A estrutura potencial do gênero (EPG) uma teoria pouco falada? / The potential structure of gender (EPG) a little talked about theory?

Alex Caldas Simões

Abstract


O Brasil ainda não possui uma abordagem de gêneros genuinamente brasileira, ainda que alguns autores afirmem o contrário (BAWARSCHI; REIFF, 2013). Em nosso país há uma síntese teórica sobre os estudos de gêneros, a “síntese brasileira” (BAWARSCHI; REIFF, 2013, p. 17). Aqui convivem tanto abordagens de ensino explícito de gêneros, quanto abordagens de ensino implícito de gêneros – sugerindo-se o predomínio da segunda pela primeira. Já é claro para os estudiosos da linguagem que as abordagens explícitas de gêneros do discurso estão comprometidas com a ideia de que “o ensino explícito de gêneros relevantes fornece acesso para aprendizes menos favorecidos” (BAWARSCHI; REIFF, 2013, p. 253). A partir dessa constatação, e da necessidade cada vez maior da divulgação de teorias de ensino explícitas de gêneros, evidenciaremos em nossa exposição o estado de arte da teoria sistemicista de análise de gêneros cunhada por Ruqaiya Hasan, a Estrutura Potencial do Gênero (EPG). Apresentaremos em nossa pesquisa uma ampla revisão bibliográfica das pesquisas realizadas em EPG de 1980 a 2015. Nossa investigação abrangerá pesquisas em EPG em português, espanhol e inglês. Após comparativo quantitativo entre as pesquisas – que indicarão onde estão os pesquisadores, centros de estudos, domínios e gêneros mais investigados, entre outros – será possível afirmar que, de fato, a Estrutura Potencial do Gênero (EPG) não é uma teoria pouco falada, mas, pouco conhecida, tendo em vista a hegemonia das teorias implícitas de gêneros do discurso no Brasil e em outros países.


Keywords


Estrutura Potencial do Gênero, Hasan, Gêneros Textuais.

References


ALCÂNTARA, A. C. B. Análise do gênero portuário NOR sob a ótica da linguística sistêmico-funcional. 2013. 92f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

ANDRELINO, P. J. Análise da estrutura genérica das instruções na fala do professor de inglês: contribuições para o teste oral do Epple. 2014. 358f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, São José do Rio Preto, 2014.

BAWARSHI, A. S; REIFF, M. J. Gêneros: história, teoria, pesquisa, ensino. Tradução Benedito Gomes Bezerra. 1ed. São Paulo: Parábola, 2013.

BOWCHER, Wendy L.; LIANG, Jennifer Yameng. GSP and Multimodal Texts. In: Society in Language, Language in Society. Palgrave Macmillan UK, 2016. p. 251-274.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais – PCN. Brasília, Ministério da Educação: MEC, 1998.

CONTO, J. M. de. O sistema de gêneros da seleção de candidatos a emprego no contexto empresarial. 2008. 104f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2008.

COOPER, J. S. O Macrogênero drama Norte-Riograndense: uma análise de gênero e de discurso sob a perspectiva da linguística sistêmico-funcional. 2013. 280f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.

DJIGUIMDE, R. M. Bargaining in Bobo-Dioulasso clothing stores: structure, rules and discourse strategies. 2014. Dissertação (Mestrado) – Universidade de Ball State, 2014.

HASAN, R. The structure of a text. In: HALLIDAY, M. A. K.; HASAN, R. Language, context and text: aspects of language in a social-semiotic perspective. Oxford: Oxford University press, 1989. p. 52-73.

HORVATH, B. M. An empirical study of textual structure: horse race calls. In: GUY, G. R. Amsterdam Studies in the theory and history of linguistic science series 4, 1997. P. 103-120.

KHALID, M. et al. A linguistic analysis of three genres associated with the ship RMS Queen Elizabeth. 2013. Tese de Doutorado - University of Glasgow, 2013.

LAYBUTT, B. E. Collocation and textual cohesion: A comparative corpus study between. 2009. Tese de Doutorado - University of Birmingham, 2009.

MARSHALL, D. Pesquisadores da linguagem no ciberespaço: um estudo sobre o gênero homepage pessoal. 2005. 116f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2005.

MOTTA-ROTH, D; HERBELE, V. M. O conceito de “estrutura potencial do gênero” de Ruqaiya Hasan. In: MEURER, J. L; BONINI, A; MOTTA-ROTH, D. (Orgs). Gêneros: teorias, métodos, debates. São Paulo: Parábola, 2005. p. 12-28.

NAVARRO, F. D. Análisis Histórico del Discurso. La evaluación en las reseñas del Instituto de Filología de Buenos Aires (1939-1989). 2011. Tese de Doutorado - Universidade de Valladolid, 2011.

PATPONG, P. A systemic functional interpretation of Thai grammar: An exploration of Thai narrative discourse. 2006. Tese de Doutorado - Macquarie University Sydney, Australia, 2006.

ROCHA, S. M. R. G. da. O gênero textual na EJA: configuração contextual e estrutura potencial de gênero. 2010. 169f. Dissertação (Mestrado em Linguística) - Universidade de Brasília, Brasília, 2010.

SANO, M. The rhetoric of editorials: A Japanese case study. In: THOMSON, E. A; WHITE, P. R. R. Communicating Conflict Multilingual Case Studies of the News Media London: Continuum International Publishing Group, 2008. p. 97-118.

SEE, O. Y, MONICA. An investigation of characters from online virtual worlds for children from a systemic-functional perspective. 2012. Tese de Doutorado – Universidade de Singapura, 2012.

SILVA, L. P. da. As dificuldades de comunicação argumentativas em fóruns de discussão online com finalidade pedagógica. 2010. 125f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicado e Estudos da Linguagem) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.

SIMÕES, A. C. A configuração de gêneros multimodais: um estudo sobre a relação gênero-suporte nos gêneros discursivos tira cômica, cartum, charge e caricatura. Viçosa, 2010. 140f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.

THOMSON, E. A. Informing curriculum design using genre analysis: A study of three genres in Japanese. In: BURKE, B. Innovative Practice in Japanese Language Education, 2005. p. 17-41.

TOGHER, L. et al. Exchanges of information in the talk of people with traumatic brain injury. In: MCDONALD, S; TOGUER, L; CODE, C. Communication disorders following traumatic brain injury, 1999. p. 113-145.

VIAN JR, Orlando. Conceito de gênero e análise de textos de vídeos institucionais. São Paulo, 1997. 129f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1997.

YUEN, C. Y. The construal of Ideational meaning in print advertisements. In: O’HALLORAN, K. Multimodal discourse analysis: Systemic functional perspectives. London: Continnum, 2004, p. 163-195.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-059

Refbacks

  • There are currently no refbacks.