Doença de Hirschsprung em paciente neonatal: um relato de caso / Hirschsprung's disease in neonatal patient: a case report

Izabelle Barreto Silva, Fabrielly Ingridy Dias Buscariol, Ilghenner Carvalho da Silva, Camilla Correa Alves de Moura, Leandro Aluísio Marques de Melo, Milena Figueiredo de Sousa

Abstract


A Doença de Hirschsprung (DH) é uma malformação congênita que afeta a motilidade intestinal pela ausência de gânglios autônomos durante a embriologia intestinal. Nesse contexto, a região aganglionar torna-se aperistáltica, constituindo um obstáculo ao trânsito intestinal. O objetivo deste estudo é descrever um caso de Doença de Hirschsprung (DH) em um paciente e discutir sobre o método de diagnóstico e tratamento empregado no recém-nascido. Consistiu-se em um estudo observacional, do tipo relato de caso, no qual obtiveram-se através de dados por meio de prontuário fornecido por uma Instituição Hospitalar Pública do município de Anápolis-GO. O paciente neonatal apresentou um quadro de distensão abdominal e ausência de eliminação de mecônio nas 48 primeiras horas de vida. O diagnóstico da doença de Hirschsprung deu-se por meio da avaliação da sintomatologia, estudo histopatológico e radiografia de abdome. Como medida terapêutica realizou-se uma laparotomia exploratória e ressecção do segmento aganglionar com reanastomose do intestino até o ânus preservando os músculos do esfíncter anal pela técnica de abaixamento transanal de Soave. Por se tratar de uma doença rara e pouco conhecida faz-se necessário um breve conhecimento da patologia e da atuação da equipe multidisciplinar para descartar os diagnósticos diferenciais existentes e iniciar o tratamento o mais breve possível.

 


Keywords


Doença de Hirschsprung; Distensão abdominal; Constipação crônica; Aganglionose; Megacólon congênito.

References


CALDERON, M. G.; DUARTE, A. A. B.; CALDERON, A. C. B. S. Doença de Hirschsprung (megacólon congênito). In: CALDERON, M. G.; DUARTE, A. A. B.; CALDERON, A. C. B. S. Sociedade Brasileira de Pediatria. PROPED Programa de Atualização em Terapêutica Pediátrica: Ciclo 5. Porto Alegre: Artmed Panamericana; 2018. p. 29-47.

TJADEN, N. E. B.; TRAINOR, P. A. The developmental etiology and pathogenesis of Hirschsprug disease. Translational Research. Mosby, vol. 162, n. 1, p. 1-15, julho, 2013.

LOURENÇÃO, P. L. T. A. Desafios diagnósticos da Doença de Hirschsprung: aplicabilidade de novos métodos imunohístoquimicos e endoscópicos. Botucatu: UNESP, 2012. 126 páginas. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Patologia da Faculdade de Medicina de Botucatu, Botucatu, 2012.

VIEIRA, M. C.; NEGRELLE, I. C. K.; WEBBER, K. U.; GOSDAL, M.; TRUPPEL, S. K.; KUSMA, S. Z. Conhecimento do pediatra sobre o manejo da constipação intestinal funcional. Revista Paulista de Pediatria. Curitiba, PR, vol. 34, n. 4, p. 425-431, junho, 2016.

KFOURI, C. F. A. et al. Doença de Hirschsprung com aganglionose colônica total associado a sinais clínicos atípicos em um recém-nascido. Relatos Casos Cirúrgicos. Araraquara, SP, vol. 4, setembro, 2018.

NETO, C. L. S.; BRITO, R. O.; PEREIRA, B. N.; ANDRADE, M. M. A.; BRAGA, V. M.; SOUSA, C. R.; GOMES, M. A. P. Doença de Hirschsprung: um relato de caso. Revista Educação em Saúde. Anápolis, GO. Vol. 6, n. 2, dezembro, 2018.

SABBAGA, César. MEGACÓLON CONGÊNITO (MOLÉSTIA DE HIRSCHSPRUNG). In: Adauto Dutra M.B et al., Tratado de Pediatria: Sociedade Brasileira de Pediatria. 4ª Edição. Barueri, SP: Manole, 2017. Capítulo 19, 2141-2152.

SERAFINI, Suellen. Utilização da biópsia de mucosa e submucosa retal para o diagnóstico da Moléstia de Hirschsprung. 2017. Dissertação (Mestrado em Pediatria) - Faculdade de Medicina, University of São Paulo, São Paulo, 2017.

WONG, C. W. Y., LAU, C. T., CHUNG, P. H. Y., LAM, W. M. W., WONG, K. K. Y., & TAM, P. K. H. The value of the 24-h delayed abdominal radiograph of barium enema in the diagnosis of Hirschsprung’s disease. Pediatric Surgery International. Hong Kong. vol. 31,1, 11–15, janeiro, 2015.

Villar MAM, Jung MP, Cardoso LCA, Cardoso MHCA, Junior JCL. Doença de Hirschsprung: experiência com uma série de 55 casos. Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. 2009; 9(3): 285-291.

Gilbert MJ, Mello DF, Lima RAG. Experiências de mães de filhos com doença de hirschsprung: subsídios para o cuidado de enfermagem. Esc. Anna Nery. 2009; 13(4): 793-801.

Anbardar, M. H., Geramizadeh, B. & Foroutan, H. R. Evaluation of Calretinin as a New Marker in the Diagnosis of Hirschsprung Disease. Iran. J. Pediatr. 25, e367 abril, 2015.

Granström, AL, Wester, T. Mortality in Swedish patients with Hirschsprung disease. Pediatric surgery international. 2017;33(11):1177-1181.

Langer JC. DOENÇA DE HIRSCHSPRUNG. In: Holcomb III GW, Murphy JP, Ostlie DJ. Ashcraft – Cirurgia Pediátrica. 6º edição. Rio de Janeiro. GEN Guanabara Koogan. 2017. 316-330.

HAY JR., William W.; LEVIN, Myron J.; DETERDING, Robin R.; ABZUG, Mark J. CURRENT Diagnóstico e Tratamento: Pediatria. 22. ed. Porto Alegre: Artmed, 2016.

ROMANELI, M. T. N.; RIBEIRO, A.F.; BUSTORFF-SILVA, J. M.; CARVALHO, R. B.; LOMAZI, E. A. Doença de Hirschsprung – Dismotilidade intestinal pós-cirúrgica. Revista Paulista de Pediatria. Campinas, SP, vol. 34, n. 3, fevereiro, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-092

Refbacks

  • There are currently no refbacks.