Dinâmica populacional de monotagma densiflorum (KOERN.) K. Schum. (CANTAN), familia Marantaceae em floresta manejada de terra firme na região de Moju-PA / Population dynamics of monotagma densiflorum (KOERN.) K. Schum. (CANTAN), familia Marantaceae in forest managed from firm land in Moju-PA region

Charlys Roweder, Alan Augusto Nobre Feitosa, Robson Carlos Pereira de Melo, Luis Pedro de Melo Plese, Moacyr Cunha Filho, Victor Casimiro Piscoya, Renisson Neponuceno de Araújo Filho, Norma Giovanna Da Silva Pereira Plese, Davi Gonçalves Pinto

Abstract


 Foi avaliada a dinâmica populacional de Monotagama densiflorum K. Schum.- Marantaceae, em clareiras que variaram de 231 m2 e 748 m2, em uma floresta tropical úmida de terra-firme em Moju-PA, após sua exploração seletiva. A partir da borda de cada clareira foram marcadas quatro faixas de 10 m x 50 m nas direções Norte, Sul, Leste e Oeste. Para a avaliação da população da espécie, foram implantadas três parcelas de 2m x 2m em cada faixa, na borda da clareira, a 20 m e a 40 m da borda da clareira. Para o estudo da dinâmica, foi utilizada a equação matemática denominada taxa de regeneração natural (TR%), o ingresso (I%) e a mortalidade (M%). Os dados foram analisados nos programas SYSTAT 11.0, através da análise de variância de três fatores (direções, distâncias e o período de três anos). A taxa média da TR foi 5,36%, mas não houve diferença significativa dos valores de TR% em função das distâncias e das direções; houve diferenças significativas nos valores de TR em função dos três anos de estudos, enfatizando que essa espécie logo após a exploração florestal, atingiu uma taxa de regeneração alta, provavelmente por causa da grande quantidade de nutrientes. O mesmo aconteceu com ingresso e mortalidade, que apenas em relação aos anos mostrou diferenças significativas. O tamanho das clareiras apresentou também diferenças significativas, gerando três grupos distintos. Monotagma densiflorum K. Schum, sofreu influência das distâncias do centro das clareiras para o interior da floresta e pelo tamanho das clareiras, comportando-se como espécie tolerante à sombra.


Keywords


Monotagma densiflorum K. Schum, clareiras, regeneração natural, espécie não madeireira, dinâmica de populações.

References


BARTON, A.M.; FETCHER, N.; REDHEAD, S. 1989. The relationship between treefall gap size and light flux in a Neotropical Rain Forest in Costa Rica. Journal of Tropical Ecology, 5: 437-439.

BECKER, P., RABENOLD, P.E., IDOL, J.R.; SMITH, A.P. 1988. Water potential gradients for gaps and slopes in a Panamanian tropical moist forest’s dry season. Journal of Tropical Ecology, 4: 173-184.

BECKER, P., NORHARTINI, S. & YAHYA, R. 1999. Root architecture and root shoot allocation of shrubs and saplings in two lowland tropical forests: implications for life-form composition. Biotropica 31: 93-101.

BROKAW, N. V. L. 1985. Treefalls, regrowth, and community strusture in a tropical forest. Ecology, 66(3): 682-687.

BROKAW, N.V.L. 1986. Seed dispersal, gap colonization, and the case of Cecropia insignis. In: Estrada, A.; Fleming, T. H.(Eds). Frugivores and seed dispersal. W. Junk Publishers, Dordrecht, p.323-331.

BROWN, N. 1993. The implications of climate and gap microclimate for seedling growth conditions in a Bornean lowland rain forest. Journal of Tropical Ecology, 9: 153-168.

CANHAM, C.D. 1988. An index for understory light levels in and around canopy gaps. Ecology, 69: 1634-1638.

CARVALHO, J. O. P. de. 1992. Structure and dynamics of a logged over Brasilian Amazonian rain forest. PhD Thesis, Oxford University, Oxford. 215p.

CARVALHO, L.M.T.; FONTES, M.A.L.; OLIVEIRA FILHO, A.T. 2000. Tree species distribution in canopy gaps and mature forest in an area of cloud forest of the Ibitipoca Range, south-eastern Brazil. Plant Ecology, 149: 9-22.

COSTA, D.H.M. 2000. Dinâmica da composição florística e crescimento de uma área de terra-firme na Flona do Tapajós após a colheita de madeira. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Ciências Agrárias do Pará. Belém, Pará. 81 p.

COSTA, D.H.M.; SILVA, J.N.M.; CARVALHO, J.O.P. de. 2002. Ingresso e mortalidade de árvores após colheita de madeira em área de terra-firme na Floresta Nacional do Tapajós. Revista de Ciências Agrárias, 38: 119-126.

DALLING, J.W.; HUBBELL,S. P. 2002. Seed size, growth rate and gap microsites conditions as determinants of recruitment success for pioneer species. Journal of Ecology, 90: 557-569.

DENSLOW, J.S. 1980. Gap partitioning among tropical rainforest trees. Biotropica, 12: 47-51.

DENSLOW, J.S. 1996. Functional group diversity and responses to disturbance. In: Orians, G.H.; Dirzo, R.; Cushman, J.H.(Eds). Biodiversity and Ecosystem Processes in Tropical Forests. Springer-Verlag, Berlin. p.127-151.

DENSLOW, J.S.; HARTSHORN, G.S. 1994. Tree-fall gap environments and forest dynamics processes. In: Mcdade, L.A.; Bawa, K.S.; Hespenheide, H.A.; Hartshorn, G.S. (Eds). La Selva: Ecology and Natural History of a Neotropical Rain Forest. University of Chicago Press, Chicago, p.120-127.

DIRZO, R.; HORVITZ, C. C.; QUEVEDO, H.; LÓPEZ, M. A. 1992. The effects of gap size and age on the understorey herb community of a tropical Mexican rain forest. Journal of Ecology, 80: 809-822.

GEORGE, L.O.; BAZZAZ, F.A. 1999. The fern understory as an ecological filter: emergence and establishment of canopy-tree seedlings. Ecology, 80: 833-845.

HORVITZ, C.C.; SCHEMSKE, D.W. 1994. Effects of dispersers, gaps, and predation on dormancy and seedling emergente in a tropical herb. Ecology, 75: 1949-1958.

HOWE, H.F. 1990. Habitat implications of gap geometry in tropical forests. Oikos, 59: 141-144.

HUBBELL, S.P. & FOSTER, R.B. 1986. Canopy gaps and the dynamics of a neotropical forest. In: Crawley, M.J.(Ed). Plant Ecology. Blackwell Scientific, Oxford, p. 77-96.

JARDIM, F. C. da S. 1995. Comportamento da regeneração natural de espécies arbóreas em diferentes intensidades de desbaste por anelamento, na região de Manaus-AM. Tese Doutorado, Universidade Federal de viçosa, Viçosa, MG, 169p.

JARDIM, F. C. da S.; SOUZA, A. L. de; BARROS, N. F. de; SILVA, A. F.; MACHADO, C.C.; SILVA, E. 1995. Dinâmica da vegetação arbórea com DAP<5,0cm na Estação Experimental de Silvicultura Tropical do INPA, Manaus-AM. Boletim da FCAP, 24: 7-32,

JARDIM, F.C.S.; SOUZA, A.L.; SILVA, A.F.; BARROS, N.F.; SILVA, E.; MACHADO, C.C. 1996. Agrupamento das espécies arbóreas de uma floresta equatorial na região de Manaus-AM. Boletim da FCAP, 26: 7 – 29.

LIMA, R. A. F. de. 2005. Estrutura e regeneração de clareiras em Florestas Pluviais Tropicais. Revista Brasil Botânica, 28(4): 651-670.

LIMA FILHO, D.A. 1995. Caracterização florística de 3 hectares de floresta de terra firme na região do rio Urucu. Dissertação de Mestrado. INPA/UFAM. Manaus, AM. 162 p.

LIMA FILHO, D.A; REVILLA, J.; COÊLHO, L.S.; RAMOS, J.F.; SANTOS, J.L.; OLIVEIRA, J.G. 2002. Regeneração natural de três hectares de floresta ombrófila densa de terra firme na região do rio Urucu, Amazonas, Brasil. Acta Amazonica, 32: 555-570.

LINDLEY, J. 1826. Calathea violacea. Botanical Register 12: t.962.

MALHEIROS, M. A. B. 2001. Caracterização do fluxo de radiação fotossinteticamente ativa, irradiância espectral e relação vermelho: vermelho extremo em clareiras da exploração florestal seletiva, em Moju-Pará, Brasil. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Ciências Agrárias do Pará, Belém, Pará. 93p.

MORY, A. de M. 2000. Comportamento de espécies arbóreas em diferentes níveis de desbaste por anelamento de árvores. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Ciências Agrárias do Pará, Belém, Pará. 100p.

NAPPO, M. E.; GRIFFITH, J. J.; MARTINS S. V.; MARCO JÚNIOR P. de; SOUZA, A. L. e OLIVEIRA FILHO, A. T. de. 2005. Dinâmica da estrutura diamétrica da regeneração natural de espécies arbóreas e arbustivas no sub-bosque de povoamento puro de Mimosa scabrella Bentham, em área minerada, em Poços de Caldas, MG. Revista Árvore, 29(1): 35-46.

PEARSON, T.R.H.; BURSLEM, D.F.R.P.; GOERIZ, R.E.; DALLING, J.W. 2003. Interactions of gap size and herbivory on establishment, growth and survival of three species of neotropical pioneer trees. Journal of Ecology, 91: 785-796.

PINTO, A.C.M.; SOUZA, A.L. de; SOUZA, A.P. de; MACHADO, C.C.; MINETTE, L. J.; VALE, A.B. do. 2002. Análise de danos de colheita de madeira em floresta Tropical úmida sob regime de manejo florestal sustentado na Amazônia ocidental. Revista Árvore, 26(4): 459-466.

PUTZ, F. E. 1984. The natural histoy of lianas on Barro Colorado Island, Panama. Ecology, 65: 1713-1724.

SANTOS, P. L. dos; SILVA, J. M. L. da; SILVA, B.N.R. da; SANTOS, R.D. dos; REGO, G.S. 1985. Levantamento semi-detalhado dos solos e avaliação da aptidão agrícola das terras para culturas de dendê e seringueira. Projeto Moju, Pará: Relatório técnico. Rio de Janeiro: Embrapa / SNLCS. 192p.

SCHNITZER, S.A.; CARSON, W.P. 2000. Have we forgotten the forest because of the trees? Trends in Ecology and Evolution, 15: 375-376.

SCHORN, L.A.; GALVÃO, F. 2006. Dinâmica da regeneração natural em três estágios sucessionais de uma floresta ombrófila densa em Blumenau, SC. Revista Floresta, 36(1): 59-74

SCOLFORO, J. R. S.; PULZ F. A.; MELLO J. M. e OLIVEIRA FILHO A. T. de. Modelo de produção para Floresta Nativa como base para Manejo Sustentado. UFV/MG, 2002. (www.ufv.org.br).

SERRÃO, D.R.; JARDIM, F.C. da S.; NEMER, T.C. 2003. Sobrevivência de seis espécies florestais em uma área explorada seletivamente no município de Moju, Pará. CERNE, 2: 153 – 163.

SILVA, J. N. M. 1989. The behaviour of the Tropical Rain Forest of the Brazilian Amazon after logging. PhD Thesis, Oxford University, Oxford. 303p.

SILVA, G.A.P. da. 2000, Avaliação do comportamento fitossociológico da floresta equatorial úmida da Estação Experimental de Silvicultura Tropical do Instituto Nacional de Pesquisa da Amzônia-Inpa (Manaus-AM). Dissertação de Mestrado, Faculdade de Ciências Agrárias do Pará. 70p.

SOUSA, D.G de; KISHI, I.A.S; FERREIRA, F.N.; JARDIM, F.C. da S. 2001. Dinâmica de regeneração natural de Vouacapoua americana Aubl. (acapu), em uma floresta tropical manejada, no município de Moju-PA. In: XI SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FCAP e V SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA Amazônia Oriental, Belém, Resumos. Belém: FCAP/EMBRAPA Amazônia Oriental, 2001. v.1, p. 142-144.

SOUSA, D.G; KISHI, I.A.S; FERREIRA, F.N.; JARDIM, F.C. da S. 2002. Dinâmica de regeneração natural de Rinorea flavescens Kuhlm. (canela de jacamim), Violaceae, em uma floresta tropical manejada, no município de Moju-PA. In: XII SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FCAP e VI SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA Amazônia Oriental, Belém, 2002. Resumos. Belém: FCAP/ EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL. 4p.

SOARES, M. S.; JARDIM, F. C. S.; AMORIM, M. B.; SALES, A. G.; SOUSA, D. G. Crescimento diamétrico de Sterculia pruriens, em clareiras da floresta tropical explorada seletivamente em Moju - PA. In: II SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFRA e IX SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA Amazônia Oriental, Belém, 2005. Resumos...Belém: UFRA/EMBRAPA, 2005.

SOUZA, A. L. de; SCHETTINO, S.; JESUS, R. M. de; VALE, A. B. do. 2002. Dinâmica da regeneração natural em uma floresta ombrófila densa secundária, após corte de cipós, Reserva Natural da Companhia Vale do Rio Doce S.A., Estado do Espírito Santo, Brasil. Revista Árvore, 26(4): 411-419.

SWAINE, M.D.; WHITMORE, T.C. 1988. On the definition of ecological species groups in tropical rain forests. Vegetation, 75: 81-86.

VASCONCELOS, L. M. R. 2004. Avaliação da dinâmica populacional de Rinorea guianensis Aublet (Acariquarana) Violaceae, em uma floresta tropical primária explorada seletivamente, Moju – PA. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém. 63p.

VITOUSEK, P.M.; DENSLOW, J.S. 1986. Nitrogen and phosphorus availability in treefall gaps of a lowland tropical rain forest. Journal of Ecology, 74: 1167-1178.

WHITMORE, T.C. 1996. A review of some aspects of tropical rain forest seedling ecology with suggestion for further enquiry. In: Swaine, M.D.(Ed) The ecology of tropical forest tree seedlings. Unesco, Paris, p. 3-39.

WITHMORE, T.C.; BROWN, N.D.; SWAINE, M.D.; Kennedy, D.; GOODWIN-BAILEY; GONG, W. K. 1993. Use of hemispherical photographs in forest ecology: measurement of gap size and radiation totals in Bornean tropical rain forest. Journal of Tropical Ecology, 9: 131-159.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-316

Refbacks

  • There are currently no refbacks.