Educação Sexual: Avaliação da eficiência de ações educativas em unidade escolar da cidade de Jacobina - BA / Sexual Education: Evaluation of the efficiency of educational in school unit in the city of Jacobina – BA

Mariana Carolina Damaceno Gonçalves Dias, Eduarda Batista Mendes, Wesley Pereira Duarte, Tâmara Trindade de Carvalho Santos, Marks Passos Santos, Anderson dos Santos Barbosa

Abstract


Este estudo objetivou avaliar a eficiência do desenvolvimento de ações educativas relacionadas com temas da sexualidade, em especial os métodos contraceptivos, para adolescentes em uma unidade escolar da cidade de Quixabeira no estado da Bahia. Foi realizada uma oficina envolvendo 11 adolescentes com idades entre 14 e 19 anos. Os resultados mostraram que, no sexo feminino, 3 adolescentes já possuíam vida sexual ativa (37%), sendo que desse total, 67% afirmam fazer uso de algum método contraceptivo. Com relação ao sexo masculino, os 3 adolescentes afirmaram ter vida sexual ativa (100%), porém apenas 33% afirmaram fazer uso de algum método contraceptivo. Os contraceptivos mais conhecidos por ambos os sexos foram: camisinha, pílula anticoncepcional e pílula do dia seguinte. Foi observado uma modificação positiva no conhecimento antes e depois da oficina ministrada. Sendo assim, pode-se concluir que há a necessidade de investimento em estratégias educativas desde o início da adolescência, com o objetivo de estimular o uso de preservativos e contraceptivos, reduzindo, de modo significativo, a vulnerabilidade desse público.


Keywords


educação sexual, ação educativa, adolescentes, métodos contraceptivos, saúde na escola.

References


ALVES AS. et al. Conhecimento, atitude e prática do uso de pílula e preservativo entre adolescentes universitários. Revista Brasileira de Enfermagem 2008; 61: 1.

BARBOSA LU. et al. Dúvidas e medos de adolescentes acerca da sexualidade e a importância da educação sexual na escola. Revista Eletrônica Acervo Saúde 2020; 12(4), e2921.

BARBOSA RM, KOYAMA MAH. Comportamento e práticas sexuais de homens e mulheres, Brasil 1998 e 2005. Revista Saúde Pública 2008; 42 (1): 21-33.

BRASIL. Ministério da Saúde. Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher - PNDS 2006: dimensões do processo reprodutivo e da saúde da criança. Brasília: Ministério da Saúde; 2009.

COSTENARO, RGS et al. Educação Sexual Com Adolescentes: promovendo saúde e socializando boas práticas sociais e familiares. Braz. J. of Develop. 2020; 6 (12): 100544-100560.

COTRIM, G. História Global: Brasil e Geral. 6. ed. São Paulo: Saraiva, 2002.

GONÇALVES H. Início da vida sexual entre adolescentes (10 a 14 anos) e comportamentos em saúde. Revista Brasileira de Epidemiologia 2015; 18: 25-41.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar 2012. Brasília: Ministério da Saúde; 2013.

LOPES IR. et al. Perfil do conhecimento e comportamento sexual de adolescentes. Revista Eletrônica Acervo Saúde 2020; 12(4), e3101.

MAIA, APO; SILVA, N; NORONHA, WS. Educação sexual na escola: sob o olhar do gestor e professor. Braz. J. of Develop. 2020; 6 (3): 9864-9882.

MARTINS AS, HORTA NC, CASTRO MCG. Promoção da saúde do adolescente em ambiente escolar. Revista de APS 2013; 16 (1): 112-116.

PÁSSARO, AC et al. Cultural adaptation and reliability of the questionnaire of sex education in schools. Ciência & Saúde Coletiva 2019; 24 (7) 22.

QUIRINO GS, ROCHA JBT. Sexualidade e educação sexual na percepção docente. Educar em Revista 2012; 43: 205-24.

SANTOS, BS. Introdução a uma ciência pós-moderna. 3. ed. Rio de Janeiro: Graal, 2000.

SILVEIRA GF et al. Produção científica da área da saúde sobre a sexualidade humana. Revista Saúde e Sociedade 2014; 23 (1): 302-312.

SOUSA, AP. Desigualdades nas trajetórias entre meninos e meninas nos anos finais do ensino fundamental da Ride-DF: uma análise dos dados do Censo Escolar 2012-2016. 2017. v, 81 f., il. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional) - Universidade de Brasília, Brasília, 2017.

WHO. World Health Organization. Defining Sexual Health: Report of technical consultation on sexual health 28-31 January.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-297

Refbacks

  • There are currently no refbacks.