Formulação de estratégia competitiva utilizando o modelo das forças de Porter: o caso de uma empresa no ramo de bebidas / Formulation of competitive strategy using the Porter forces model: the case of a company in the beverage industry

Virgínia Siqueira Gonçalves, Elias Rocha Gonçalves Júnior, Diego Filipe Rodrigues Ferreira, Romeu e Silva Neto

Abstract


Como existem poucos registros na literatura sobre o comportamento estratégico destas unidades empresariais mapeados e quantificados, este trabalho tem como objetivo demonstrar a necessidade de identificar, tipificar e quantificar dentro de uma indústria de bebidas, baseado na teoria de Michael E. Porter, as Estratégias Competitivas Genéricas utilizadas. Ao mesmo tempo verificar o efeito de sua atuação nos resultados para a manutenção no mercado, assim como os reflexos para a competitividade, a fim de posicionar a empresa de forma qualitativa em seu modelo. Para tal, foram aplicados questionários aos gerentes de cada setor e uma entrevista semiestruturada foi realizada ao gerente geral da empresa. Foi observado, através da análise dos dados analisados dos questionários, que a empresa possui um enfoque amplo, ou seja, não possui um público específico, porém, com suas estratégias voltadas à diferenciação de produtos e serviços, uma vez que os produtos possuem alto custo devido a qualidade de serviço prestada. A empresa não realiza pesquisa de desempenho da concorrência ou satisfação dos clientes por ser uma empresa antiga, então adquiriu tradição, confiabilidade dos fornecedores e contentamento do público, apresentando lucratividade no comércio, superando entraves. Assim, a estratégia diferenciação pode ser utilizada pela empresa, para obter vantagem competitiva, uma vez que esta procura ofertar produtos e serviços benefícios superiores à concorrência através da criação de um diferencial competitivo, que pode ocorrer sob as formas de marcas e atendimento personalizado.


Keywords


Forças de Porter; estratégia competitiva; indústria de bebidas

References


BACURAU, F. B. F., Estratégias competitivas genéricas nas empresas comerciais varejistas de shopping centers: Um estudo a partir do modelo de Porter. Dissertação de mestrado em Engenharia de Produção, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2006.

CHIAVENATO, I., Administração nos novos tempos, 4. Ed., vol. 2., Rio de Janeiro, Editora Campus, 2004.

COGAN, S., Administre a fila de espera de seus clientes. Disponível em: Acesso em 31/05/2010.

CUNHA, J. C. S., Estratégias competitivas e o poder de negociação dos compradores: estudo de caso em uma indústria de refrigerantes. Dissertação de Mestrado em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2006.

FORTE, S. H. A. C., Manual de elaboração de tese, dissertação e monografia, 5. Ed., Fortaleza: UNIFOR, 2006.

GIL, A. C., Como elaborar projetos de pesquisa, 4. Ed., São Paulo: Atlas, 2002.

GONÇALVES, C. A.; PAIVA JR., F. G., Competitividade e inovação influenciando o crescimento empresarial: A perspectiva dos empreendedores de empresas de base tecnológica. In: XXIX Encontro Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração, Brasília, 2005.

KOTLER, P., Marketing para o século XXI: como criar, conquistar e dominar mercados. São Paulo: Futura, 1998.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A., A metodologia do trabalho científico, 12. Ed., São Paulo: Atlas, 2002.

NIELSEN BRASIL, Informações sobre categoriais de alimentos e bebidas. Disponível em: Acesso em: 15/09/2010.

OLIVEIRA, D. P. R., Estratégia empresarial e vantagem competitiva: Como estabelecer, implementar e avaliar, 4. Ed., São Paulo: Saraiva, 2002.

PORTER, M. E., Vantagem competitiva: Criando e sustentando um desempenho superior., 21. Ed., Rio de Janeiro: Campus, 2000.

PRAHALAD, C. K.; HAMEL, G., A competência essencial da incorporação, Rio de Janeiro: Campus, 1998.

REBOUÇAS, F., Consumo de bebidas no Brasil. Disponível em: Acesso em: 30/05/2010.

SILVA NETO, R., Estratégias para o aumento da competitividade sistêmica de pequenas empresas de agrupamentos potenciais de baixa tecnologia e seu impacto no desenvolvimento local. Tese de Doutorado em Engenharia de Produção, Rio de Janeiro, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

WRIGHT, P., Administração estratégica, São Paulo: Atlas, 2000.

YIN, R., Case study research: Design and methods, Londres: Sage, 1994.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv4n4-194

Refbacks

  • There are currently no refbacks.