Salas multisseriadas e em ciclos: a persistente ideia de homogeneidade / Multi-serial and cycled rooms: the persistent idea of homogeneity

Maria Rejane Nogueira, Marilene Santos

Abstract


O presente artigo é parte de pesquisa desenvolvida buscando alternativas para elevar a qualidade do ensino multisseriado. A investigação versou sobre a possibilidade de implementação dos ciclos de formação no ensino multisseriado, considerando os desafios e dificuldades a serem enfrentados. Foi uma pesquisa bibliográfica, documental e de campo, a qual proporcionou uma coleta de dados substancial sobre contribuições para a educação do campo, os sistemas públicos de ensino e as classes multisseriadas. A pesquisa mostrou que a organização da escola multisseriada por ciclos, com currículos e metodologias adequados à especificidade camponesa pode se constituir em importante movimento de transformação e elevação da qualidade da educação do campo; materiais didáticos, como os livros didáticos, ainda são insuficientes e não priorizam as especificidades da região, da cultura e da comunidade onde está inserido.


Keywords


Educação do Campo, Ciclos de Formação, Ensino Multisseriado.

References


ALAVARSE, Ocimar Munhoz. A organização do ensino fundamental em ciclos: algumas questões. Revista Brasileira de Educação, v. 14 n. 40, jan./abr./2009.

ALMEIDA, Luiz Paulo de et al. Discutindo a cultura camponesa no processo de ensino-aprendizagem em três escolas do sul do Brasil. In: MACHADO, Carmem Lucia Bezerra et al (Org.). Teorias e prática da educação do campo: análises de experiências. Brasília: MDA, 2008, p. 100-109.

ARROYO, Miguel G. Ciclos de Desenvolvimento Humano e Formação de Educadores. Revista Educação & Sociedade, ano XX, n. 68,1999.

ARROYO, Miguel Gonzalez; FERNANDES, Bernardo Mançano. A educação básica e o movimento social do campo. Brasília: DF, 1999.

ASSUNÇÃO, A. V. L. L.; MARTINS, M. da C.; MARQUES, W. R.; e outros. Estudo de História e Cultura Africana no ensino de Arte em uma escola quilombola maranhense: análise de experiências. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 10, p. 75904 – 75922; out. 2020.

BARRETTO, Elba Siqueira de Sá. As escolas com ciclos e seus resultados no processo ensino-aprendizagem. In: FETZNER, Andréa Rosana (Org.). Ciclos em Revista Avaliação: desejos, vozes, diálogos e processos. v. 4. Rio de Janeiro: Wak editora, 2008, p. 195-212.

BARRETTO, Elba Siqueira de Sá; MITRULIS, Eleny. Os ciclos escolares: elementos de uma trajetória. Cadernos de Pesquisa, nº 108, nov./1999. p. 27-48.

BARRETTO, Elba Siqueira de Sá; SOUSA, Sandra Zákia. Reflexões sobre as políticas de ciclos no Brasil. Revista Caderno de Pesquisa, v. 35, n. 126, set./dez. 2005, p. 659-688.

BRASIL. Decreto n. 7.352, de 04 de novembro de 2010. Dispõe sobre a política de educação do campo e o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária – PRONERA. Diário Oficial da União, Brasília: 2010.

______. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Diário Oficial da União, Brasília, 1996.

CALDART, Roseli Salete. Por uma educação do campo: traços de uma identidade em construção. In: KOLLING, Edgar Jorge; CERIOLI, Paulo Ricardo; osfs; CALDART, Roseli Salete (orgs.) Educação do Campo: identidade e políticas públicas. Brasília, DF: articulação nacional Por Uma Educação do Campo, 2002. Coleção Por Uma Educação do Campo, n.º 4.

CALDART, Roseli Salete. Educação do campo: notas para uma análise de percurso. Revista Trabalho Educação e Saúde. Rio de Janeiro. v. 7, n. 1, mar./jun.2009, p. 35-64.

FERNANDES, Ailton Gonçalves et al. A pedagogia e as práticas educativas na educação do campo. In: MACHADO, Carmem Lucia Bezerra et al (Org.). Teorias e prática da educação do campo: análises de experiências. Brasília: MDA, 2008, p. 26-39.

FETZNER, Andréa Rosana. CICLOS & CURRÍCULO: À PROCURA DE SENTIDOS. ESPAÇO DO CURRÍCULO, v.7, n.1, 2014. p.5-12

FRANCO, Creso. Ciclos e letramento na fase inicial do ensino fundamental. Revista Brasileira de Educação, n. 25, jan./fev./mar./abr./2004.

HAGE, Salomão M. Educação do Campo e Transgressão do Paradigma ( Multi)seriado nas Escolas Rurais. IN: HAJE, Salomão A. M & outros (orgs.). Programa Escola da Terra: cartografia da diversidade e complexidade de sua execução no Brasil. Curitiba: Editora CRV, 2018.

JACOMINI, Márcia Aparecida. Avaliação escolar no ensino organizado em ciclos. In: FETZNER, Andréa Rosana (Org.). Ciclos em Revista Avaliação: desejos, vozes, diálogos e processos. v. 4. Rio de Janeiro: Wak editora, 2008, p. 81-97.

KRUG, Andréa Rosana Fetzner. Ciclos de formação: desafios da teoria pedagógica para as práticas escolares, n. 06, 2005. In: www.anped.org.br/sites/default/files/gt06524int.pdf. Acesso em: 03/02/2019.

MAINARDES, Jefferson. A organização da escolaridade em ciclos e as políticas de currículo. Revista e-curriculum, São Paulo, v. 7 n. 1, 2011.

MIRANDA, Marília Gouvea de. A organização escolar em ciclos e a questão da igualdade substantiva. Revista Brasileira de Educação, v. 14, n. 40 jan./abr. 2009, p. 24-34.

MOLINA, M. C.; SÁ, L. M. Escola do campo. In: CALDART, R. S.; PEREIRA, I. B.; ALENTEJANO, P.; FRIGOTTO, G. (Orgs.) Dicionário da Educação do Campo. São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venancio, 2012. V. i, p. 324-330.

MOLINA, Mônica Castagna (orgs). Por uma educação do campo. 5. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

NASCIMENTO, Claudemiro Godoy do. Educação e Cultura: as escolas do campo em movimento. Revista Fragmentos de cultura, Goiânia, v. 16, n. 11/12, p. 867-883, nov./dez. 2006.

SANTOS, Marilene. Educação do Campo no Plano Nacional de Educação: tensões entre a garantia e a negação do direito à educação. Revista Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 26, n. 98, p. 185-212, jan./mar. 2018.

SOUZA, Eloir José de et al. Limites e possibilidades: um olhar sobre o projeto político pedagógico na perspectiva da educação do campo. In: MACHADO, Carmem Lucia Bezerra et al (Org.). Teorias e prática da educação do campo: análises de experiências. Brasília: MDA, 2008, p. 44-55.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-257

Refbacks

  • There are currently no refbacks.