Fatores maternos relacionados à indicação de cesariana: uma revisão integrativa da literatura / Maternal factors related to cesarean indication: an integrative literature review

Maísa Olinda Silva Santos Gonçalves, Maria de Lourdes Silva, Jeffeson Diêgo Alencar Silva, Gabriela Nunes Roxa, Maria Jeanne de Alencar Tavares, Uilna Natercia Soares Feitosa Pedro, Leiliane de Queiroz Oliveira, Rafaela Nunes de Lima

Abstract


As altas taxas de cesárea no Brasil e no mundo são consideradas um problema de saúde pública, pois ela é associada a um maior número de morbimortalidade materna e fetal, principalmente quando é realizada sem uma justa indicação. O artigo trata de uma revisão integrativa da literatura com o objetivo de analisar os fatores associados à indicação de parto cesáreo. Foram selecionados e analisados treze artigos. As bases de dados utilizadas foram LILACS (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), MEDLINE e PubMed na modalidade integrada ao Portal Regional da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), utilizando os descritores (Cesárea/estatística & dados numéricos). Os artigos selecionados evidenciaram as indicações de cesárea e o perfil socioeconômico das mulheres que optaram por esta via de parto, surgindo assim, duas categorias para discussão. Os achados revelaram que as mulheres que realizam parto cesáreo têm mais de 30 anos, têm maior nível de escolaridade, são multíparas de feto único, apresentaram hipertensão ou diabetes gestacional. Como resultado ainda encontrou-se que outros fatores estão relacionados com a escolha do parto cesáreo como o medo e a falta de informação sobre os benefícios do parto normal. Espera-se contribuir para a discussão sobre a elaboração de medidas que possam garantir a segurança e saúde da mulher. Os dados podem auxiliar a gestão da maternidade nos planejamentos estratégico e operativo, visando melhorar a qualidade de vida da população feminina.

 


Keywords


Cesárea, Estatística, Dados numéricos.

References


ABREU, L.P; LIRA, R.F; SANTANA, R.L. Características obstétricas das gestantes submetidas à cesariana segundo a Classificação de Robson. Rev. enferm. UERJ ; v. 27: e37858, jan.-dez. 2019. Disponível em: < https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/en/biblio-1005084>. Acesso em 04 nov. 2020.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Aprova as Diretrizes de Atenção à Gestante: a operação cesariana. 2016. Disponível em: . Acesso em 04 nov. 2020.

CÂMARA, R. et al. Cesarean section by maternal request. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, [s.l.], v. 43, n. 4, p. 301-310, ago. 2016. Disponível em . Acesso em 04 nov. 2020.

CANDEL, V.R. et al. Analysis of Caesarean Section Rates Using the Robson Classification System at a University Hospital in Spain. Int J Environ Res Public Health. v. 17, n. 5, 2020. Disponível em: < https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/en/mdl-32121364?lang=pt>. Acesso em 04 nov. 2020.

CARLOTTO, K; MARMITT, L.P.; CESAR, J.A. Cesariana sob demanda: avaliando tendências e disparidades socioeconômicas. Rev. Saúde Pública, São Paulo, v. 54, 01, 2020. Disponível em . Acesso em 24 de novembro de 2020.

GASCHO, C.L.L et al. Predictors of cesarean delivery in pregnant women with gestational diabetes mellitus. Rev. Bras. Ginecol. Obstet., Rio de Janeiro, v. 39, n. 2, p. 60-65, Feb. 2017. Disponível em: . Acesso em 04 nov. 2020.

GUIMARÃES, R.M. et al. Fatores associados ao tipo de parto em hospitais públicos e privados no Brasil. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant., Recife, v.17, n. 3, p. 581-590 jul. / set., 2017. Disponível em: . Acesso em 04 nov. 2020.

JUSTMAN, N. et al. Lockdown with a Price: The impact of the COVID-19 Pandemic on Prenatal Care and Perinatal Outcomes in a Tertiary Care Center. Isr Med Assoc J. v. 9, n.22, p. 467-471. PMID: 32954690. Disponível em: < https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/32954690/>. Acesso em 04 nov. 2020.

KARIM, F. et al. Prevalence and factors associated with caesarean section in four Hard-to-Reach areas of Bangladesh: Findings from a cross-sectional survey. PLOS ONE. v.15, n.6, e0234249. Disponível em: . Acesso em 04 nov. 2020.

KOIVUNEN, S. et al. Pregnancy outcomes according to the definition of gestational diabetes. PLOS ONE. v.15, n.3, e0229496, 2020. Disponível em: < https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/en/mdl-32134959?lang=pt>. Acesso em 04 nov. 2020.

KOMINIAREK M.A, et al. Association Between Gestational Weight Gain and Perinatal Outcomes. Obstet Gynecol. V. 132, n.4, p.875-881. doi: 10.1097/AOG.0000000000002854. Disponível em: < https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30204701/>. Acesso em 04 nov. 2020.

MS/SVS/DASIS – Dados de 2012. Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos 2013 SINASC e SIP/ANS. 2013. Acesso em 04 nov. 2020

NASCER NO BRASIL. ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública. Disponível em: Acesso em 04 nov. 2020.

RASADOR, S.; ABEGG, C. Fatores associados à via de parto em um município da região nordeste do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Rev. Bras. Saúde Mater. Infant., Recife, v. 19, n. 4, p. 797-805, Dec. 2019. Disponível em: . Acesso em 04 nov. 2020.

REZENDE, J.M. À sombra do plátano: crônicas de história da medicina [online]. São Paulo: Editora Unifesp, 2009. A primeira operação cesariana em parturiente viva. pp. 171-172. ISBN 978-85-61673- 63-5. Available from SciELO Books .

RUDEY, E.L; LEAL; M.C; REGO, G. Cesarean section rates in Brazil. Trend analysis using the Robson classification system. Medicine, v.99, n. 17, p.1-7, 2020. Disponível em: < file:///C:/Users/rafae/Desktop/TRABALHO%20DE%20MAISA/INCLUSOS/RUDEY,%20LEAL,%20REGO%202020.pdf>. Acesso em 04 nov. 2020.

SOUZA M.T.S, SILVA M.D, CARVALHO R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein. 2010. v.8, n.1, p. 102-6, 2010. Disponível em < https://www.scielo.br/pdf/eins/v8n1/pt_1679-4508-eins-8-1-0102>. Acesso em 04 nov. 2020.

VERMA, V. et al. Prevalence and determinants of caesarean section in South and South-East Asian women. PLOS ONE. v.15, n.3, e0229906. Disponível em: < https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/en/mdl-32163440?lang=pt>. Acesso em 04 nov. 2020.

ZHANG, J, et al. Fatores associados ao parto cesáreo durante a pandemia de COVID-19: um estudo transversal em nove cidades da China. Environ Health Prev Med. v.25, n. 60, p. 1-7. Disponível em: . Acesso em 04 nov. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-177

Refbacks

  • There are currently no refbacks.