P. et al. Promotores de crescimento na propagação de caroba. Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, v. 37, n. 90, p. 149-147, abr./jun. 2017.

BADER, A. N. et al. Native Trichoderma harzianum strains from Argentina produce indole-3 acetic acid and phosphorus solubilization, promote growth and control wilt disease on tomato (Solanum lycopersicum L.). Journal of King Saud University - Science, Riyadh, v. 32, n. 1, p. 867-873, Jan. 2020.

CARVALHO FILHO, M. R. et al. Avaliação de isolados de Trichoderma na promoção de crescimento, produção de ácido indolacético in vitro e colonização endofítica de mudas de eucalipto. Brasília: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 2008. 16 p. (Documentos, 226).

CHAGAS, L. F. B. et al. Trichoderma na promoção do crescimento vegetal. Revista de Agricultura Neotropical, Cassilândia, v. 4, n. 3, p. 97-102, jul./set. 2017.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB. Safra 2018/2019. Disponível em: http://conab.gov.br. Acesso em: 28 ago. 2020.

CONTRERAS-CORNEJO, H. A. et al. Ecological functions of Trichoderma spp. and their secondary metabolites in the rhizosphere: interactions with plants. Microbiology Ecology, Oxford, v. 92, n. 4, p. 1-17, Apr. 2016.

CULTIVAR. Híbrido de milho marca Pioneer atinge produção recorde de 411,6 sc/ha. Revista Cultivar. Disponível em: . Acesso em: 22 maio 2020.

DE OLIVEIRA, A. G. et al. Potencial de solubilização de fosfato e produção de AIA por Trichoderma spp. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Mossoró, v. 7, n. 3, p. 149-155, jul./set. 2012.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solos. 2. ed. Rio de Janeiro: EMBRAPA CNPS, 1997. 212 p.

FERREIRA, D. F. SISVAR, a computer statistical analysis system. Ciência e Agroecologia, Lavras, v. 35, n. 6, p. 1039-1042, nov./dez. 2011.

FIGUEIRA, E. P. P. et al. Histochemical changes induced by Trichoderma spp. and potassium phosphite in common bean (Phaseolus vulgaris) in response to the attack by Colletotrichum lindemuthianum. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 41, n. 3, p. 811-828, maio/jun. 2020.

GABARDO, G. et al. Trichoderma asperellum e Bacillus subtilis como antagonistas no crescimento de fungos fitopatogênicos in vitro. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 6, n.8, p. 55870-55885, Aug. 2020.

GARCÉS-FIALLOS, F. R.; SABANDO-ÁVILA, F.; MOLINA-ATIENCIA, L. M. Trichoderma harzianum en pre-siembra aumenta el potencial agronómico del cultivo de piña. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v. 12, n. 4, p. 410-414, 2017.

HARMAN, G. E. Trichoderma - not just for biocontrol anymore. Phytoparasitica, Bet Dagan, v. 39, p. 103-108, Mar. 2011.

KARTHIKEYAN, P. Antagonistic potentiality of fungal pathogens against Trichoderma viride and Trichoderma harzianum. International Journal of Scientific Research, Gujarat, v. 5, n. 4, p. 205-207, Apr. 2016.

KRIBEL, S. et al. Qualitative and quantitative estimation of the ability of Trichoderma spp. Moroccan isolates to solubilize tricalcium phosphate. Plant Cell Biotechnology and Molecular Biology, Kannankurichi, v. 20, n. 7-8, p. 275-284, 2019.

LARA, S. G.; SALDIVAR, S. O. S. Corn history and culture. In: SALDIVAR, S. O. S. (ed.). Corn: chemistry and technology. Eagan: AACC International, 2019. cap. 1, p. 1-18.

MACHADO; D. F. M. et al. Trichoderma no Brasil: o fungo e o bioagente. Revista de Ciências Agrárias, Lisboa, v. 35, n. 1, p. 274-288, jun. 2012.

MUKHERJEE, A. et al. Yeast a potential bio-agent: future for plant growth and postharvest disease management for sustainable agriculture. Applied Microbiology and Biotechnology, Germany, v. 104, p. 1497-1510, Jan. 2020.

PECCATTI, A. et al. Effect of Trichoderma spp. on the Propagation of Maytenus ilicifolia Mart. ex Reissek. Journal of Agricultural Science, Ontario, v. 11, n. 3, p. 435-442, 2019.

ROBAINA, L. E. de S. et al. Atlas geoambiental de São Borja. Santa Maria: UFSM, LAGEOLAM, 2007. 59 p.

RODRIGUES, V. N. et al. Comparação entre métodos para estimar a produtividade de grãos de milho. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 29, n. 1, p. 34-42, jan./fev. 2005.

RUAN, Z. et al. Corn. In: PAN, Z.; ZHANG, R.; ZICARI, S. (ed.). Integrated processing technologies for food and agricultural by-products. Cambridge: Academic Press, 2019. p. 59-72.

SANTOS, H. A. et al. Associação de isolados de Trichoderma spp. e ácido indol-3-butírico (AIB) na promoção de enraizamento de estacas e crescimento de maracujazeiro. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 26, n. 6, p. 966-972, nov./dez. 2010.

SISTEMA DE SUPORTE À DECISÃO NA AGRICULTURA - SISDAGRO. Brasília: INMET, maio 2020. Disponível em: http://sisdagro.inmet.gov.br/sisdagro/app/monitoramento/bhs. Acesso em: 21 maio 2020.

STEFFEN. G. P. K. et al. Antagonism of Trichoderma isolates against plant pathogens of agricultural interest. International Journal of Current Research, v. 8, n. 12, p. 44465-44469, Dec. 2016.

STEFFEN. G. P. K. et al. Trichoderma asperelloides promove crescimento inicial em mudas de Corymbia citriodora. Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 16, n. 29, p. 1699-1708, jun. 2019.

STRECK, E. V. et al. Solos do Rio Grande do Sul. 2. ed. rev. e ampl. Porto Alegre: Emater/RS, 2008.

WAGHUNDE, R. R.; SHELAKE, R. M.; SABALPARA, A. N. Trichoderma: A significant fungus for agriculture and environment. African Journal of Agricultural Research, Nairobi, v. 11, n. 22, p. 1952-1965, June 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-301

Refbacks

  • There are currently no refbacks.