Controle das Arboviroses com plantas repelentes e Conscientização na Educação Infantil / Control of Arboviroses with repellent plants and Awareness in Early Childhood Education

Cleyton da Silva Maciel, Ana Beatriz dos Santos Araújo, Davi Fonseca Camara dos Santos, Estêvão de Moraes Santos, Rogério Ferreira da Silva

Abstract


As arboviroses são doenças oriundas dos arbovírus, como os vírus da dengue, zika vírus, a febre amarela e a febre chikungunya, tais doenças impactam na saúde pública e ano após ano vem ceifando a vida de muitos brasileiros. Os índices destas doenças aumentaram no país nos últimos anos, não sendo diferente na cidade de Belo Jardim, que ocupa posição de destaque nos números de casos em Pernambuco. Considerando esta problemática, um projeto foi desenvolvido no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco com o intuito de combater as arboviroses com o uso de plantas repelentes. Com o foco voltado para a educação de base, na formação do adulto consciente da necessidade de preservar sua saúde e dos seus pares, utilizou-se uma metodologia direcionada ao desenvolvimento e aplicação de atividades lúdicas associadas ao tema supracitado e à educação ambiental, onde as crianças participantes do projeto, são incentivadas a serem protagonistas na construção de seus conhecimentos, desenvolvendo atividades como: plantação de hortas, preparo de arranjos ornamentais, brincadeiras e jogos sobre o tema, teatro de fantoches, dentre outras. Observou-se um elevado interesse das crianças no desempenho das atividades, em que os conceitos relacionados com a educação ambiental, plantas repelentes e arboviroses são aprendidos de forma divertida. Portanto, conscientizar crianças dos problemas da sociedade de modo a formar agentes multiplicadores é um caminho de se promover educação eficiente e cidadãos preocupados com a saúde e o meio ambiente sustentável.


Keywords


Arboviroses, Plantas Repelentes, Educação Ambiental, Educação Infantil, Metodologia Ativa.

References


BASTOS, C. C. Metodologias ativas. 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2019. BERBEL, N. A. N. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, 32, 1, 25-40, 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico. Monitoramento dos casos de arboviroses urbanas transmitidas pelo Aedes (dengue, chikungunya e Zika) até a Semana Epidemiológica 12 de 2019 e Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), Brasília, 50, 13, 2019

CARNEIRO, W. V. Óleo essencial de citronela: Avalição do seu potencial como repelente veiculado em uma loção cremosa. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2015.

GAETA, C.; MASSETO, M. Metodologias Ativas e o Processo de Aprendizagem na Perspectiva da Inovação. In: PBL 2010 Congresso Internacional. São Paulo, Brasil, 2010.

JACOBI, P. Educação Ambiental, Cidadania e Sustentabilidade. Cadernos de Pesquisa, n. 118, março/ 2003 Cadernos de Pesquisa, 118, 189-205, 2003.

KISHIMOTO T. M. (Org.). Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. São Paulo: Cortez, 1996.

LOPES, A. M. O que aprendemos com o Manejo Integrado de Pragas (MIP) da agricultura para o controle do Aedes aegypti. Revista de Política Agrícola. 4, 2015.

LOPES, N. et al. Características gerais e epidemiologia dos arbovírus emergentes no Brasil. Rev. Pan-Amaz Saude. 5, 3, 55-64, 2014.

MEDEIROS, A. B. et al. A Importância da educação ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade Montes Belos, 4, 1, 2011.

PINHEIRO, T. F., ALVES, J. B., SILVA, Y. R. N. O impacto financeiro das arboviroses oriundas do Aedes Aegypti no Brasil: uma projeção para 2019, Brazilian Journal of Development, 6, 5, 2020.

SANTANA, K. C. A importância da educação infantil para o desenvolvimento do indivíduo. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÂO, 3., 2016. Natal. Anais... Rio Grande do Norte, 2016.

SOUZA, D. B. O ensino e a aprendizagem através de jogos e brincadeiras. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 3, 2016, Natal. Anais... Rio Grande do Norte, 2016.

SILVA, N., COSTA, A. A., SABINO, M. B. F., SILVA, K. D. P., OLIVEIRA, D. L. Aedes aegypti: Um estudo da percepção de Gestores e Alunos quanto à promoção da saúde na escola, Brazilian Journal of Development, 6, 1, 2020.

TONELLI, E.; FREIRE, L. M. S. Doenças infecciosas na infância e adolescência. Rio de Janeiro: Editora Médica e Científica Ltda: 2000.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-077

Refbacks

  • There are currently no refbacks.