Mapeamento e modelagem de processos de um centro de distribuição utilizando a filosofia Lean/ Mapping and modeling processes of a distribution center using Lean philosophy

Andrey Sartori, Rubens de Oliveria, Rosicley Nicolau de Siqueira, Moisés Phillip Botelho, Anderson Nunes Vieira

Abstract


Os Centros de Distribuição são capazes de atender as demandas dos clientes geograficamente localizados de forma rápida e econômica, tendo como objetivo minimizar os impactos de localização para produção e/ou serviços, oferecendo estoques no tempo necessário e a um custo justo para os agentes de uma Cadeia de Suprimentos. A importância estratégica que os CDs possuem para as empresas torna-se necessário a uma atenção na sua gestão, pois a maior parte dos processos logísticos é executada dentro desse ambiente, refletindo na agilidade da Cadeia de Suprimentos. Nesse sentido o presente trabalho pretende mostrar a importância de mapear e modelar os processos internos de um Centro de Distribuição utilizando praticas Lean de melhoria contínua. Identificando as restrições e desperdícios buscando sua eliminação ou redução, trazendo uma discussão dos principais aspectos relacionados à distribuição de produtos. Os resultados obtidos mostram que a diminuição de desperdícios nos macros processos como recebimento, armazenamento e expedição são alcançados com êxito, e por tanto, esse trabalho pode ser usando como referencia para implantação de outros CDs que buscam maximizar suas operações.

 


Keywords


Centros de Distribuição, Lean, Processos.

References


BERTAGLIA, P. R. Logística e gerenciamento da cadeia de abastecimento. São Paulo: Saraiva, 2015.

BOWERSOX, Donald J. & CLOSS, David J. (2001) - Logística empresarial: o processo de integração da cadeia de suprimento. São Paulo: Atlas, 594p.

CHING, Hong Yuh. Estão de estoques na cadeia de logística integrada – supply chain. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2001. 194 p.

DIAS L. T. Rafael, 2006, Conceitos de Manufatura Enxuta Aplicada a Indústria de

Suprimentos, Tese de M. SC, Faculdade de Engenharia de Produção, Juiz de Fora, MG, Brasil.

DRESCH, A. et al. Design Science Research: método de pesquisa para avanço da ciência e tecnologia. Porto Alegre: Bookman, 2015. 204p.

GARCÍA, J. M. S., CELIS, O. L. M., - 2012. Centro internacional de logística y cadena de suministro, Instituto Tecnológico y de Estudios Superiores de Monterrey, México. Vol. 28, N0. 124, pp. 23-43.

GIL, A. C. – 2008. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo:Atlas.

LACERDA, Leonardo (2000) - Armazenagem estratégica: analisando novos conceitos. Centro de Estudos em Logística (CEL), COPPEAD/UFRJ.

LAMBERT, D. M.; COOPER, M.C.; PAGH, J.D. Supply Chain Management: Implementation issues and research opportunities. The International Journal of Logistics Management, v. 9, n. 2, 1998.

ROTHER, M.; SHOOK, J. Aprendendo a enxergar: Mapeando o fluxo de valor para agregar valor e eliminar o desperdício. São Paulo: LeanInstitute Brasil, 2003.

OHNO, Taiichi. O Sistema Toyota de Produção: Além da Produção em Larga

Escala, Editora Bookman. 2006.

STOREY, J., Emberson, C., READE, D., - 2009. The barriers to customer responsive supply chain management, Vol. 25 Iss: 3, pp.242 – 260.

SLACK, Nigel. et al. Administração da produção. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

WOMACK, J. P.; JONES, D. T. A mentalidade enxuta nas empresas: Elimine desperdício e crie riqueza. 9. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-026

Refbacks

  • There are currently no refbacks.