A formação crítica do educando orientada através da abordagem steam / The critical formation of the student guided through the steam approach

Tatiane Maria da Silva Dias, Adriano Minuzzo Massoni, Aline Ribeiro Tosta Graça, Carla Fonseca Rodrigues de Andrade, Geison Jader Mello

Abstract


A formação crítica do educando a décadas é fruto de diversas reflexões e também a base de diversas correntes teóricas, como a tendência histórico crítica, nessa perspectiva diversas metodologias e abordagens buscam meios para desenvolver o currículo escolar visando à formação integral do aluno, dentre elas o STEAM, acrônimo de Ciências, Tecnologia, Engenharia, Arte e Matemática, nesse contexto essa pesquisa visa analisar a relação existente entre a teoria histórico crítica e a aplicação da abordagem STEAM na formação crítica dos educandos dos anos finais do ensino fundamental. Para alcançar este objetivo a pesquisa realizou uma análise bibliográfica dos documentos curriculares nacionais, os principais pensadores que abordam a tendência histórico crítica e o conceito e a aplicação da abordagem STEAM na formação do estudante, onde constatou-se que a abordagem apresentada é coerente com o construtivismo abordado por Piaget e Vygotsky, pois os mesmos afirmam que o objetivo da educação é o desenvolvimento da autonomia do educando, e isso só é possível quando o estudante é estimulado a ser criativo, independente, capaz de resolver problemas, ou seja, ser um ser agente de sua própria aprendizagem, como preconiza a abordagem STEAM.


Keywords


Abordagem STEAM, Formação Crítica, Tendência Histórico – Crítica.

References


BACICH, L. MORAN, J. (Orgs). STEAM em sala de aula: a aprendizagem baseada em projetos integrando conhecimentos na educação básica. Porto Alegre: Penso. 2020.

. HOLANDA, Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso. 2018.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Disponível em:http://basenacionalcomum.mec.gov.br/abase/#a-base-nacional-comum-curricular. Acesso em

/08/2020.

GASPARIN, J.L. PETENUCCI, M.C. Pedagogia Histórico Crítica: da Teoria à prática no contexto escolar. Disponível:https://pedagogiaaopedaletra.com/wp-content/uploads/2012/10/PEDAGOGIA- HIST%C3%93RICO-CRITICA.pdf. Acesso em 10/09/2020

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6ºed. São Paulo: Atlas, 2008.

LAKATOS, E .M. MARCONI, M. de .A. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2011.

LORENZIN, M, P. Sistemas de Atividade, tensões e transformações em movimento na construção de um currículo orientado pela abordagem STEAM. 2019.174p. Dissertação de Mestrado. Universidade de São Paulo. São Paulo. 2019.

LUCCI. M,A. A Proposta de Vygotsky: A Psicologia Sócio histórica. Revista de currículum y formación del professorado. Espanha. 2006.https://www.academia.edu/18851252/A_proposta_de_vygotsky_a_psicologia_socio_historica. Acesso em 01/07/2020.

MATO GROSSO. Documento de Referência Curricular de Mato Grosso: Anos Finais do Ensino Fundamental. Disponível em: https://sites.google.com/view/bnccmt/educa%C3%A7%C3%A3o-infantil-e-ensino- fundamental/documento-de-refer%C3%AAncia-curricular-para-mato-grosso. Acesso em

/08/2020

NOGUEIRA. C,M, I. As teorias de aprendizagem e suas implicações no ensino de Matemática. Maringá.. v. 29, n. 1, p. 83-92, 2007.

SANTOS, E. de O. Pedagogia histórico-crítica: que pedagogia é essa? Revista Horizontes. Itatiba. v. 36, n. 2, p. 45-56, mai./ago. 2018

SAVIANI, D. Pedagogia Histórico-Crítica primeiras aproximações. 11.ed. Campinas: Autores Associados, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-101

Refbacks

  • There are currently no refbacks.