Resposta da soja (Glycine Max L.) À aplicação de Nitrogênio na forma de ureia em diferentes doses e estádios fenológicos / Response of soybeans (Glycine Max L.) To the application of urea Nitrogen in different doses and phenological stages

Alfredo Henrique dos Santos, Karin Coppetti, Ariel Anderson Graumann, José Luiz Tragnago

Abstract


Em soja, vários foram os avanços genéticos e tecnológicos conquistados nas últimas décadas, o que a tornou um dos principais cultivos de exploração econômica. Visto a importância que esta cultura representa no cenário mundial, várias experiências trazem novamente à tona a viabilidade da utilização de fertilizantes nitrogenados em soja para incrementos produtivos. A fixação biológica é a principal fonte de N para a soja, porém alguns estudos apontam a eficiência do uso de fertilizantes nitrogenados para a obtenção de altas produtividades. Frente a isso, esse trabalho buscou avaliar a resposta da soja à aplicação de nitrogênio na forma de ureia em diferentes doses e estádios fenológicos da cultura. As doses utilizadas foram de 0, 30, 60 e 90 kg de N por hectare, sem o uso de inoculantes. Os tratamentos foram aplicados em dois estádios fenológicos: R1 – início do florescimento e R3 – início da formação de vagens. Os parâmetros avaliados foram produção por hectare e peso de cem sementes. De acordo com os resultados obtidos, não houve incremento significativo de produção, de modo que as médias não diferiram estatisticamente entre si, reforçando a inviabilidade da utilização de fertilizantes nitrogenados em soja.


Keywords


Viabilidade, Eficiência, Produção, Incremento.

References


BAHRY, Carlos André, et al. Características morfológicas e componentes de rendimento da soja submetida à adubação nitrogenada. Revista Agrarian, 2013. Disponível em: . Acesso em: 03 de abril de 2019.

CARAFFA, Marcos, et al. Indicações técnicas para a cultura da soja no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, safras 2018/2019 e 2019/2020. Disponível em: . Acesso em: 12 de maio de 2019.

CENSO AGROPECUÁRIO – IBGE. Resultados do censo agro 2017. Soja Grão – Rio Grande do Sul. Disponível em: . Acesso em: 12 de maio de 2019.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB. Acompanhamento da Safra Brasileira de Grãos-Observatório Agrícola, 2017/2018. Oitavo levantamento – maio/2019. Disponível em: . Acesso em: 10 de maio de 2019.

CRISPINO, Carla Cripa, et al. Adubação nitrogenada na cultura da soja. Londrina, Embrapa soja 2001. Comunicado técnico 75. Disponível em: . Acesso em: 09 de maio de 2019.

EMBRAPA SOJA. Soja em números - Safra 2017/2018. 2018. Disponível em: . Acesso em: 10 de maio de 2019.

GASSEN, Dirceu N. A necessidade de nitrogênio em soja. 2002. Disponível em: . Acesso em: 15 de maio de 2019.

LOPES, Alfredo Scheid. Manual Internacional de Fertilidade do Solo. Nitrogênio. Associação Brasileira para Pesquisa da Potassa e do Fosfato - POTAFOS. 2ª Ed., revisada e ampliada – Piracicaba - SP, 1998. p. 46-57.

MENDES, Iêda de Carvalho et al. Adubação nitrogenada suplementar tardia em soja cultivada em latossolos do Cerrado. Disponível em: . Acesso em: 10 de maio de 2019.

SANTOS NETO, J.T. et al. Adubação nitrogenada, com e sem inoculação de semente, na cultura da soja. Faculdades Associadas de Uberaba – FAZU. Uberaba – MG, 2013, n.10, p.8-12. Disponível em: . Acesso em: 10 de maio de 2019.

WESLEY, T.L.; LAMOND, R.E. In-season Fertilization for High Yield Soybean Production. Better Crops with Plant Food, Atlanta, n.2, p.6-7, 2001.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-084

Refbacks

  • There are currently no refbacks.