A importância do glaucoma sobre o ponto de vista epidemiológico do tratamento clínico e cirúrgico na região sudeste do Brasil nos últimos 5 anos / The importance of glaucoma on the epidemiological point of view of clinical and surgical treatment in the southeast region of Brazil in the last 5 years

Paulo Víctor Innocencio Póvoa de Castro, Carlos Eduardo Rocha Pinto, Giovanna de Camargo Innocencio, Clara Andrade Costa, Isadora Passamani Reis Innocencio, João Pedro Innocencio de Castro, Lívia Oliveira Delgado Mota

Abstract


Glaucoma é uma neuropatia óptica crônica e progressiva, de origem multifatorial que acomete o disco óptico e/ou camada de fibras nervosas da retina. Essa patologia cursa com redução da acuidade visual e consequente declínio na qualidade de vida dos pacientes, sendo atualmente a principal causa de cegueira irreversível do mundo. Traçar o perfil epidemiológico de pacientes portadores de glaucoma nos últimos 5 anos na região Sudeste do Brasil. Foi realizada uma revisão sistemática da literatura, buscando artigos publicados a partir de 2009, em inglês e português, nas bases Scielo e Pubmed. Além disso, foi realizada uma coleta de dados no SIA/SUS buscando informações acerca do número total e custo dos tratamentos para glaucoma, da faixa etária, etnia e gênero, das terapias medicamentosas entre janeiro de 2015 e dezembro de 2019. Ainda no SIA/SUS foi realizada coleta de dados referentes ao número de procedimentos cirúrgicos realizados e seus respectivos custos para a região Sudeste entre janeiro de 2015 e dezembro de 2019. Houve crescimento progressivo no número de tratamentos oftalmológicos para glaucoma e no número de procedimentos cirúrgicos para tratamento do glaucoma. A faixa etária mais prevalente e que apresentou maior crescimento foi a de 60 a 79 anos, correspondendo a 57,1% dos tratamentos farmacológicos. Os resultados sugerem que o glaucoma possui uma prevalência crescente na região Sudeste. Dessa forma, faz-se necessário medidas que possibilitem um diagnóstico precoce visando reduzir gastos e o impacto na qualidade de vida dos pacientes portadores da doença.


Keywords


Glaucoma, Epidemiologia, Tratamento farmacológico, Custos de cuidados em saúde, Tratamento cirúrgico para glaucoma

References


Gaspar R, Pinto LA, Souza DC. Corneal properties and glaucoma: a review of the literature and meta-analysis. Arq Bras Oftalmol. 2017;80(3):202-6.

Weinreb RN, Aung T, Medeiros FA. The Pathophysiology and Treatment of Glaucoma. JAMA May 14, 2014 Volume 311, Number 181.

Zhang Y, Jin G, Fan M, Lin Y, Wen X, Li Z, Zeng P, Zheng D, Lan Y. Time trends and heterogeneity in the disease burden of glaucoma, 1990-2017: a global analysis. Journal of global health, December 2019, Vol. 9 No. 2, 020436.

Gonçalves MR, Guedes MMR, Chaves MAPD, Pereira CCLP, Otton R. Análise dos fatores de risco e epidemiologia em campanha de prevenção da cegueira pelo glaucoma em João Pessoa, Paraíba. Rev Bras Oftalmol. 2013; 72 (6): 396-9.

Ribeiro LMG, Freitas RF, Ribeiro LMG, Silveira MF, Leite MTS. Clinical and epidemiological study in patients with primary open-angle glaucoma. Rev Bras Oftalmol. 2018; 77 (1): 9-13.

Dutra BAL, Carneiro CLB, Souza e Silva AC, Ferreira JLM, Ribeiro JC. Pharmacoepidemiology of the antiglaucoma drugs in Brazil from 2012 to 2018. Rev Bras Oftalmol. 2020; 79 (2): 114-17.

Correa PC, Medeiros FA, Abe RY, Diniz-Filho A, Gracitelli CPB. Assessing driving risk in patients ith glaucoma. Arq Bras Oftalmol. 2019; 82(3): 245-52

DATASUS (SIA-SUS) – Avaliado de Janeiro de 2015 a Dezembro de 2019, englobando todas as terapias medicamentosas aprovadas, levando em conta número de pacientes em tratamento, idade, sexo, e valor total utilizado. Acesso em 30/06/2020.

DATASUS (SIA-SUS) - Avaliado de Janeiro de 2015 a Dezembro de 2019, analisando a quantidade de procedimentos cirúrgicos aprovados e os custos para o

implante de protese anti-glaucomatosa, tratamento cirurgico de glaucoma congênito e tubo de drenagem para glaucoma. Acesso em 30/06/2020.

Freitas SM, Guedes RAP, Gravina DM, Guedes VMP, Chauobah A, Gomes CEM. Avaliação econômica do glaucoma primário de ângulo aberto. Rev Bras Oftalmol. 2019; 78 (4): 233-8.

Picanço AAB. Qualidade de vida de pessoas com glaucoma: análise conforme o defeito no campo visual. Rev Bras Oftalmol. 2019; 77 (6): 328-333.

Machado LF, Kawamuro M, Portela RC, Fares NT, Bergamo V, Souza LM, Paranhos A, Prata TS, Gracitelli CPB. Factors associated with vision-related quality of life in Brazilian patients with glaucoma. Arq. Bras. Oftalmol. 2019; 82 (6): 463-470.

Martínez NG, Martínez NG, Acosta RS, Castillo RR. El glaucoma primario de ángulo abierto, caracterización clínica en Pinar del Río. Rev Ciências Médicas 2019; 23 (6): 810-16.

Loureiro FLB, Felix KAC. Perfil clínico e epidemiológico dos pacientes com glaucoma atendidos em um ambulatório no interior da Amazônia. Rev Bras Oftalmol. 2020; 79 (1): 12-20.

Paula JS, Furtado JM, Santos AS, Coelho RM, Rocha EM, Rodrigues MLV. Risk factors for blindness in patients with open-angle glaucoma followed-up for at least 15 years. Arq. Bras. Oftalmol. 2012; 75 (4): 243-246.

Pelčić G, Ljubičić R, Barać J, Biuk D, Rogoić V. Glaucoma, depression and quality of life: multiple comorbidities, multiple assessments and multidisciplinary plan treatment. Psychiatr Danub 2017; 29 (3): 351-359.

Montana CL, Bhorade AM. Glaucoma and quality of life: fall and driving risk. Curr Opin Ophthalmol. 2018; 29 (2): 135-140.

Vieira AAP, Guedes RAP, Vieira RCPA, Guedes VMP. Percepção do paciente portador de glaucoma e os diferentes tipos de tratamento (clínico versus cirúrgico). Rev. Bras. Oftalmol. 2015; 74 (4): 235-240.

Quaranta L, Riva I, Gerardi C, Oddone F, Floriani I, Konstas AGP. Quality of Life in Glaucoma: A Review of Literature. Adv Ther. 2016; 33 (6): 959-981.

Natália Pimentel Moreno, Luciene Barbosa de Sousa, Fernanda Bon Duarte, Jõao Guilherme Tessarioli. Ophthalmologic evaluation of patients submitted to drainage implant in refractory glaucoma. Arq. Bras. Oftalmol. vol.72 no.2 São Paulo Mar./Apr. 2009.

Deyse BCB, Marília BQB, Gunther BB, Perfil Epidemiológico dos pacientes com glaucoma congênito atendidos no Hospital Regional de São José. Rev. bras. oftalmol. vol 74 no.3 Rio de Janeito May/June 2015.

Kateki Vinod1 , Steven J Gedde , William J Feuer, Joseph F Panarelli, Ta C Chang, Philip P Chen, Richard K Parrish. Practice Preferences for Glaucoma Surgery: A Survey of the American Glaucoma Society. J Glaucoma. 2017 Aug; 26(8): 687-693.

Leite MT, Sakata LM, Medeiros FA. Managing glaucoma in developing countries. Arq. Bras. Oftalmol 2011; 74 (2): 83-84.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-116

Refbacks

  • There are currently no refbacks.