Conhecimento nutricional e perfil de adultos vegetarianos residentes no estado do Rio de Janeiro/ Nutritional knowledge and profile of vegetarian adults resident in the state of Rio de Janeiro

Ingrid Silva Braucks, Barbara Albernaz de Oliveira, Thaiane Ingrid Silva de Oliveira, Raquel Moraes de Oliveira, Luciana Trajano Ribeiro Manhães, Alessandra da Silva Pereira, Elaine Cristina de Souza Lima

Abstract


Devido à expansão do número de vegetarianos e à escassez de trabalhos que busquem a caracterização dessa população, o presente estudo tem como objetivo avaliar o conhecimento nutricional e apresentar o perfil dos indivíduos vegetarianos residentes no estado do Rio de Janeiro. Trata-se de um estudo transversal, observacional, descritivo, realizado de janeiro a agosto de 2019, com vegetarianos adultos residentes no estado do Rio de Janeiro. Para a avaliação do perfil dos vegetarianos foram utilizados questionários sociodemográficos, de perfil de consumo, além da Escala de Conhecimento Nutricional do National Health Interview Survey Cancer Epidemiology. Ambos foram preenchidos no Google forms e divulgado em diferentes redes sociais. O banco de dados foi elaborado com auxílio de planilha Excel®. A análise dos dados foi descritiva e os resultados apresentados em valor percentual. O estudo foi aprovado pelo comitê de ética sob número 2.838.962-2018 e somente participaram aqueles que assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE), eletrônico. Segundo os entrevistados, 88,4% utilizavam a Internet como fonte de preparações, 32,1% fazia acompanhamento nutricional e 20,65% obteve como resultado alto conhecimento nutricional. Tais dados sugerem a necessidade de ações em Educação Alimentar e Nutricional voltadas para esse público, além da capacitação dos profissionais de saúde.


Keywords


Alimentação, nutrição, vegetariano.

References


SLYWITCH E. Guia alimentar de dietas vegetarianas para adultos. 1o ed. São Paulo: Sociedade Vegetariana Brasileira; 2012. 68 p.

CRAIG WJ, MANGELS AR, American Dietetic Association. Position of the American Dietetic Association: vegetarian diets. J Am Diet Assoc. 2009;109(7):1266–82.

CULLUM-DUGAN D, PAWLAK R. Position of the Academy of Nutrition and Dietetics: Vegetarian Diets. J Acad Nutr Diet. 2015;115.

WINCKLER M. Vegetarianismo: elementos para uma conversa sobre. 2o ed. Florianópolis: Rio Onze; 1997.

IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística- IBOPE inteligência. Pesquisa de opinião pública sobre vegetarianismo. Brasil: IBGE; 2018 abr p. 28. Report No.: JOB0416.

DORARD G, MATHIEU S. Vegetarian and omnivorous diets: A cross-sectional study of motivation, eating disorders, and body shape perception. Appetite. 2021;156:104972.

BARRANHA SGW. Alimentação Vegetariana em Idade Pediátrica: Riscos, benefícios e recomendações [Mestrado]. [Porto, Portugal]: Integrado em Medicina submetido no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar; 2017.

FRESÁN U, SABATÉ J. Vegetarian Diets: Planetary Health and Its Alignment with Human Health. Adv Nutr Bethesda Md. 2019;10(Suppl_4):S380–8.

CRN - Conselho Regional de Nutrição. Vegetarianismo. Parecer Técnico CRN-3 No 11/2015. CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS, 3a REGIÃO; 2015.

MARTÍNEZ-GONZÁLEZ MÁ, VÁZQUEZ-RUIZ Z. Patrón de dieta pro-vegetariana y mortalidad general. Rev Chil Nutr. 2014;41(4):367–71.

TEIXEIRA R DE CM DE A, MOLINA M DEL CB, ZANDONADE E, MILL JG. Risco cardiovascular em vegetarianos e onívoros: um estudo comparativo. Arq Bras Cardiol. 2007;89(4):237–44.

WEFFORT V., LAMOUNIER J.A. Nutrição em Pediatria: da infância a adolescência. Barueri, São Paulo: Manole; 2017.

BARONI L, GOGGI S, BATTINO M. Planning Well-Balanced Vegetarian Diets in Infants, Children, and Adolescents: The VegPlate Junior. J Acad Nutr Diet , 2019; 119(7):1074.

RIBEIRO MF, BERALDO RA, TOUSO MF DE S, VASSIMON HS. Ingestão alimentar, perfil bioquímico e estado nutricional entre vegetarianos e não vegetarianos. Arq Ciênc Saúde. 2015;22(3):58–63.

SILVEIRA JAC DA, MENESES SS, QUINTANA PT, SANTOS V DE S. Association between overweight and consumption of ultra-processed food and sugar-sweetened beverages among vegetarians. Rev Nutr. 2017;30(4):431–41.

CASSIA R. Vegetarianismo: a influência da mídia nos hábitos alimentares dos vegetarianos [Trabalho de Conclusão de Curso Especialização]. [São Paulo]: Universidade Paulista; 2017.

BRIGNARDELLO G J, HEREDIA P L, PAZ OCHARÁN S M, DURÁN A S. Conocimientos alimentarios de vegetarianos y veganos chilenos. Rev Chil Nutr. 2013;40(2):129–34.

HARNACK L, BLOCK G, SUBAR A, LANE S, BRAND R. Association of cancer prevention-related nutrition knowledge, beliefs, and attitudes to cancer prevention dietary behavior. J Am Diet Assoc. 1997;97(9):957–65.

SCAGLIUSI FB, POLACOW VO, CORDÁS TA, COELHO D, ALVARENGA M, PHILIPPI ST, et al. Tradução, adaptação e avaliação psicométrica da Escala de Conhecimento Nutricional do National Health Interview Survey Cancer Epidemiology. Rev Nutr. 2006;19(4):425–36.

QUEIROZ CA, SOLIGUETTI DFG, MORETTI SL DO A. As principais dificuldades para vegetarianos se tornarem veganos: um estudo com o consumidor brasileiro. DEMETRA Aliment Nutr Saúde. 2018;13(3):535–54.

CROXFORD S, GUPTA D, BANDYOPADHYAY M, ITSIOPOULOS C. An evaluation of dietary intakes of a selected group of South Asian migrant women with gestational diabetes mellitus. Ethn Health. 2018;1–17.

OLFERT MD, WATTICK RA. Vegetarian Diets and the Risk of Diabetes. Curr Diab Rep. 2018; 18 (11): 101.

HNID K. Low-Calorie Vegetarian Versus Mediterranean Diets for Reducing Body Weight and Improving Cardiovascular Risk Profile: CARDIVEG Study (Cardiovascular Prevention With Vegetarian Diet)”. Circulation. 2018;138(6):653–4.

KWOK CS, GULATI M, MICHOS ED, POTTS J, WU P, WATSON L, et al. Dietary components and risk of cardiovascular disease and all-cause mortality: a review of evidence from meta-analyses. Eur J Prev Cardiol. 2019;26(13):1415–29.

FERREIRA PG, MIRAGLIA F. Os desafios de ser vegetariano na “terra do churrasco”. HÍGIA Rev Ciênc SAÚDE OESTE BAIANO. 2017.

MOLENTO CFM. Senciência animal. Curitiba: Universidade Federal do Paraná; 2005. 9 p.

PERES É, APARECIDA J, APARECIDA M, FRANCISCO P. Avaliação da oferta nutricional de dietas vegetarianas do tipo vegana. Revista Intellectus 2016;1:21.

HOUWER JD, BRUYCKER ED. Implicit attitudes towards meat and vegetables in vegetarians and nonvegetarians. Int J Psychol. 2007;42(3):158–65.

ABONIZIO J. Conflitos à mesa: Vegetarianos, consumo e identidade. Rev Bras Ciênc Sociais. 2016;31(90):115.

PITANGA FJG, BECK CC, PITANGA CPS. Atividade Física e Redução do Comportamento Sedentário durante a Pandemia do Coronavírus. Arq Bras Cardiol., 2020; 11 . http://dx.doi.org/10.36660/abc.2020023.

SHINN C, SALGADO R, RODRIGUES D. Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física: o caso de Portugal. Ciênc Saúde Coletiva. 2020;25:1339–48.

RAIOL R. Physical exercise is essential for physical and mental health during the COVID-19 Pandemic. Brazilian Journal of Health Review (BJHR)2020;3:2804–13.

Pesquisa de Orçamentos Familiares - POF | IBGE 2017/2018. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/saude/24786-pesquisa-de-orcamentos-familiares-2.html.

RIZZO G, LAGANÀ A, RAPISARDA A, LA FERRERA G, BUSCEMA M, ROSSETTI P, et al. Vitamin B12 among Vegetarians: Status, Assessment and Supplementation. Nutrients. 2016;8(12):767.

RÄSÄNEN M, NIINIKOSKI H, KESKINEN S, HELENIUS H, TALVIA S, RÖNNEMAA T, et al. Parental nutrition knowledge and nutrient intake in an atherosclerosis prevention project: the impact of child-targeted nutrition counselling. Appetite. 2003;41(1):69–77.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-050

Refbacks

  • There are currently no refbacks.