Impacto do atendimento nutricional em parâmetros antropométricos, metabólicos e dietéticos: um estudo de coorte em diabéticos / Impact of nutritional care on anthropometric, metabolic and dietary parameters: a cohort study in diabetics

Catarina Guedes Calheiros, Juliana Maria Carrazzone Borba, Nathalia Caroline de Oliveira Melo, Alexandra Rabello Freire, Cinthia Katiane Martins Calado, Andresa Mayara da Silva Santos, Maria Goretti Pessoa De Ararujo Burgos

Abstract


Objetivo: Estudar de forma longitudinal o impacto do acompanhamento nutricional nas medidas antropométricas, no perfil lipídico, glicídico e no consumo dietético de diabetes mellitus tipo 2 (DM2) idosos. Método: Foi realizado um estudo de coorte retrospectivo com DM2 nos idosos, do ambulatório de nutrição/diabetes, do núcleo de atendimento ao idoso (NAI/UFPE), com pacientes admitidos para o tratamento dietoterápico no período de 2012 a 2018. Dados antropométricos, bioquímicos e de consumo alimentar foram coletados das fichas de acompanhamento nutricional e/ou do prontuário do NAI. Resultados: A amostra era formada predominantemente por idosos na faixa etária de 60 a 74 anos, maioria residente no Recife e região metropolitana, com 81,72% dos pacientes pertencentes ao sexo feminino. Quanto às patologias houve prevalência de hipertensão, nos paramentos antropométricos o Índice massa corporal, circunferência da panturrilha estavam dentro dos limites acetáveis, já a circunferência da cintura estava elevada. Os parâmetros bioquímicos se revelaram dentro da meta aceitável para idosos DM2. O perfil dietético apresentou redução do consumo de alimentos preditores de risco de Doenças Cardiovasculares (DCV), com exceção dos embutidos, que apresentou elevação. Além disso, houve aumento de consumo de alimentos protetores de DCV. Conclusão: Observa-se que tanto os dados antropométricos, bioquímicos e dietéticos estavam dentro da faixa aceitável para idosos DM2; com exceção da circunferência da cintura que se manteve em níveis elevados apresentando risco para DCV.


Keywords


Diabetes mellitus tipo 2, antropometria, perfil bioquímico, consumo alimentar, circunferência da cintura, idosos.

References


ALHEIROS, LMC; MENEZES, SNM; BURGOS MGP; Prevalência de fatores de risco para doenças cardiovasculares em diabéticas. Nutrición clínica y dietética Hospitalaria, v. 37, n. 1, p.75-81, 2017.

AMERICAN DIABETES ASSOCIATION. Lifestyle management. Diabetes Care, v.40, p.Suppl .1 ,p.S33-43,2017.

AMERICAN DIABETES ASSOCIATION. Lifestyle Management: Standards of Medical Care in Diabetes Care 2019;42(Suppl. 1):S46–S60.

AMORIM, T.C. et al. Perfil clínico e antropométrico de pacientes idosos com diabetes mellitus tipo 2 atendidos em ambulatório. Scientia Medica, v.27, n.3, 2017

FILHO REIS A.D. et al. Associação entre as variáveis antropométricas, perfil glicêmico e lipídico em mulheres idosas. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 14. n. 4, p. 675-686, 2011.

FERREIRA, C.L.R.A, FERREIRA, M.G. Características epidemiológicas de pacientes diabéticos da rede pública de saúde. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, v. 53, n. 1, p.80-86, 2008.

internados nos hospitais de Passo Fundo, RS. Arquivo Brasileiro Endocrinologia & Metabologia, v. 44, n. 3, p.220-226, 2000.

LISBÔA, H. R. K. et al. Prevalência de hiperglicemia não diagnosticada nos pacientes

MAGALHÃES M.E.C. Novas metas de colesterol da diretriz de dislipidemia da SBC. International Journal of Cardiovascular Sciences. v. 30, n.6, p. 466-468, 2017.

Martins M.P.S.C et al. Consumo alimentar, pressão arterial e controle metabólico em idosos diabéticos hipertensos. Revista Brasileira de Cardiologia, v. 23, n. 3, p. 162-170, 2010.

MORAIS, C.N, BURGOS, M.G.P. Prevalência de fatores associados à síndrome metabólica em uma população diabética. Revista Brasileira de Nutrição Clínica, v. 29, n. 4, p. 304-308, 2014.

PALMEIRA, M.M. Perfil epidemiológico dos pacientes diabéticos atendidos no serviço de diagnóstico em cardiologia da Universidade do estado do Pará. Revista Brasileira de Medicina, v. 68, n.2, p. 29-32, 2011.

PREVIATO H.D.R.A et al. Perfil clínico nutricional e consumo alimentar de idosos do programa terceira idade, Ouro Preto- MG. Demetra: nutrição, alimentação & saúde, v. 13, n 2, p. 375-387, 2015.

ROCHA N.P. et al. Análise de diferentes medidas antropométricas na identificação de síndrome metabólica, com ou sem alteração do metabolismo glicídico. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, v.1, n.7, p.54-7, 2010.

SAID Q. et al. Impact of Body Mass Indez on the Incidence of Cardiometabolic Risk Factors in Ambulatory Care Settings over 5 Yers or More. International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research (ISPOR), v.13, n.2, p. 265-272, 2009.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA et al. V Diretriz Brasileira de Dislipidemia e Prevenção de Aterosclerose. Arquivo Brasileiro de Cardiologia, v. 101, p.4, Sp. 1, Outubro

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes: 2017-2018/ Sociedade Brasileira de Diabetes; [ organização José Egídio Paulo de Oliveira, Renan Magalhães Montenegro Junior, Sérgio Vencio.]- São Paulo. Ed. Clannad, 2017.

WEISS A, et al. Body mass index is inversely related to mortality in elderly subjects. Journal of General Internal Medicine, v.23, n.1,p.19-24, 2007.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Physical status: The use and interpretation of anthropometry. Geneva, 1995.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Obesity: Preventing and managing the global epidemic. Report of a WHO consultation on obesity. Genova; 1997.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-249

Refbacks

  • There are currently no refbacks.