Patrimônio cultural de Lavras (MG): valorização e pertencimento / Cultural heritage of Lavras (MG): appreciation and belonging

Vinícius Custódio Messias, Marisa Aparecida Pereira, Jamile Augusto de Alvarenga, Amanda Lopes da Silva, Janaina Faleiro Lucas Mesquita, Adriano Rodrigues

Abstract


Os modos de viver de uma comunidade, sua maneira de se expressar, sua identidade, sua memória, sua história e os modos de saber fazer, formam o patrimônio cultural de um povo. Este está representado de diferentes formas no cotidiano das pessoas. Porém, algumas comunidades não (re)conhecem este patrimônio e não compreendem o mesmo como parte de sua memória e de sua história, isso faz com que ele perca o seu valor e passe a ser destruído sem nenhuma preocupação. Este é um suposto problema verificado na cidade de Lavras, Minas Gerais. Percebemos a pouca visibilidade que o patrimônio cultural possui na cidade, por exemplo, através de um cenário de demolição, sem preocupação, de várias edificações históricas que deveriam estar sendo preservadas. Partindo da hipótese de que o sentimento de pertencimento é fundamental para a sobrevivência do patrimônio cultural ao longo do tempo, esta pesquisa tem como objetivo geral analisar e compreender o que é patrimônio cultural e como se dá o sentimento de pertencimento da população.

Keywords


Arquitetura, Lavras, Patrimônio Cultural, Pertencimento.

References


BEZERRA, Juliana; CLEROT, Pedro; FLORÊNCIO, Sônia Rampim; RAMASSOTE, Rodrigo. Educação Patrimonial: histórico, conceitos e processos / texto de Sônia Rampim Florêncio, Pedro Clerot, Juliana Bezerra e Rodrigo Ramassote. 2. ed. rev. ampl. – Brasília, DF: Iphan/DAF/Cogedip/Ceduc, 2014. 63 p. : il.; 28cm. ISBN: 978-85-7334-259-8.

BRASIL. Constituição de (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidente da República, [2016]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm. Acesso em 04 de ago. 2020.

DICIONÁRIO DE DIREITOS HUMANOS. Disponível em: http://escola.mpu.mp.br/dicionario/tiki-index.php. Acesso em 29 de julho de 2018.

FERREIRA, José Heleno. A cidade como espaço de educação patrimonial: O direito à história e à memória. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 3, p. 13802-13816, mar. 2020. ISSN 2525-8761.

FILGUEIRAS GOMES, Marco Aurélio A. Leituras e Releituras da História da Cidade: mas, afinal, quem Planeja o Território?. Leitura das Cidades. Rio de Janeiro. Páginas 27-35. ANPUR. Editora Letra Capital, 2012.

FLORÊNCIO, Sônia Regina Rampim. Educação Patrimonial: inventários participativos: manual de aplicação / Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Brasília – DF, 2016. 134 p. : il. color. ; 21 cm. ISBN: 978-85-7334-281-9.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2004. 222 p. ISBN 8588298741.

HORTA, M.; GRUNBERG, E.; MONTEIRO, A. Guia Básico da Educação Patrimonial. Brasília. Iphan — Museu Imperial, 1999.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2017. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/. Acesso em: 01 de maio de 2018.

IDEORAMA, Comunicação. Helena e Jorge em aqui se faz queijo. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN-MG): Superintendência do IPHAN em Minas Gerais., 2017. Cartilha educativa. Departamento de Patrimônio Imaterial.

IPHAN-DF, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Plano Piloto 50 anos: cartilha de preservação. Brasília: Superintendência regional, 2007. IPHAN no Distrito Federal. Cartilha de preservação - Brasília.

IPHAN-DF, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Patrimônio Cultural. Brasília: Superintendência regional, 2014. Disponível em: < http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/218>. Acesso em: 16 de outubro de 2018.

IPHAN-DF, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Patrimônio Mundial Cultural e Natural. Brasília: Superintendência regional, 2014. Disponível em: < http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/29>. Acesso em: 16 de outubro de 2018.

IPHAN-DF, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Patrimônio Material. Brasília: Superintendência regional, 2014. Disponível em: < http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/276>. Acesso em: 16 de outubro de 2018.

IPHAN-DF, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Patrimônio Imaterial. Brasília: Superintendência regional, 2014. Disponível em: < http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/234>. Acesso em: 16 de outubro de 2018.

IPHAN-DF, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. O Iphan. Brasília: Superintendência regional, 2014. Disponível em: < http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/872>. Acesso em: 16 de outubro de 2018.

LARAIA, Roque de Barros. 1932 - Cultura: um conceito antropológico / Roque de Barros Laraia – 14. Ed. – Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001.

MENDES, Antônio Rosa. O que é Patrimônio Cultural. Editora Gente Singular, 2012.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. Folheto. Patrimônio Cultural. Disponível em: < http://www.pgr.mpf.mp.br/conheca-o-mpf/publicacoes/folheteriatematica/09_web_folheteria_patrimonio_cultural_101.pdf>. Acesso em: 29 de julho de 2018.

OLIVEIRA, José Lisboa Moreira de. O conceito Antropológico de Cultura. 2016. Disponível em: https://www.ucb.br/sites/000/14/PDF/OconceitoantropologicodeCultura.pdf. Acesso em 29 de julho de 2018.

PATRIMÔNIO E HERENÇA CULTURAL, 2014. Vídeo produzido pelo programa Conexão Futura. Disponível em: . Acesso: 16 de outubro de 2018.

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAVRAS. PATRIMÔNIO – BENS TOMBADOS. 2017. Disponível em: . Acesso: 10 de fevereiro de 2019.

SILVA, Claudinei Fernandes Paulino da. A Teoria da Memória Coletiva de Maurice Halbwachs em Diálogo com Dostoievski: Uma Análise Sociológica Religiosa a partir da Literatura. Revista Theos – Revista de Reflexão Teológica da Faculdade Teológica Batista de Campinas. Campinas. 6ª Edição, V. 5 – N° 2 – Dezembro de 2009. ISSN: 180-0215.

SOUZA FILHO, Carlos Frederico Marés de. Bens culturais e sua proteção jurídica. 3. Ed. rev. Atual. Curitiba: Juruá Ed., 2005. 177 p.

SOARES, Igor de Menezes; SILVA, Itala Byanca Morais da (org.). Sentido de Devoção: festa e carregamento em barbalha. Fortaleza: Iphan, 2013. 260 p.

WILTON DE SOUSA, Mauro. O pertencimento ao comum mediático: a identidade em tempos de transição. Texto revisado e ampliado, originalmente apresentado no 14th International Culture and Power – Identity and Identification, Ciudad Real, Espanha, abril de 2010, baseado em textos e publicações anteriores do autor. N° 34, Significação, 2010, p. 31- 52.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-007

Refbacks

  • There are currently no refbacks.