Influência do extrato de Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir sobre a qualidade fisiológica em sementes de Mimosa caesalpiniifolia (Benth)/ Influence extract of Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir on the physiological quality Mimosa caesalpiniifolia (Benth) seeds

Guilherme Vinicius Gonçalves de Pádua, Andréa Celina Ferreira Demartelaere, Maria Luiza de Souza Medeiros, Joyce Naiara da Silva, Marília Hortência Batista Silva Rodrigues, Hailson Alves Ferreira Preston, Damiana Cleuma de Medeiros, Adriana dos Santos Ferreira, Tadeu Barbosa Martins Silva, Roseano Medeiros da Silva

Abstract


Devido à ênfase na propagação de espécies florestais da Caatinga como a Mimosa caesalpiniifolia Benth., ressalta-se a necessidade de gerar informações sobre o comportamento fisiológico em função do uso do extrato da Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir, espécie que apresenta potencial alelopático, devido à alta concentração de taninos vegetais responsáveis por interferir ou alterar o funcionamento das plantas, contribuindo na busca por defensivos agrícolas e diminuição do uso de herbicidas sintéticos, dentre outros. Deste modo, o objetivo do trabalho foi avaliar a influência do extrato foliar de jurema preta sobre a qualidade fisiológica em sementes de sabiá. O experimento foi conduzido no Laboratório de Sementes Florestais (LSF) da UFRN. O extrato de jurema preta foi feito através da pesagem de 300 g de folíolos e imersos em 3 L de água destilada por um período de 24 horas pelo método de maceração estática e diluído em água destilada esterilizada (ADE) nas concentrações: 0, 5, 10, 15, 20, 30, 50, 90 e 100%. As sementes de sabiá foram obtidas da Biosementes®. Analisou-se a percentagem e o índice de velocidade de germinação, bem como o comprimento da parte aérea e raiz primária e a massa seca da parte aérea e sistema radicular das plântulas. O delineamento foi em DIC, com 9 tratamentos (0, 5, 10, 15, 20, 30, 50, 90 e 100%) e quatro repetições de 25 sementes. Os dados foram submetidos ANOVA e regressão polinomial no Assistat. Verificou-se que, nas concentrações mais baixas do extrato, apresentou efeito positivo sobre a fisiologia do sabiá, enquanto nas altas concentrações dos extratos foliares de M. tenuiflora, apresentou interferências nas avaliações fisiológicas. As concentrações 5, 10, 15, 20 e 30% proporcionaram alta qualidade fisiológica em sementes, enquanto as de 50, 90 e 100% comprometeram a fisiologia das sementes de M. caesalpiniifolia.


Keywords


Alelopatia, Sementes florestais, Vigor.

References


AL-WAKEEL, S. A. M.; GABR, M. A.; HAMID, A. A.; ABU-ELSOUD, W. M. Allelopathic effects of Acacia nilotica leaf residue on Pisum sativum L. Allelopathy Journal, v. 19, n. 2, p. 411-422, 2007.

AMORIM, H. V.; JOSEPHSON, R. V. Water soluble protein and non protein components of Brazilian Green coffes beans. Journal of Food Science, v. 40, p. 1179-1185, 1975.

AZEVEDO, T. K. B.; PAES, J. B.; CALEGARI, L.; SANTANA, G. M. Teor de Taninos Condensados Presente na Casca de Jurema-Preta (Mimosa tenuiflora) em Função das Fenofases. Floresta e Ambiente, v. 24, p. 2-7, 2017.

BARBOSA, T. R. L.; SOARES, M. P.; BARROSO, D. G. Plantio do sabiazeiro (Mimosa caesalpiniifolia) em pequenas e médias propriedades. Niterói: Programa Rio Rural, 2008.

BENTO, S. R. S. O.; SANTOS, A. E. O.; MELO, D. R. M.; TORRES, S. B. Eficiência dos testes de vigor na avaliação da qualidade fisiológica de sementes de mulungu (Erythrina velutina Willd.). Revista Brasileira de Sementes, v. 32, n. 4, p. 111-117, 2010.

BEZERA, D. A. C. Estudo Fitoquímico, Bromatológico e Microbiológico de Mimosa tenuiflora (Wild) Poir e Piptadenia stipulaceae (Benth) Ducke. 2008, 63 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) – Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande-PB, 2008.

BLUM, U. Plant-Plant allelopathic interactions: Phenolic Acids, Crop Cover and Weed Emergence. London, Springer, Dordrecht, Heidelberg. 2011.

BONFIM, F. P. G.; MENEZES, G. M. T.; GOMES, J. A. O.; TEIXEIRA, D. A.; MENDOZA, J. D. S.; PARREIRAS, N. S. Alelopatia: el potencial de las plantas medicinales en el control de espécies espontâneas. Revista Centro Agrícola, v. 45, n. 1, p. 78-87, 2018.

BRASIL. Regras para análise de sementes. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília: MAPA/ACS, 2009. 399 p.

BRASIL. Instruções para Análises de Sementes de Espécies Florestais. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília: Mapa, 2013. 97 p.

BRITO, I. C. A.; SANTOS, D. R. Alelopatia de espécies arbóreas da caatinga na germinação e vigor de sementes de feijão macaçar. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 7, p. 129-140, 2012.

BRUNO, R. L. A.; ALVES, E. U.; OLIVEIRA, A. P.; PAULA, R. C. Tratamentos pré-germinativos para superar a dormência de sementes de Mimosa caesalpiniaefolia Benth. Revista Brasileira de Sementes, v. 23, p. 136-143, 2001.

CARMO, F. M. S.; BORGES, E. E. L.; TAKAKI, M. Alelopatia de extratos aquosos de canela-sassafrás (Ocotea odorífera (Vell.) Rohwer). Acta Botânica Brasílica, v. 21, p. 697-705, 2007.

COMIOTTO, A.; MORAES, D. M.; LOPES, N. F. Potencial alelopático de extratos aquosos de aroeira sobre germinação e crescimento de plântulas de alface. Scientia Agraria Paranaensis, v. 10, n. 3, p 23-31, 2011.

COSTA, T. G.; BIANCHI, M. L.; PROTÁSIO, T. P.; TRUGILHO, P. F.; PEREIRA, A. J. Qualidade da madeira de cinco espécies de ocorrência no Cerrado para pro¬dução de carvão vegetal. Cerne, v. 20, n. 1, p. 37-46, 2014.

CRUZ-ORTEGA, R.; ANAYA, A. L.; HERMÁNDEZ, B. E.; LAGUNA, G. Effects of allelochemical stress produced by Sicyos deppei on seedling root ultraestructure of Phaseolus vulgaris and Curcubita ficifolia. Journal of Chemical Ecology, v. 24, p. 2039-2057, 1998.

FERREIRA, A. G.; ÁQUILA, M. E. A. Alelopatia: Uma área emergente da ecofisiologia. Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, v. 12, p. 175-204, 2000.

FRANÇA, A. C.; SOUZA, I. F.; SANTOS, C. C.; OLIVEIRA, E. Q.; MARTINOTTO, C. Atividades alelopáticas de nim sobre o crescimento de sorgo, alface e picão-preto. Ciência e agrotecnologia, v. 32, p. 1374-1379, 2008.

FRANÇA NETO, J. B.; KRZYZANOWSKI, F. C.; HENNING, A. A. A importância do uso de sementes de soja de alta qualidade. Informativo Abrates, Londrina, v. 20, n. 1-2, p. 37-38, 2010.

GOETZE, M.; THOMÉ, G. C. H. Efeito alelopático de extratos de Nicotianatabacum e Eucalyptusgrandissobre a germinação de três espécies de hortaliças. Revista Brasileira de Agrociência, n. 10, p. 43-50, 2004.

HARTMANN, H. T.; KESTER, D. E.; DAVIES JUNIOR, F. T.; GENEVE, R. L. Plant propagation: principles and practices. 6th ed. New Jersey: Prentice Hall, 1997. 770 p.

IDEMA, Perfil do Rio Grande do Norte, Governo do Rio Grande do Norte, Natal, 2013. 191 p.

MAGUIRE, J. D. Speed of germination-aid in selection and evaluation for seedling emergence and vigour. Crop Science, v. 2, p.176-177, 1962.

MELO, L. A.; ABREU, A. H. M.; LELES, P. S. S.; SILVA, D. T. Qualidade e crescimento inicial de mudas de Mimosa caesalpiniifolia Benth. produzidas em diferentes volumes de recipientes. Ciência Florestal, v. 28, n. 1, p. 47-55, 2018.

NAKAGAWA, J. Testes de vigor baseados no desempenho das plântulas. In: KRZYZANOWSKI, F. C.; VIEIRA, R. D.; FRANÇA NETO, J. B. Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina: ABRATES, 1999. p. 2.1-2.24.

OLIVEIRA, A. K; DIOGENES, F. E. P; COELHO, M. F. B; MAIA, S. S. S. Alelopatia em extratos de fruto de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. – Rhamnaceae). Acta Botanica Brasilica, v. 23, n. 4, p. 1186-1189. 2009.

OLIVEIRA, A. K; COELHO, M.F.B; MAIA, S. S. S; DIOGENES, F.E.P; MEDEIROS FILHO, S. Atividade alelopática de extratos de diferentes partes de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. – Rhamnaceae). Acta Botânica Brasílica, v. 26, n. 3, p. 685-690, 2012.

PAES, J. B.; DINIZ, C. E. F.; MARINHO, I. V. Avaliação do potencial tanífero de seis espécies florestais de ocorrência no semiárido brasileiro. Cerne, v. 12, n. 3, p. 232-238, 2006.

PIÑA-RODRIGUES, F. C. M.; LOPES, B. M. Potencial alelopático de Mimosa caesalpinaefolia Benth. sobre sementes de Tabebuia Alba (Cham) Sandw. Floresta e Ambiente, v. 8, p. 130-136, 2001.

PRESOTTO, R. A.; PEREIRA, M. G.; ZONTA, E.; MATTIELLO, E. M. Influência do Al3+ em solução nutritiva no crescimento de três espécies florestais utilizadas na recuperação de áreas degradadas. Ciência Florestal, v. 28, n. 1, p. 384-392, 2018.

QUEIROZ, G. M. Germinação, vigor e capacidade de armazenamento de semente de sorgo granífero, Sorghum bicolor (L.) Moench. 1979. 64 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 1979.

REICHEL, T.; BARAZETT, J. F.; STEFANELLO, S.; PAULERT, R.; ZONETTI, P. C. Allelopathy of leaf extracts of jatropha (Jatropha curcas L.) in the initial development of wheat (Triticum aestivum L.). Idesia, v. 31, n. 1, p. 45-52, 2013.

RIBEIRO, L. O.; BARBOSA, S.; BALIEIRO, F. P.; BEIJO, L. A.; SANTOS, B. R.; GOUVEA, C. M. C. P.; PAIVA, L. V. Fitotoxicidade de extratos foliares de barbatimão [Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville] em bioensaio com alface. Revista Brasileira de Biociências, v. 10, p. 220-225, 2012.

SANTANA, D. G.; RANAL, M. A.; MUSTAFA, C. V.; SILVA, R. M. G. Germination meansurements to evaluate allelopathic interactions. Allelopathy Journal, v. 17, p. 43-52, 2006.

SILVA, F. A. S. ASSISTAT: Versão 7.7 beta. DEAG-CTRN-UFCG – Atualizado em 01 de abril de 2014. Disponível em: http://www.assistat.com. Acesso em: 02 de fevereiro de 2019.

SILVEIRA, P. F.; MAIA, S. S. S.; COELHO, M. F. B. Allelopathy potential of Mimosa tenuiflora (willd.) Poir. Aqueous leaf extract of Lactuca sativa L. Germination. Bioscience Journal, v. 28, n. 3, p. 472-477, 2012a.

SILVEIRA, P. F.; MAIA, S. S. S.; COELHO, M. F. B. Potencial alelopático do extrato aquoso de cascas de jurema preta no desenvolvimento inicial de alface. Revista Caatinga, v. 25, n. 1, p. 20-27, 2012b.

SOARES, G. L. G. Inibição da germinação e do crescimento radicular de alface (cv. Grand Rapids) por extratos aquosos de cinco espécies de Gleicheniaceae. Floresta e Ambiente, v. 7, p. 190-197, 2000.

SOUSA, F. S.; SANTANA, J. A. S.; CANTO, J. L. Avaliação da Alelopatia de Extratos de Jurema-Preta (Mimosa tenuiflora) na Germinação de Alface (Lactuca sativa). In: IV CONEFLOR – III SEEFLOR, 4. 2013, Vitória da Conquista – BA. Resumo Expandido. Vitória da Conquista: UESB, 2013, p. 160-165.

TEIXEIRA, C. T. M.; PIRES, M. L. L. S. Análise da Relação Entre Produção Agroecológica, Resiliência e Reprodução Social da Agricultura Familiar no Sertão do Araripe. RESR, v. 55, n. 1, p. 47-64, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-454

Refbacks

  • There are currently no refbacks.