Análise de desgaste nas lastrinas da caixa matriz na industria de revestimento cerâmicos / Wear analysis on die casing ballastines in the ceramic coating industry

Tiago da Silva Fernandes, Anderson Daleffe, Magali da Rosa, Lucas Crotti Zanini, Alexandre Milanez

Abstract


Os desgastes prematuros em peças mecânicas nas indústrias geram perdas expressivas de produção, custos e gastos com mão de obra de manutenção. Em uma empresa de revestimentos cerâmicos que produz porcelanato técnico com massa altamente abrasiva proporcionada pelo alto teor de matérias primas de natureza feldspáticas (tipos específicos de areias utilizadas na fabricação), o desgaste prematuro é um dos problemas característicos da linha de produção, isso ocorre de forma relevante na prensagem do porcelanato, onde acontece a compactação do pó cerâmico e decorre o desgaste nas lastrinas que revestem a cavidade da caixa matriz. Esta pesquisa tem como objetivo comparar três condições diferentes para cada grupo de amostras. Através do ensaio em abrasômetro roda de borracha em areia seca seguindo a norma da American Society for Testing and Materials (ASTM G65), foram preparados corpos de prova em amostras com aço ferramenta conforme classificação da American Iron and Steel Institute (AISI) D6; sem tratamento superficial, com tratamento superficial de cromagem e com revestimento aspergido por High Velocity Oxy-Fuel (HVOF) de carboneto de tungstênio. Em paralelo a pesquisa no laboratório foram feitos testes práticos na linha de produção, para poder coletar dados reais do processo produtivo com as mesmas três condições. Os resultados preliminares nos corpos de prova dos testes práticos indicaram que o tratamento com aspersão térmica de carboneto de tungstênio apresentou melhor rendimento comparado aos outros dois testes. A durabilidade das caixas matriz expostas em variação percentual, obtiveram vida útil média de 36,29% com tratamento superficial de cromagem e 586,68% com revestimento aspergido, ambas relacionadas com o valor de durabilidade média das caixas matriz sem tratamento superficial. Essa pesquisa demonstrou através dos resultados prático e laboratorial, a eficácia do tratamento de superfícies com aplicação de aspersão térmica contra os efeitos nocivos que os desgastes abrasivos provocam nas indústrias.

 

 


Keywords


revestimentos cerâmicos, desgaste abrasivo, aspersão térmica.

References


SILVA, W, P; BANNA, K, D, B; GARCIA, D, N;. Design and Construction of a Rubber Wheel Abrasometer. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 5, p.30406-30423, may. 2020. ISSN 2525-8761

ALBERO, J.l. Amorós. A Operação de Prensagem: Considerações Técnicas e sua Aplicação Industrial: O Preenchimento das Cavidades do Molde. Cerâmica Industrial: A revista do técnico cerâmico brasileiro, São Paulo, v. 5, n. 5, p.23-28, set. 2000. Trimestral. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2019.

ASTM G65-16. Standard Test Method for Measuring Abrasion Using the Dry Sand/Rubber Wheel Apparatus. West Conshohocken. Pennsylvania. 2016.

BIFFI, Giovanni. O grês porcelanato: manual de fabricação e técnicas de emprego. 3. Ed. São Paulo: Faenza, 2002. 262 p.

BRISTOT, Vilmar Menegon. Máquinas e equipamentos para cerâmica. Criciúma: Luana, 1996.

DIN 50320: Verschleibβ - Begriffe, Analyse von Verschleiβvorgängen, Gliederung des Verschlei βgebietes. Beuth Verlag, Berlin 1979.

VILLARES METALS. Aço ferramenta para trabalho a frio. 2019. Disponível em: . Acesso em: 13 mar. 2019.

ZUM GAHR, K. H. Microstructure and wear materials. Tribology series 10, Elseivier Science Publishers B. V., 1987.

STOETERAU, R. L. et al. Tribologia – Apostila de Graduação. Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Departamento de Engenharia Mecância. Florianópolis. SC. Brasil. 2004. p. 110-180.

MARIN, John Jairo Coronado. Efeito do tamanho do abrasivo no desgaste de metais. 2010. 168 f. Tese (Doutorado) - Curso de Engenharia Mecânica de Projeto de Fabricação, Engenharia Mecânica, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: . Acesso em: 01 mai. 2019.

UGGIONI, Périson Pavei. Instrumentação, controle e supervisão de um abrasômetro tipo roda de borracha. 2017. 105 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado Profissional em Mecatrônica, Departamento acadêmico de Metal Mecânica, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, Florianópolis, 2017.

LAUSMANNL, G. A. Electrolytically deposited hardchrome. v. 87, p. 814–820, 1996.

MARQUES, Paulo Villani. Aspersão térmica. 2003. Disponível em: . Acesso em: 24 abr. 2019.

RIJEZA (Rio Grande do Sul). Revestimentos contra desgaste. 2019. Disponível em: . Acesso em: 22 abr. 2019.

ICON (Santa Catarina). Estampos e moldes. 2019. Disponível em: . Acesso em: 22 abr. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-120

Refbacks

  • There are currently no refbacks.