Uveíte anterior hiperaguda e seu diagnóstico diferencial com endoftalmite endógena em paciente com sopro cardíaco – Um relato de caso / Hyperacute anterior uveitis and its differential diagnosis with endogenous endophthalmitis in a patient with a heart murmur – A case report

Luciane Tsuji, Priscila Sonoda, Ivan Pedro Cardeal, Débora Fardim Mota, Débora Yoshimatsu Izelli

Abstract


As uveítes são caracterizadas por inflamação envolvendo principalmente o trato uveal, embora também possa ocorrer inflamação dos tecidos adjacentes, como retina, nervo óptico e humor vítreo1. O diagnóstico é baseado na anamnese completa do paciente, exame oftalmológico e avaliação sistêmica e laboratorial pertinente. Além dos sinais clássicos, a presença de fibrina e hipópio auxilia no diagnóstico diferencial, pois estão presentes nas endoftalmites , uveítes associadas ao HLA-B27 ou condições neoplásicas. O tratamento, com uso de midriáticos/cicloplégicos e esteróides tópicos, é necessário para redução de sintomas e prevenção de complicações e, portanto, deve ser iniciado precocemente2.

 

 


Keywords


uveíte, hiperaguda, endoftalmite, hipópio, fibrina.

References


AGRAWAL R.V., MURTHY S., SANGWAN V., BISWUAS J. Current approach in diagnosis and management of anterior uveitis. Indian J Ophthalmol. 2010;58(1):11-9. Review.

EHLERS, J. P.; SHAH, C. P. Manual de doenças oculares do Wills Eye Hospital: diagnóstico e tratamento no consultório e na emergência. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2015. cap. 4, p. 358-363

PAVÉSIO, C.E.N. Uveítes. Arq. Bras. Oftalmologia 56, (2), 1993; 55-61

BIRNBAUM, A.D. et al. Bilateral Simultaneous Onset Nongranulomatous Acute Anterior Uveitis. Arch Ophthalmol. 2012, Vol. 130 (n 11).

SADIQ, M.A. et al. Endogenous endophthalmitis: diagnosis, management, and prognosis. J Ophtalmic Inflamm Infect. 2015; 5:32

NOVOSAD B.D., CALLEGAN M.C. Severe bacterial endophthalmitis: towards improving clinical outcomes. Expert Rev Ophthalmol. 2010;5(5):689–698.

KANSKI, Jack J. Oftalmologia Clínica. 5ª ed. Editora Elsevier.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-034

Refbacks

  • There are currently no refbacks.