Composição mineral da casca, semente e arilo da Romã durante o desenvolvimento do fruto / Mineral composition of the skin, seed and aril of the Pomegranate during the development of the fruit

Elny Alves Onias, Railene Hérica Carlos Rocha Araújo, Tádria Critiane Furtunato de Sousa, Agda Malany Forte de Oliveira, Thais Batista de Queiroga

Abstract


A comercialização de romã tem aumentado e despertado o interesse de fruticultores no Brasil, porém, o conhecimento da qualidade e da viabilidade comercial do fruto in natura é incipiente na nossa região. Desta forma, este trabalho teve como objetivo estudar as principais mudanças na composição mineral da romã (cv. Molar) em diferentes estágios de desenvolvimento do fruto. Foram selecionadas plantas adultas, vigorosas e sadias para a marcação de flores, em um pomar comercial localizado na Fazenda Águas de Tamanduá, em Sousa-PB. Os frutos foram colhidos e analisados em diferentes estágios de desenvolvimento, aos 60, 70, 80, 90 e 100 dias contabilizados a partida da antese e imediatamente após a colheita foram transportados para o laboratório de Tecnologia Pós-Colheita de Frutos e Hortaliças, da Universidade Federal de Campina Grande, campus de Pombal/PB. Para cada colheita foi utilizada uma amostragem de 20 frutos. Foi avaliada a composição mineral, da casca, arilo e semente. Os dados foram submetidos à análise de variância (p≤0,05) e regressão. Houve redução no teor dos minerais analisados no arilo da romã com o avanço da maturação do fruto. Essa tendência também foi registrada nas demais partes do fruto (casca e semente), com exceção do nitrogênio, do potássio e do cálcio presentes na casca. O maior teor dos minerais analisados foi registrado na

Keywords


Punica granatum L, Amadurecimento, Minerais.

References


BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Lei Nº 10831, de 23 de dezembro de 2003. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Diário Oficial da União, Brasília, Seção 1, p. 8, 24 dez. 2003.

CEAGESP. http://www.ceagesp.gov.br/comunicacao/arquivo/2011. Acessado em 05 de agosto de 2017.

FAWOLE, O.A, OPARA,U.L. Changes in physical properties, chemical and elemental composition and antioxidant capacity of pomegranate (cv. Ruby) fruit at five maturity stages. Scientia Horticulturae, v.150, p.37–46, 2013.

FERREIRA, D. F. Sisvar: um sistema computacional de análise estatística. Ciência e agrotecnologia, Lavras, v. 35, n. 6, p. 1039-1042, 2011.

GOZLEKCI, S; ERCISLI, S; OKTUREN, F; SONMEZ, S. Physico- chemical characteristics at three development stages in pomegranate cv.’Hicaznar’. Hort. Agrobot. Cluj, v.39, n.1, p. 241-245, 2011.

LORENZI, H.; BACHER, L.; LACERDA, M.; SARTORI, S. Frutas brasileiras e exóticas cultivadas. São Paulo: Instituto Plantarum de Estudos da Flora, 2006.

MALAVOLTA, E.; VITTI, G.C.; de OLIVEIRA, S.A. Avaliação do Estado nutricional das Plantas: princípios e aplicações. 2.ed. Piracicaba : POTAFOS. 1987. 319p.

MOREIRA, I, dos S. Qualidade da romã ‘Molar’ submetida a temperaturas de armazenamento e biofilmes comestíveis. 2014. 89p. Dissertação: Mestrado em Sistemas Agoindustriais. UFCG, Pombal, Pb. 2014.

MOREIRA, I.S dos. Biometria e componentes físico-químicos de romã armazenada sob-refrigeração. Pesq. Agropec. Trop. Goiânia, v. 45, n. 2, p. 209-215, 2015.

MIRDEHGHAN, S.H., RAHEMI, M. Seasonal changes of mineral nutrients and phenolics in pomegranate (Punica granatum L.). Fruit. Sci. Hortic, v.111, p.120–127, 2007.

MORI,T.E.S. Metabolismo do nitrogênio durante a fase do desenvolvimento reprodutivo da soja. Dissertação (mestrado).Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, SP.1981.

NUNCIO-JA´UREGUI, N; MUNERA-PICAZO. S; CALIN-SANCHEZ, A. Carbonell-Barrachina. Bioactive compound composition of pomegranate fruits removed during thinning. Journal of Food Composition and Analysis, v. 37, p.11–19, 2015.

SADEGHI, Hossein. Department of Horticulture, College of Agriculture, Sari University of Agricultural Sciences and Natural Resources, P.O. Box, April 2010. TERUEL, B. J. M. Tecnologias de resfriamento de frutas e hortaliças. Revista Brasileira de Agrociência, v.14, n.2, p.199-220, 2010.

SILVA, I.M.B.R. Biometria e qualidade da romã orgânica durante o armazenamento. 2013. 36p. Dissertação (Mestrado em Sistemas Agroindustriais), Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar , Universidade Federal de Campina Grande, Pombal PB. 2013.

SOUZA, J.F.de; AMARAL,V.A; ALVES, T.F.R; BATAIN, F; CRESCENCIO, K.M.M.de; BARROS, C.T. de; RIOS, A.C; CHAUD, M.V. Polyphenolsisolatedfrom pomegranate juice (Punica granatum L.):Evaluationof physical-chemical propertiesby FTIRand quantificationof total polyphenols and anthocyaninscontente. Brazilian Journal of Development., Curitiba, v. 6, n. 7, p. 45355-45372,jul. 2020.

VERMA, N; MOHANTY, A; LAL, A. Pomegranate genetic resources and germplasm conservation: a review. Fruit Veg. Cereal Sci. Biotechnol, v.4, n.2, p. 120-125, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n12-657

Refbacks

  • There are currently no refbacks.