Caracterização química e mineralógica do granítico Mairi, complexo Mairi, Chapada Diamantina, ne Brasil / Chemical and mineralogical characterization of the Mairi granite, Chapada Diamantina, ne Brazil

Geovana Lopes Soares da Silva, Jander Lopes Fonseca, Herdivânia Pires de Sousa, Beliato Santana Campos, Tercio Graciano Machado, Talita Fernanda Carvalho Gentil

Abstract


O granito Mairi, Paleoproterozoico, está inserido no Complexo Mairi, na escarpa oriental da Chapada Diamantina. Encontra-se na porção nordeste do Estado da Bahia, no município de Jacobina, na região nordeste do Brasil. Técnicas de mapeamento geológico, análise petrográfica, através de seções delgadas, química mineral por Difração de Raios-X e de rocha total por Fluorescência de Raios-X, auxiliaram para a identificação dos minerais constituintes da rocha, composição química semi-quantitativa da amostra e verificação das fases minerais do granito através da estrutura cristalina do litotipo. O Complexo Mairi possui influência magmática, sendo representado por granitóides paleoproterózoicos associados ao Complexo Itapicuru, Grupo Jacobina e a Formações Superficiais. A granitogênese caracteriza-se por rochas do tipo tonalito-trondhjemito-granodiorito, constituído por ortognaisses migmatíticos, graníticos, tonalíticos e associado a esse complexo, encontra-se os Complexos Saúde e Ipirá. A compilação de dados ratifica trabalhos anteriores quanto a classificação metaluminosa a peraluminosa do Granito Mairi, evidenciados por minerais hidratados, tanto na fase óxido, quanto na fase silicatos. Também, pode-se inferir que a granitogênese está associada a um ambiente tectônico pós-colisional e comparar o baixo potencial metalogenéticotico do granito.

 

 


Keywords


Técnicas Analíticas, Difração de Raio X, Fluorescência de Raio X.

References


BRITO NEVES, B. B. Geologia das Folhas de Upamirim e Morro do Chapéu - Ba, Brasil. Conesp, Rel. 17, 53p, 1 mapa color.,perfis geol., Recife. 1980.

CORREIA, N. Ciências da vida e da terra: ciclo das rochas. 2014. Disponível em:< http://cienciasdavidaedaterra25.blogspot.com.br/2011/09/ciclo-das-rochas.html>

Classificação das rochas. Data provável [2016?]. Disponível em:

CAMERON, E.N. “Internal structure of granitic pegmatites.” Econ. Geol. Monograph nº 2, 1949. In: BIONDI, J.C. Depósitos de Minerais Metálicos de Filiação Magmática. Editora T. A. Queiroz - SP, Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), 1986.

GRIFFON, J.C. Apresentação do Mapa Geológico (1:100.000) da Parte Central da Serra de Jacobina, Bahia. B.Paranaense de Geociências, Curitiba, nº 26, 1967.

LOUREIRO, H.S.C. (org) Mundo Novo, folha SC. 24-Y-D-IV: Estado da Bahia, texto explicativo, Brasília: DNPM, Programa Levantamentos Geológicos Básicos do Brasil). Convênio DNPM-CPRM. 1991.

LE MAÎTRE, R.W., STRECKEISEN, A., ZANETTIN, B., LE BAS, M.J., BONIN, B., BATEMAN P., BELLIENI, G., DUDEK, A., EFREMOVA, S., KELLER, J., LAMEYRE, J., SABINE, P.A., SCHMID, R., SØRENSEN, H., WOOLLEY, A.R. Igneous Rocks – A classification and glossary of terms. Recommendations of the International Union of Geological Sciences - Subcommission on the Systematics of Igneous Rocks. 2. ed. Cambridge University Press, New York, 254 p. 2002.

LEO, G. W., COX, D.P. e CARVALHO, J. P. P. Geologia da parte Sul da Serra Jacobina, Bahia, Brasil. Departamento Nacional de Produção Mineral, DGM, Boletim 209, 87p. 1964.

LIMA, M.I.C.: FONSECA, E.G. da: OLIVEIRA, E.P. el al. Geologia. In: PROJETO RADAMBRASIL. Folha SC.24 Salvador. 1981. (Levantamento de Recursos Naturais, 24), 1981.

MASCARENHAS, J.F.; SILVA, E.F.A.S. Greenstone Belt de Mundo Novo: Caracterização e Implicações Metalogenéticas e Geotectônicas no Cráton do São Francisco. Salvador: CBPM - Série Arquivos Abertos, 5. 1998.

PRESS, F.; SIEVER, R.; GROETZINGER, J. & JORDAN, T. Para entender a Terra. Ed. Artmed. 46 - 72 p. 2006.

PEDREIRA, A.J.; ARCANJO, J.B.A.; PEDROSA, C.J. et al. Projeto Bahia; Geologia da Chapada Diamantina. Relatório final. Salvador: CPRM, v.1. Convênio DNPM/CPRM. 1975.

PEARSON, W., MACÊDO, P.M., RÚBIO, A., LORENZO, C.L., KARPETA, P. Geology and gold mineralization of the Jacobina Mine and Bahia Gold Belt, Bahia, Brazil and comparison to Tarkwa and Witwatersrand. In: Rhoden, H.N., Steininger, R.C., Vikre, P.G. (Eds.). Geological Society of Nevada Symposium, 29 pp. 2005.

SGARBI, G. N. C. Petrografia macroscópica das rochas ígneas, sedimentares e metamórficas. Ed. UFMG. 2012.

STRECKEISEN, A. L. Subcomission on the Systematics of Ingeous Rocks, Comission on Petrology, International Union of Geologicas Sciences. 1978.

TEIXEIRA, W.; TOLEDO, M. C. M.; FAIRCHILD, T. R. & TAIOLI, F. Decifrando a Terra. Ed. Universidade de São Paulo e Oficina de Textos. 97 - 112 p. 2000.

TELES, G., CHEMALE Jr., F., OLIVEIRA, C.G. Paleoarchean record of the detrital pyrite-bearing, Jacobina Au–U deposits, Bahia, Brazil. Precambrian Research 258, 289-313, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-263

Refbacks

  • There are currently no refbacks.