Infecção pelo vírus da diarreia viral bovina - relato de caso / Bovine viral diarrhea virus infection - case report

Andressa Schunemann Bernardes, Rafaela Dellaglio Dornelles, Patrícia Maurer Taschetto, Marcelo Fittipaldi Kleinubing, Inácio Manassi da Conceição Brandolt, Ana Paula da Costa Rodrigues, Claudia Acosta Duarte, Fernando Passon Casagrande

Abstract


A bovinocultura brasileira tem grande importância para o mercado mundial, e vem expandindo sua produção anualmente. Portanto, a melhoria da produtividade é essencial para a manutenção e competitividade desse sistema de produção. O Vírus da Diarreia Viral Bovina (BVDV) pertence à família Flaviviridae, gênero Pestivirus e possui distribuição mundial, provocando perdas significativas na bovinocultura. Em animais não prenhes a infecção pode ser assintomática ou subclínica com quadros de depressão, febre, inapetência, diarreia leve e leucopenia transitória ou mais grave com pirexia, hiperemia de mucosas, sialorréia, aparecimento de lesões ulcerativas na mucosa oral, descarga nasal, tosse e diarreia, permanecendo por até 15 dias. Já nas fêmeas prenhes causa geralmente aborto, porém se a infecção ocorrer entre 40 e 120 dias de gestação, o feto nasce imunotolerante ao vírus infectante.  Estes animais, apesar de serem soronegativos, são portadores e eliminam o vírus   em secreções e excreções. Esse animal é chamado de persistentemente infectado(PI). O objetivo deste trabalho foi descrever o caso de um bovino com Diarreia Viral Bovina que apresentou sinais clínicos de Doença das Mucosas. Foi atendida uma novilha SRD, de dois anos de idade e aproximadamente 100 kg. Conforme a anamnese o animal apresentava emagrecimento progressivo e estava subdesenvolvida em relação aos outros animais da mesma idade. Durante a inspeção e exame físico observou-se que o animal estava magro, apático, com mucosas pálidas, desidratação leve, aumento da temperatura corporal e apresentava lesões vesiculares na boca. Foi realizado coleta de material para exame virológico e sanguíneo. No exame virológico apresentou efeito citopático compatível com pestivirus bovino, o que corrobora com o quadro clínico de BVD. Na avaliação sanguínea, as alterações encontradas foram trombocitose severa, leucocitose, neutrofilia, proteína plasmática, fibrinogênio e enzima GGT estavam elevados. Após alguns dias de internação no hospital veterinário, o animal foi encontrado em decúbito lateral e hipotérmico. Foi realizada a fluidoterapia com cloreto de sódio 0,9%, vitamina B12 e dexametasona. O animal apresentou melhora do quadro, foi aplicado penicilina e flunexin meglumine. Um dia após o animal teve piora e foi realizada a eutanásia. Na necropsia, evidenciou-se um aumento de volume no fígado com abscesso associado à bactérias. Com base no laudo do exame virológico pode-se afirmar que o animal estava desenvolvendo a Doença das Mucosas crônica. A DM é causado pelo vírus BVDV citopático e é uma enfermidade gastroentérica fatal, desencadeada quando um animal PI é super infectado com o BVDV. Os abscessos hepáticos são consequências de uma alimentação inadequada, com baixa ingestão de forragem.  Assim, estabelecer medidas de prevenção e biossegurança são essenciais nas propriedades, além do diagnóstico precoce e da retirada dos animais persistentemente infectados do rebanho.

 

 


Keywords


Diarreia viral bovina; Doença das mucosas; Infecção; Bovinos.

References


A DIARREIA VIRAL BOVINA (BVDV) E OS ANIMAIS PERSISTENTEMENTE INFECTADOS (PI). Milk Point, 11 de nov. de 2019. Disponível em: https://www.milkpoint.com.br/empresas/novidades-parceiros/a-diarreia-viral-bovina-bvdv-e-os-animais-persistentemente-infectados-pi-216853/. Acesso em nov. de 2020.

SILVA, M.V.M. et al. DIARRÉIA VIRAL BOVINA: PATOGENIA E DIAGNÓSTICOS – REVISÃO DE LITERATURA. Revista científica eletrônica de medicina veterinária, Ano IX, Nº 16, São Paulo, Jan de 2011.

VIU, M.A.O. et al. Diarreia viral bovina: revisão. PUBVET, Londrina, V. 8, N. 3, Ed. 252, Art. 1670, fevereiro, 2014.

MELDAU, D.C. DIARRÉIA VIRAL BOVINA. InfoEscola, 2009. Disponível em: nfoescola.com/medicina-veterinária/diarreia-viral-bovina/. Acesso em: nov. de 2020.

DIARRÉIA VIRAL BOVINA – BVD. Agrolink, 27 de Jun. de 2008. Disponível em: https://www.agrolink.com.br/vacinas/artigo/diarreia-viral-bovina--bvd_71507.html. Acesso em: Nov. de 2020.

FLORES, Eduardo Furtado. Virologia Veterinária. Santa Maria: Ed. Da UFSM, 2007, pg 563- 591.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-147

Refbacks

  • There are currently no refbacks.