Abordagem Cirúrgica Intraútero De Hidropisia Fetal Decorrente De Malformação Adenomatoide Cística Pulmonar / Intrauterine Surgical Approach to Fetal Hydrropsy Resulting from Cystic Adenomatoid Pulmonary Malformation

Vitor Nunes, Guilherme Ferreira, Giovanna Pardini, Pedro Arcalá, Augusto Brandão

Abstract


Introdução: A Malformação Adenomatoide Cística Pulmonar (MACP) caracteriza-se pela presença de hiperplasia adenomatoide epitelial do pulmão. É uma condição congênita rara, responsável por quadros de insuficiência aguda respiratória em recém-nascidos e geralmente é negligenciada como hipótese diagnóstica. Nesse sentido, a cirurgia intraútero ganha espaço ao ser uma alternativa terapêutica inovadora e resolutiva. Descrição do caso: E.V.D, sexo feminino, 38 anos, sem comorbidades, G2PC1A0, gestante de 22 semanas é encaminhada para realização de primeira consulta no dia 08/04/2019, no serviço de medicina fetal do Hospital das Clínicas - UFMG, devido a alterações pulmonares a ultrassonografia (US) fetal (03/04/2019). Nessa US, foi observada a presença de uma área cística complexa lobulada, de cerca de 2cm de diâmetro no pulmão esquerdo, sugestiva de MACP do tipo I de Stocker, e ascite de pequeno volume, caracterizando hidropisia fetal. Em nova US (11/04/2019) constatou-se presença de derrame pericárdico leve. Discussão: A MACP é caracterizada por proliferação dos bronquíolos terminais pulmonares, que coalescem formando cistos no parênquima pulmonar. O diagnóstico pode ser realizado através da US pré-natal, em que são visualizadas estruturas císticas pulmonares, sendo geralmente unilobular e unilateral. Devido ao seu efeito de massa, podem gerar compressão do parênquima pulmonar, ocasionando hipoplasia, e desvio do mediastino, seguido de insuficiência cardíaca. Além disso, há prejuízo do retorno venoso, resultando em acúmulo de líquidos e quadros como hidropisia com derrame pleural e polidrâmnio. Assim, a primeira conduta adotada é o acompanhamento, por meio de US seriadas e, diante da presença de sinais de alerta ou lesões extensas, está indicada a realização de cirurgia intrauterina por meio de derivação tóraco-amniótica, punção torácica e derivação contínua por meio de cateter. Conclusão: Conclui-se que a realização de US no pré-natal é essencial para o diagnóstico precoce e acompanhamento de malformações. Além disso, apesar de rara, a MACP deve ser cogitada como hipótese diagnóstica por ser responsável por insuficiência respiratória e cardíaca ao nascimento. Ainda não há consenso quanto ao manejo nesse quadro e as atuais técnicas de abordagem cirúrgica intraútero surgem como uma nova proposta terapêutica, visando reduzir as complicações pré e pós-natais, tendo, na maioria dos casos, caráter curativo.


Keywords


Malformação Adenomatoide Cística Congênita do Pulmão, Doenças do Recém-Nascido, Desenvolvimento Fetal, Intervenção Cirúrgica.

References


Giubergia, V et al. Malformação adenomatoide cística congênita: características clínicas, conceitos patológicos e tratamento em 172 casos. J. Pediatr. (Rio J.), Porto Alegre, v. 88, n. 2, p. 143-148, Apr. 2012.

Ferreira, HPC; Fisher, GB; Felicetti, JC; Camargo, JJP; Andrade, CF. Tratamento cirúrgico das malformações pulmonares congênitas em pacientes pediátricos. J. Bras. Pneumol; v. 36, n. 2, p. 175-180, 2010.

Souza, JA et al. Malformação adenomatóide cística pulmonar em crianças: análise de 10 casos. Arquivos Catarinenses de Medicina. v. 32, n. 4, 2003.

Stocker, JT; Madewell, J; Drake, R. Congenital cystic adenomatoid malformation of the lung: Classification and morphologic spectrum. Human Pathology. v. 8, n. 2, Mar. 1977, p. 155-171.

Kim, HK et al. Treatment of Congenital Cystic Adenomatoid Malformation: Should Lobectomy Always Be Performed? Ann Thorac Surg. v. 86, Jan. 2008, p. 249–253.

Malformação adenomatoide cística pulmonar: achados clínicos e radiológicos. Dr.Pixel. Campinas. 2018.

Viggiano, MB et al. Diagnóstico e conduta pré-natal em malformação adenomatóide cística pulmonar fetal: apresentação de um caso. Rev. Bras. Ginecol. Obstet., Rio de Janeiro, v. 27, n. 6, p. 353-356, June 2005.

Santos, NCF; Monte, RRL; Tavares, FAF; Oliveira, RCL; Melo, MM; Couto, JJV. Cystic adenomatoid malformation approach. JOURNAL OF SURGICAL AND CLINICAL RESEARCH, v. 10, n. 1, p. 39-46, 13 Jun. 2019.

Adzick NS, Harrison MR, Flake AW, Howell LJ, Golbus MS, Filly RA. Fetal surgery of cystic adenomatoid malformation of the lung. J Pediatr Surg. 1993 Jun; v. 28, n. 6, p. 806-812.

Pereira, HC et al. Malformação Adenomatoide Cística. Revista Médica de Minas Gerais. v. 18, n. 4, 2008, p. 284-286.

Fan, D et al. Successfully treated congenital cystic adenomatoid malformation by open fetal surgery. Medicine (Baltimore). v. 96, n. 2, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-384

Refbacks

  • There are currently no refbacks.