Práticas seguras na administração de antineoplásicos em oncologia pediátrica / Safe Practices in the Administration of Antineoplastics in Pediatric Oncology

Cicera Brena Calixto Sousa, Cesarina Excelsa Araújo Lopes da Silva, Nahyanne Ramos Alves Xerez, Janaina Calisto Moreira, Paula Andréa Rebouças Leite, Diana Carla Pereira da Silva, Lívia Karine Silva Mendes, Caren Nádia Soares de Sousa

Abstract


Introdução: O uso correto de medicação é um dos protocolos primordiais para a segurança do paciente. Assim, a constante busca pela excelência da assistência ao paciente oncológico culminou no surgimento de um dos desafios da enfermagem: a segurança do paciente pediátrico oncológico. Objetivo: Analisar a prática de enfermagem na segurança do paciente em oncologia pediátrica, no uso seguro de medicamentos antineoplásicos. Método: Estudo descritivo, abordagem quantitativa e qualitativa. Realizado no município de Fortaleza-CE, em um Hospital de referênciaemsaúde da criança, no período de agosto a novembro de 2017. A coleta se deu por formulário e entrevista semi estruturada. Os dados foram analisados pelo programa estatístico Statistical Package for Social Sciences - SPSS (versão 25.0). Respeitou-se a resolução n° 466/2012, do Conselho Nacional de Saúde. A pesquisa foi submetida ao Comitê de Ética e Pesquisa e aprovada sob o número de parecer 2.134.417.  Resultados: A amostra foi composta por 13 profissionais de enfermagem, nas quais os resultados evidenciaram o conhecimento escasso e capacitação insuficiente sobre medicamentos antineoplásicos e sua administração e que alguns confundem os tratamentos das diferentes complicações. Tal fator reflete a possibilidade de erros com conseqüentes danos, inclusive irreversíveis, ao paciente pediátrico. Conclusão: Garantir a segurança do paciente requer ações de diferentes naturezas, desde a formação profissional até a mudança das práticas de saúde e enfermagem. A adoção de novas metodologias de ensino que incorporem esses conceitos é urgente, sendo este um tema a ser explorado em novas pesquisas.


Keywords


Quimioterápicos, Segurança do Paciente, Erros de Medicação, Enfermagem.

References


Fundap. Curso de especialização profissional de nível técnico em enfermagem. Livro de Oncologia. São Paulo, 2012.

Ribeiro, Talita dos Santos; SANTOS, Valdete Oliveira. Segurança do Paciente na Administração de Quimioterapia Antineoplásica: uma Revisão Integrativa. Revista Brasileira de Cancerologia; v.61, n. 2, p. 145-153, 2015. Disponível em: Acesso em 08 Nov 2016. http://www1.inca.gov.br/rbc/n_61/v02/pdf/09-revisao-de-literatura-seguranca-do-paciente-na-administracao-de-quimioterapia-antineoplasica-uma-revisao-integrativa.pdf

Criado, Paulo Ricardo et al. Reações tegumentares adversas relacionadas aos agentes antineoplásicos: parte II. An. Bras. Dermatol., Rio de Janeiro , v. 85, n. 5, p. 591-608, Oct. 2010. . Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-

&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962010000500002.

Hemorio. Protocolos de Enfermagem: Administração de quimioterapia antineoplásica no tratamento de hemopatias malignas. Ed. 1º. Rio de Janeiro, 2010.

Cofen. Conselho federal de enfermagem. Resolução cofen-210/1998. Dispõe sobre a atuação dos profissionais de enfermagem que trabalham com quimioterápico antineoplásicos. Rio de janeiro (brasil): cofen; 1998. http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-2101998_4257.html

Cofen. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN-257/2001. Acrescenta dispositivo ao Regulamento aprovado pela Resolução do COFEN Nº 210/98, facultando ao Enfermeiro o preparo de drogas quimioterápicas antineoplásicas. Rio de Janeiro (Brasil): COFEN; 2001.http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-2572001_4295.html

Dal, Sasso G.T.M; Barbosa S.F.F. Segurança do Paciente: Rumo à Promoção da Cultura da Segurança. Aula ministrada para o Curso de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde. Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina. 2010.

Aspden. P. et al. (ed.). Committee on identifying and preventing medication. 2007.https://www.nap.edu/read/11623/chapter/1

Washington, DC: The National Academies Press, 2007; 544 p.

Minayo. O desafio do conhecimento: Pesquisa Qualitativa em Saúde. 9.ed. São 73. Paulo: Hucitec, 2006.

Minayo, M.C.S. (Org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 29 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

Camelo, SHH, Silva VLS, Laus AM, Chaves LDP. Perfil profissional de enfermeiros atuantes em unidades de terapia intensiva de um hospital de ensino. Cienc y Enferm. 2013; 18(3): 51-62. Disponible en: https://scielo.conicyt.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0717-95532013000300006&lng=es. http://dx.doi.org/10.4067/S0717-95532013000300006.

Correia JN, Albach LSP, Albach CA. Extravasamento de quimioterápicos: conhecimentos da equipe de enfermagem. Revista Ciência & Saúde. 2011; 4(1): 22-31. http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faenfi/article/view/9151/6627

Benner, P. From novice to expert: excellence and power in clinical nursing practice. Menlo Park (EUA): Addison-Wesley; 1984.

Amador DD, Gomes IP, Coutinho SED, Costa TNA, Collet N. Concepções dos enfermeiros acerca da capacitação no cuidado à criança com câncer. Textocontexto - enferm. 2011; 20(1): 94-101. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072011000100011&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072011000100011.

Remón CA. La percepción del riesgo: del paciente informado al paciente consecuente. MonografíasHumanitas [Internet]. 2004. Available from: http://www.fundacionmhm.org/pdf/Mono8/Articulos/articulo3.pdf.

Cavalcante AKCB. Cuidado seguro ao paciente: contribuições da enfermagem. Revista Cubana de Enfermería, [S.l.], v. 31, n. 4, dic. 2015. ISSN 1561-2961. Disponible en: . Data de acesso: 15 jul. 2018

Wong. Fundamentos de Enfermagem Pediátrica. 7 ed. Rio de Janeiro, 2014.

Cassiani SHB, Miasso AI, Silva AEBC, Fakih FT, Oliveira RC. Aspectos gerais e número de etapas do sistema de medicação de quatro hospitais brasileiros. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2004;12(5):781-9. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692004000500012&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692004000500012.

Bohomol E, Ramos LH. Erro de medicação: importância da notificação no gerenciamento da segurança do paciente. Rev. bras. enferm. 2007; 60(1): 32-6. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672007000100006&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672007000100006.

Oliveira PS. Comunicação Terapêutica Em Enfermagem Revelada Nos Depoimentos De Pacientes Internados Em Centro De Terapia Intensiva. RevistaEletrônica de Enfermagem, Goiânia, v. 7, n. 1, dez. 2006. ISSN 1518-1944. https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/861

BRASIL. Ministerio da Saude. Segurança do paciente. 2012. Disponível em http://www.new.paho.org/bra, 2012.

Honório RPP, Caetano JA, Almeida PC. Validação de procedimentos operacionais padrão no cuidado de enfermagem de pacientes com cateter totalmente implantado. Rev Bras Enferm [Internet]. 2011 Sept/Oct [cited 2014 Jan 26];64(5):882-9. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reben/v64n5/a13v64n5.pdf.

Vargas MAO, Luz AMH. Práticas seguras do/no cuidado de enfermagem no contexto hospitalar: é preciso pensar sobre isso e aquilo. Enferm. Foco. 2010; 1(1): 23-7.

Coren. Conselho Regional de Enfermagem. Dosagem de Medicamentos como Responsabilidade do Enfermeiro. Parecer COREN – BA Nº 021/2013.

Cofen. Conselho Federal de Enfermagem. Higienização das mãos em ambiente hospitalar: uso de indicadores de conformidade. Janeiro, 2018.

Fakih FT, Freitas GF, Secoli SR. Medicação: aspectos éticos legais no âmbito da enfermagem. RevBrasEnferm 2009; 62(1): 132-5). Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672009000100020&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672009000100020.

Mutti CF, Paula CC, Souto MD, Revista Brasileira de Cancerologia 2010; 56(1): 71- 83 Assistência à Saúde da Criança com Câncer na Produção Científica Brasileira.Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-

05822014000100099&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822014000100016.

TAVARES, Mariana Bezerra; OLIVEIRA, Jamile Rocha; SILVA, Valnélia Fraga; SILVA JUNIOR, Geraldo Bezerra; BENDICHO, Maria Teresita; XAVIER, Rosa Malena Fagundes. Caracterização das reaçõesadversas a quimioterápicosem um hospital filantrópico. Brazilian Journal Of Health Review, [S.L.], v. 3, n. 2, p. 2317-2326, 2020. Brazilian Journal of Health Review. http://dx.doi.org/10.34119/bjhrv3n2-083.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-404

Refbacks

  • There are currently no refbacks.