Simples nacional e planejamento tributário para microempreenderores: importância para o empresário pinheiralense, considerando contexto, práticas e conhecimento / Simple national and tax planning for microentrepreneurs: importance for the Pinheiro entrepreneur, considering context, practices and knowledge

Israel de Carvalho Drumond Araújo, Julio Candido de Meirelles Jr., Alessandra dos Santos Simão, Anderson Nunes Fraga, Diego Freitas de Souza

Abstract


O presente trabalho, considerando a realidade atual da sociedade e da economia, visou entender e elucidar a percepção do microempreendedor da cidade de Pinheiral, Rio de Janeiro, quanto a importância do planejamento tributário e sua prática, bem como se os mesmos realizam ou, pelo menos, possuem consciência de sua importância. Através de questionários baseados no referencial teórico, sobre Simples, planejamento tributário, obteve-se os resultadosda pesquisa. Evidenciou-se aspectos conflitantes em diversos assuntos, o que mostra que os empresários possuem uma percepção mais básica, conceitual acerca do assunto, porém incorrem em práticas que a contrariam. Assim, propôs-se uma conciliação de esforços do poder público e educacionais para conscientização dos empresários que, consequentemente, melhorarão a arrecadação e assim os serviços prestados pelo puder público municipal, de forma indireta, além de criarem uma cultura de planejamento e gestão eficientes, visando economizar em tributos sem recorrerem à ilegalidade.


Keywords


planejamento tributário; microfinanças; gestão de microempresas

References


BRASIL. Lei Complementar nº 155, de 27 de outubro de 2016. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, 28 de outubro de 2016. Seção I. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LCP/Lcp155.htm. Acesso em 05 set 2017.

CREPALDI, S. A.. Planejamento Tributário: teoria e prática. 1ª ed. Editora Saraiva. São Paulo, São Paulo: 2015, p.95, 197, 201, 207-208.

GIL, A. C.. Como elaborar projetos de pesquisa. 4ª ed. Editora Atlas. São Paulo, São Paulo: 2002, p. 41, 47, 54.

MACIEL, A. M.. VICENTIM, A. M. VICENTIM, C. R.. MARINO JUNIOR, J..Planejamento tributário para micro e pequenas empresas. Disponível em:. Acesso em: 20 abr. 2017, p. 1

MARCELLO, I. E.; DE SOUZA D. B.; PIETRASZEK, N.. Planejamento Tributário: um estudo de caso em uma empresa do ramo de autopeças. Revista Eletrônica de Administração e Turismo – ReAT, vol. 3, nº 2. Jul./dez. 2013, p. 2, 8.

OLIVEIRA, L. M. CHIEREGATO, R.. PEREZ JR., J. H.. GOMES, M. B. Manual de Contabilidade Tributária. Textos e testes com as respostas. 13ª ed. Editora Atlas. São Paulo, São Paulo: 2014, p. 387

PÊGAS, P. H. Manual de Contabilidade Tributária.9ª ed.Editora Atlas. São Paulo, São Paulo: 2017, p. 460-461, 471.

RICARTE, J. A Contabilidade como ferramenta importante para o planejamento tributário das micro e empresas de pequeno porte. Revista catarinense da Ciência contábil. CRCSC . Florianópolis, v.4, n.12, p. 9 - 26. ago/nov 2005

SANTOS, F. A. VEIGA, W. E. Contabilidade: com ênfase em micro, pequenas e médias empresas. Atualizado pela legislação até fevereiro de 2014 – Leis nº 11638/07, 11941/09, NBC TG 1000 (CPC – PME) e ITG 1000. 3ª ed. Editora Atlas. São Paulo: São Paulo, 2014, p. 155

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE CIDADES. Município de Pinheiral. Disponível emhttp://cod.ibge.gov.br/11FX Acesso em 07 de julho de 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv4n4-196

Refbacks

  • There are currently no refbacks.