Das mutações na cultura contemporânea a uma crise de legitimidade da autoridade no social / From changes in contemporary culture to a crisis of legitimacy of authority in the social

Bruno de Andrade Reis

Abstract


Partindo da incidência de uma mutação cultural em curso na contemporaneidade, o presente trabalho objetivou analisar o declínio da autoridade no social em sua relação com o avanço das tecnociências, e do projeto moderno analisado por Canclini (1998), período em que o autor aborda o conceito de hibridação cultural. Nessa empreitada, as contribuições de Walter Benjamin sobre a autenticidade/inautenticidade da linguagem, foram de fundamental importância para uma ampliação da presente investigação, que buscou refletir enquanto um efeito desse processo, a instalação de uma “crise” de legitimidade na cultura, que recairia, também, na dimensão subjetiva e, portanto, no território dos sujeitos, no tocante, àqueles que teriam à atribuição de representar figuras de autoridade no social. Não obstante, se fez necessário, inicialmente, recorrer aos conceitos de multiculturalismo/interculturalíssimo como uma introdução para o exame do fenômeno, valorizando uma  perspectiva mais sociológica e, por conseguinte, cultural, para, em seguida, receber tratamento adequado no território do estruturalismo lacaniano, onde o conceito de identidade pôde ser articulado com o processo de subjetivação em sua relação com a identificação na teoria psicanalítica. Por fim, o estudo propõe à incidência de uma atopia que acometeria o sujeito contemporâneo, desamparado, a deriva, mobilizada por uma mixórdia no campo da linguagem. Nesse cenário, as discussões entorno das identidades ganham novo colorido ao testemunhar a liquidez entre as fronteiras daquilo que poderíamos compreender a partir de uma acepção mais nacionalista, para uma percepção de mundo, cosmopolita, globalizado, nômade e que permitiria a eclosão de novas formas de subjetivação e clínicas.

Keywords


Mutação cultural, Identidade, Subjetividade.

References


BAUMAN, ZYGMUNT O mal-estar da pós-modernidade. /Zygmunt Bauman; tradução Mauro Gama, Cláudia Martnelli Gama; revisão técnica Luís Carlos Fridman. – Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1998.

BENJAMIN, W. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e hitória da cultura. São Paulo: Editora Brasiliense, 2012.

CANCLINI, GARCIA N. Culturas hibridas. São Paulo, Editora da Universidade de São Paulo, 2015.

DOR, J. Introdução à leitura de Lacan: o inconsciente estruturado como linguagem. Porto Alegre: Artmed, 1989.

HALL, STUART. A identidade cultural da pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A editora, 2005.

LEBRUN, JEAN PIERRE. Clínica da instituição: o que a psicanálise contribui para a vida coletiva. Porto Alegre: CMC editora, 2009.

_______. Violência, paixão e discursos: o avesso dos silêncios/Caroline Salvati... [et al.]; organizadores José Antônio Perres Gediel, Vânia Regina Mercer, tradução Germaine Mandel. Porto Alegre: CMC, 2008.

_______. O futuro do ódio. Porto Alegre: CMC, 2008.

MELMAN, C. O homem sem gravidade: gozar a qualquer preço. Rio de Janeiro: Companhia de Freud, 2003.

_______. Novas formas clínicas no início do terceiro milênio. Porto Alegre: CMC Editora, 2003.

ROLNIK, SUELY. Cultura e subjetividade: saberes nômades. São Paulo: Papirus, 1997.

ROUDINESCO, E. Dicionário de Psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed. 1998.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-098

Refbacks

  • There are currently no refbacks.