Uso de retalho de padrão subdérmico de rotação após exérese de neoplasia craniana, associada à ablação do conduto auditivo em cão – Relato de caso/ Use of a subdermal pattern flap of rotation after cranial neoplasia excision, associated with ablation of the auditory canal in dog – Case report

Daniel Barbosa da Silva, Lívia Carlos da Silva Margon, Pedro Gonçalves Margon Ribeiro, Iaciara Luana de Xavier Albernaz, Gabriel Oliveira Nunes, Grackelly Alves Rezende, Carla Faria Orlandini, Luciano Schneider da Silva

Abstract


As neoplasias são as principais causas de morte nos cães e gatos; cerca de 50% dos cães e 35% dos gatos são acometidos por algum processo neoplásico durante a vida. A intervenção cirúrgica constitui-se em uma das principais modalidades de tratamento para os tumores passíveis de remoção completa, sendo um dos procedimentos mais eficazes quando se tratam de tumores grandes e localizados. A aplicabilidade da cirurgia reconstrutiva como correção cirúrgica é uma boa opção. As técnicas de correções realizadas em cirurgias reconstrutivas são retalhos e enxertos. A grande vantagem de empregar retalhos cutâneos é o fato de eles permitirem a cobertura imediata da região afetada e reduzirem o tempo de cicatrização do tecido, proporcionando ao paciente melhores resultados estéticos e funcionais. Por meio de tomografia computadorizada constatou-se a presença de massa em região temporal e cervical superficial lateral esquerda. Portanto, o presente trabalho teve como objetivo relatar o emprego da cirurgia reconstrutiva, após a excisão de um tumor na cabeça aderido ao crânio e orelha média e externa, associado a ablação do conduto auditivo, utilizando um retalho de padrão subdérmico de rotação em cão.


Keywords


Carcinoma, Cirurgia Reconstrutiva, Histopatológico, Neoplasia.

References


AIKEN, S.W. Principles of surgery for the cancer patient. Clinical Techniques in Small Animal Practice, 2003, p. 75-81.

BLACKWOOD, L. (2008). Approach to the cancer case: Staging – how and why [versão eletrônica]. In Proceedings of the 33rd Congress of the World Small Animal Veterinary Association, Dublin, Ireland, 20-24 August. Disponível em: Acesso em: 12 de Dezembro de 2017.

CASTRO, J. L. C.; HUPPES, R.R.; DE NARDI, A. B.; PAZZINI, J.M. Princípios e técnicas de cirurgias reconstrutivas da pele de cães e gatos (Atlas colorido). Curitiba: Medvep, 2015.

DALECK, C. R.; NARDI, A. B. Oncologia em cães e gatos. Rio de Janeiro: 2° ed. Roca, 2016.

DALECK, C. R.; NARDI, A. B.; RODASKI, S. Oncologia em cães e gatos. São Paulo: Roca, 2008.

DERNELL, W.S. & WITHROW, S.J. Preoperative patient planning and margin evaluation. Clinical Techniques in Small Animal Practice, 1998, p. 17-21.

DYCE, K. K.; SACK, W. O.; WENSING, C. J. G. Tratado de Anatomia Veterinária. Tradução Renata Scavone de Oliveira et. al.; Rio de Janeiro: Elsevier, 2010, p. 374-406.

FOSSUM, T. W. Cirurgia de Pequenos Animais. 4° ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2014.

GARCIA, A. L.; MESQUITA, J.; NÓBREGA, C.; VALA, H. Cuidados Paliativos Em Oncologia Veterinária. Viseu, Portugal, 2009.

OLIVEIRA, A. L. A. Técnica Cirúrgicas em Pequenos Animais. Rio de Janeiro. Elsevier. 2012.

PAVLETIC, M.M. Skin grafting techniques. In: BOJRAB, M. S. Current techniques in small animal surgery. 3 ed., Philadelphia: Lea & Febiger, 1990. p. 460-499.

POPE, E. R. Plastic and Reconstrutive Surgery. In LIPOWITZ, A. J.; CAYWOOD, D.D.; NEWTON, C.D.; SCHWARTZ, A. Complications in small animal surgery. Baltimore: Williams & Wilkins, 1996, p. 641-662.

WITHROW, S.J. (2007). Surgical oncology. In S.J. WITHROW & D.M. VAIL (Eds.), Withrow & MacEwen’s Small animal clinical oncology. 4 ed., p. 157-162. St. Louis, Missouri: Saunders, Elsevier Inc.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-083

Refbacks

  • There are currently no refbacks.