A lacuna da educação de jovens e adultos no curriculo dos cursos de licenciatura em letras vernáculas dos campi xviii e xx da UNEB / The gap of the education of youths and in the curriculum of the courses of degree in letters of the campi xviii and xx of the university of the state of Bahia

Jaciara de Oliveira Sant Anna Santos, Andréia Cristina Freitas Barreto, Marcolino Sampaio dos Santos

Abstract


Este trabalho destaca algumas reflexões do atual cenário da EJA nos Projetos Pedagógicos, contribuindo assim para debate sobre a formação de professores, questionando que lugar a EJA tem ocupado no currículo dos cursos de licenciaturas? A pesquisa analisa a pertinência de uma formação inicial que complete a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), tendo em vista ser este o campo de atuação profissional de muitos dos futuros docentes da educação básica. O objetivo principal dessa pesquisa buscou analisar a lacuna da EJA no currículo dos cursos de licenciatura em Letras Vernáculas dos campi XVIII e XX da UNEB e suas consequências na formação do professor. Como percursos metodológicos, o artigo resulta de levantamento bibliográfico e documental do Projeto Pedagógico do curso de Letras Vernáculas, bem como das Diretrizes Curriculares para a Educação de Jovens e Adultos, verificando de que modo à formação para a EJA ocupa/não ocupa espaço nesse tempo de formação do professor. Os resultados da análise dos documentos apontam que existe total ausência da EJA no currículo do curso de Letras Vernáculas dos campi pesquisados e que a discussão sobre essa modalidade ainda é muito insignificante, não aparecendo à oferta do componente nem como optativa.


Keywords


Educação de Jovens e Adultos, Currículo, Licenciatura.

References


BRASIL. Ministério da Educação. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Diário Oficial da União, 1996.

----------. Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos – Parecer CEB nº. 11/2000. Brasília, DF: MEC, 2000.

______. Senado Federal. Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional, 9394/96.

DI PIERRO, M. C. Balanço e perspectivas da pesquisa sobre formação de educadores/as de jovens e adultos. In: OLIVEIRA, E. F. et al. (Orgs.). III Seminário Nacional de Formação de Educadores de EJA. Porto Alegre, 2010.

GALVÃO, Ana Maria de Oliveira; SOARES, Leôncio José Gomes. História da alfabetização de adultos no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

GATTI, B.; BARRETO, E. (Org.). Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: Unesco, 2009.

GONZALEZ REY, Fernando. Pesquisa qualitativa e subjetividade: os processos de construção da informação. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2005.

MOURA, Tânia Maria de Melo. Formação de educadores de jovens e adultos: realidade, desafios e perspectivas atuais. Práxis educacionais, Vitória da Conquista, BA, v. 5, n. 7, p. 45-72, jul./dez. 2009.

NOGUEIRA, E. S. Políticas de formação de professores: a formação cindida (1995 – 2002). Tese de doutorado. Defendida no Programa de Pós-Graduação em Educação na UFRJ, 2003, 198 p. (mimeo).

SANTOS, M.S et al. Um olhar sobre a formação de professores para atuarem na educação a distância, Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 7, p. 46756-46765 jul. 2020.

VENTURA, Jaqueline. A EJA e os desafios da formação docente nas licenciaturas. Revista da FAEEBA: educação e contemporaneidade, Salvador, v. 21, n. 37, p. 71-82, jan./jun. 2012.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB). Projeto de Curso de Licenciatura em Letras Língua Portuguesa e Literaturas – Campus XX, Brumado, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-016

Refbacks

  • There are currently no refbacks.