Marcas que constroem e reconstroem os sentidos no texto: A referência anafórica / Marks that construct and reconstruct the senses in the text: The anaphoric reference

Claudia Toldo, Roberta Costella

Abstract


A organização referencial contribui para a coerência discursiva, portanto, é considerada aspecto central da textualização. Porém, como acontece quando adentramos no campo dos procedimentos anafóricos, essa organização que dá continuidade e permite a estabilidade textual não implica necessariamente a retomada dos mesmos referentes, nem a sua manutenção completa. Desse modo, o objetivo desta pesquisa sobre referenciação textual foi analisar os processos anafóricos, a partir dos encadeamentos referenciais presentes no corpus, inseridos na crônica de Gregorio Duvivier, intitulada A batalha entre Lula e Moro não é ética, mas estética, publicada em 15 de maio de 2017, no Jornal Folha de São Paulo, a qual aborda opiniões a respeito de duas pessoas importantes no cenário brasileiro atual. A pesquisa caracteriza-se como descritivo-qualitativa e a fundamentação teórica insere-se nos pressupostos da linguística textual, com base em autores que pesquisam sobre a referenciação e o processo anafórico: Marcuschi (1998, 2001), Apothéloz, Mondada e Dubois (2003), Cavalcante (2003, 2005) e Koch (1998, 2006). Quanto aos procedimentos metodológicos, primeiramente houve a identificação das referências anafóricas em consonância com os pontos nodais do texto e, posteriormente, a avaliação e análise do sentido definido no corpus. A partir da análise realizada, pôde-se perceber que as anáforas estabelecem acentuadamente uma estratégia de referenciação. Os fenômenos identificados e compreendidos no corpus evidenciam não apenas elementos linguísticos em sequência linear, mas, por meio das marcas, foi possível identificar a carga de subjetividade inserida pelo autor e como o texto organiza-se através da análise dessas pistas.

Keywords


Referenciação, Linguística textual, Anáfora.

References


APOTHÉLOZ, Denis. Papel e funcionamento da anáfora na dinâmica textual. In: CAVALCANTE, Mônica Magalhães; RODRIGUES, Bernardete Biasi; CIULLA, Alena (Org.). Referenciação. São Paulo: Contexto, 2003. (Clássicos da linguística 1).

CAVALCANTE, Mônica Magalhães. Expressões referenciais – Uma proposta classificatória. Caderno de Estudos Linguísticos, Campinas, v. 44, n. 105-118, Jan./Jun. 2003.

______; LIMA, Silvana Maria Calixto de (Orgs.). Referenciação: teoria e prática. São Paulo: Cortez, 2013.

CONTE, Maria-Elisabeth. Encapsulamento anafórico. In: CAVALCANTE, Mônica Magalhães, RODRIGUES; Bernardete Biasi; CIULLA, Alena (Org). Referenciação. São Paulo: Contexto, 2003. (Clássicos da linguística 1).

DUVIVIER, Gregorio. A batalha entre Lula e Moro não é ética, mas estética. Folha de São Paulo. São Paulo, 15 maio 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2017.

FÁVERO, Leonor Lopes. Coesão e coerência textuais. São Paulo: Ática, 2009.

KOCH, Ingedore Villaça; MARCUSCHI, Luiz Antônio. Processos de referenciação na produção discursiva. Delta, v. 14, número especial, p. 169-190, 1998.

KOCH, Ingedore Villaça. Desvendando os segredos do texto. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Referenciação e cognição: o caso da anáfora sem antecedente. In: PRETI, Dino. Fala e escrita em questão. São Paulo: Humanistas, FFLCH, USP, 2001.

______. Anáfora indireta: o barco textual e suas âncoras. In: KOCH, Ingedore Villaça; MORATO, Edwiges Maria; BENTES, Anna Christina (Org.). Referenciação e discurso. São Paulo: Contexto, 2005.

MONDADA, Lorenza; DUBOIS, Danièle. Construção dos objetos de discurso e categorização: uma abordagem dos processos de referenciação. In: CAVALCANTE, Mônica Magalhães; RODRIGUES, Bernardete Biasi; CIULLA, Alena (Org.). Referenciação. São Paulo: Contexto, 2003. (Clássicos da linguística 1).

VENTURIM, Terezinha Côgo. Construção de sentidos por formas nominais referenciais: anáforas associativas; rotulações; categorizações nos Enredos de Escolas de Samba. Anais da VI SEVFALE, Belo Horizonte, UFMG, 2006.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-123

Refbacks

  • There are currently no refbacks.