Influência do sistema de gerenciamento no incremento da produção de café solúvel: um caso no sudeste do Brasil / Management system influence on the increase of soluble coffee production: a case in southeastern Brazil

Rodrigo Pratte-Santos, Robson Martins Schwantz, Marcelo Loyola Fraga, Jocelino Antonio Demuner

Abstract


Em tempos de globalização econômica, com forte crescimento da intercambialidade de produtos entre os países ou blocos a que pertencem, aumenta-se a importância do setor industrial em buscar processos produtivos que otimizem seus recursos, maximizem seus resultados operacionais e aumentem sua vantagem competitiva no mercado em que a indústria esteja inserida. Neste cenário este estudo objetivou verificar a eficácia de um sistema de gerenciamento sobre o aumento da capacidade produtiva de café solúvel. Quanto aos métodos, utilizou-se de uma abordagem qualitativa podendo classificá-la quanto aos fins como sendo uma pesquisa descritiva e exploratória e, quanto aos meios, bibliográfica, utilizando-se ainda de um estudo de caso e pesquisa de campo. A empresa foco do estudo, está presente no setor industrial de beneficiamento de grãos de café, localizada no município de Viana, Estado do Espírito Santo. Os dados do estudo de caso foram coletados em duas fases, sendo a primeira em bibliografia para fomentar a coleta e em segundo, através de planilhas de gerenciamento de produção cedidas pela empresa, permitindo a realização de comparação dos resultados em forma de gráficos e tabelas. Os principais resultados demonstraram que o sistema gerencial presente na empresa, propiciou que ações inovadoras fossem propostas e implementadas pela equipe de produção, alcançando significativa melhora do processo produtivo evidenciando a eficácia do novo sistema empregado.


Keywords


produção; gerenciamento; café solúvel.

References


ABICS. Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel. O Café Solúvel. Disponível em: . Acesso em: 01 abr. 2015.

BLISKA, F. M. M., VEGRO, C. L. R., JUNIOR, P. C. A., MOURÃO, E. A. B., CARDOSO, C. H. S. Custos de produção de café nas principais regiões produtoras do Brasil. VI Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil. 2009.

BOLIGON, J. Produção e caracterização de carvão ativado a partir da borra de café solúvel. Dissertação. Universidade Tecnológica Federal do Paraná. 2015.

BULGACOV, S. & BULGACOV, Y. Conteúdo e Processo Estratégico: Formação, Implementação, Mudança e Resultados. IV Encontro de Estudos em Estratégia. Recife/PE, 2009. Disponível em: . Acesso em: 14 mai. 2018.

CECAFE. (2015). Resumo das exportações de dezembro de 2014. Disponível em: . Acesso em: 01 abr. 2018.

CECCONELLO, I. Adequação de um sistema de administração da produção à estratégia organizacional. 140 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia da Produção – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Cataria, Florianópolis. 2002.

CHANG, D. Y., CHANG, J. Y.-C., & VENKATARAMAPPA, V. Dynamically configuring extensible role based manageable resources. In: Google Patents. 2011.

CONCEIÇÃO, J. C. R. R., JUNIOR, R. G. E., CONCEIÇÃO, P. H. Z. Cadeia agroindustrial do café no brasil: uma análise do período recente. Radar, v.53. 2017.

CORRÊA, H. L. & CORRÊA, C. A. Administração de produção e de operações - Manufatura e serviços; uma abordagem estratégica. São Paulo: Atlas. 2005.

DILWORTH, J. B. Production and operations management: manufacturing and nonmanufacturing: Random House Trade. 1989.

FILHO, M. C. & FERNANDES, F. C. F. Strategic Manufacturing Management Paradigms (SMMPs): key elements and conceptual model. Gestão & Produção. v.12, n.3, p.333-345, set.-dez. 2005.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC. 2002.

FREITAS, M. M. B. C., FRAGA, M. A. F., SOUZA, G. P. L. Logística 4.0: Conceitos e aplicabilidade: uma pesquisa-ação em uma empresa de tecnologia para o Mercado. 2015.

GEA. Instant Coffee Plants. Disponível em: . Acesso em: 07 fev. 2018.

GIL, A. C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4ª ed. São Paulo : Atlas. p. 44-45. 2002.

GUNASEKARAN, A. Agile manufacturing: A framework for research and development. International Journal of Production Economics, v. 62, n. 1-2, p. 87-105. 1999.

HANSEN, R. Eficiência global dos equipamentos: uma ferramenta poderosa de produção/ manutenção para o aumento dos lucros. Porto Alegre: Bookman. 2006.

HEIZER, J. & RENDER, B. Administração de Operações: bens e serviços. 5ª ed. Rio de Janeiro : Livros técnicos e científicos. 2001.

KARAGIANNIS, G., & LOVELL, C. K. Productivity measurement in radial Dea models with multiple constant inputs. Eur J Oper Res (fothcoming). 2016.

KIM, S., & LEE, Y. H. The productivity debate of East Asia revisited: a stochastic frontier approach. Applied Economics, 38(14), 1697-1706. 2006.

KOPAK, S. C. Uma contribuição à gestão da produção pelo uso da teoria das restrições. Dissertação. Universidade Católica do Paraná, Curitiba. 2003.

LIMA, A. Escassez de conilon e perda de mercado. Caderno especial: cadeia produtiva do café. Agroanalysis. 2016.

MAINARDES, E. W., FERREIRA, J. & RAPOSO, M. Conceitos de Estratégia e Gestão Estratégica: qual é o nível de Conhecimento adquirido pelos estudantes de gestão? Revista FACEF PESQUISA, Franca, v. 14, n. 3, p. 278-298, set./out./nov./dez. 2011.

MCLEAN, I., & MCMILLAN, A. The concise Oxford dictionary of politics: OUP Oxford. 2009.

MOREIRA, D. A. Administração da Produção e Operações. 5 ed. São Paulo : Pioneira. 2000.

NETZ, R. B. Implantação de um sistema de gerenciamento da produção integrado em uma empresa do setor metal-mecânico para solução de problemas do sistema de gestão da produção. 2012 Disponível em: . Acesso em: 12 fev. 2018.

PAÇO, C. M. L. Uma nova economia: avaliação do impacto das Tecnologias de Informação e Comunicação na produtividade do sector hoteleiro: uma análise exploratória com o DEA. Tese de Doutorado, apresentada à Universidad de Huelva. Departamento Empresas y Marketing. Disponível em: . Acesso em: 12 mar. 2018.

REALCAFÉ. (s.d.). Institucional. Disponível em: . Acesso em: 23 mai. 2018.

ROCHA, D. R. da. Gestão da produção e operações. Rio de Janeiro : Ciência Moderna. 2008.

RODRÍGUEZ, M. C., HAŠCIC, I., & SOUCHIER, M. Environmentally Adjusted Multifactor Productivity. 2016.

MARQUES, R. H., MANFROI, J., CASTILHO, M. A. de & NOAL, M. L. Metodologia da Pesquisa e do Trabalho Científico. Campo Grande : UCDB. pp. 9, 38. 2006.

ROSE, J. C. Containing the labor costs of food service. Hospitals. 1980.

SILVA,L.C; MORELI, A. P. ; SIQUEIRA, A. J. H. Café: preparo, secagem e armazenamento. In: Alaerto Luiz Marcolan; Marcelo Curitiba Espindula,. (Org.). Café na Amazônia. 1ed.Brasília, DF: EMBRAPA. 2015.

SLACK, N. Administração da Produção. São Paulo : Atlas. 1999.

SLACK, N., CHAMBERS, S. & JOHNSTON, R. Administração da produção. 2. ed. São Paulo : Atlas. 2002.

SNOWDON, B., & VANE, H. R. An encyclopedia of macroeconomics: Edward Elgar Publishing. 2002.

STEVENSON, W. J. Administração das operações de produção. 6. Ed. Rio de Janeiro : LTC. pp. 232-245. 2001.

TUBINO, D. F. Sistemas de Produção: a produtividade no chão de fábrica. Porto Alegre: Bookman. 1999.

YIN, R. K. Estudo de caso: Planejamento e métodos. Porto Alegre : Bookman. 2001.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv4n5-227

Refbacks

  • There are currently no refbacks.